Justiça reverte liminar que impedia cobrança de bagagens por empresas aéreas

Atendendo a pedido da Agência Nacional de Avião Civil (Anac), a Justiça Federal no Ceará concedeu hoje (29) decisão que suspende os efeitos da liminar que impedia a cobrança de bagagens por parte das companhias aéreas no Brasil.

A liminar suspendia parcialmente a resolução da Anac que permitia a cobrança do transporte de bagagens e que, com a decisão de hoje, volta a ser integralmente válida.

No pedido de suspensão da liminar, a Anac argumentou que a decisão suspendeu a permissão para cobrança do transporte das bagagens, mas manteve o novo peso de 10 quilos permitido para bagagens de mão previsto na resolução.

Com isso, segundo a agência, a liminar colocava em risco a segurança dos vôos – especialmente os lotados – e poderia aumentar o custo das companhias, que seria posteriormente repassado ao consumidor em aumento das passagens. Segundo a Anac, a decisão liminar foi tomada sem amparo técnico sobre a questão.

A Agência Nacional de Avião Civil também reiterou o argumento de que a franquia de bagagem prevista antes da resolução, de 23 quilos por passageiro em voos nacionais, está muito além da média utilizada pelos usuários, que é abaixo de 12 quilos.

Riscos

Além dos argumentos da Anac, o juiz Alcides Saldanha Lima, da 10ª Vara Federal no Ceará, pontuou que a apreciação do pleito da agência era urgente porque há “perigo de dano ou de risco resultado útil do processo”.

E argumentou ainda que a persistência da decisão liminar da 22ª Vara Cível Federal de São Paulo “gera insegurança jurídica, agravada ainda por outras circunstâncias”.

Além disso, segundo o juiz, “ao manter a nova regra de franquia de bagagem em 10 quilos, sem possibilidade de limitação nem mesmo em nome da segurança do voo, a liminar violou a legislação pertinente e criou regra híbrida  no que se refere aos limites de bagagem despachada, inovando, em nome da defesa dos consumidores, no ordenamento jurídico e verdadeiramente legislando sobre a matéria, o que é vedado ao juiz”.

Saldanha Lima ressaltou ainda que cabe à Anac, ao Ministério Público e aos órgãos de defesa do consumidor “fiscalizar eventuais práticas abusivas por parte das companhias aéreas que tendam a burlar a liberação do limite gratuito de bagagem despachada para promover elevação arbitrária e exorbitante de preços”.

Disse também que a resolução não chancela a “venda casada”. Com isso, o passageiro fica livre para não levar bagagem e, com isso, não pagar pelo serviço. Ou ainda optar por despachar sua bagagem com companhia diferente da que comprou a passagem, pagando apenas pela carga na outra companhia aérea.

A reportagem da Agência Brasil entrou em contato com a assessoria da Anac para saber a partir de quando as companhias já poderão iniciar a cobrança pelo transporte de bagagem, mas o órgão informou que ainda não tomou conhecimento do teor da decisão e que só poderá prestar as informações no primeiro dia útil da próxima semana.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Com 14 prêmios no Oscar do turismo, Portugal tenta se reinventar na pandemia de COVID-19

Portugal conquistou 14 prêmios no World Travel Awards 2020, considerado o Oscar do turismo mundial, na noite de sexta-feira (27). Lisboa, Madeira e Algarve foram os destaques como melhores destinos do mundo na premiação, feita …

Um traumatizado veterano SEAL da Marinha dos EUA disse que uma viagem "mágica" de cogumelo pôs fim à sua depressão

Antes de sua primeira viagem guiada de cogumelos “mágicos”, Chad Kuske era prisioneiro de sua própria raiva no trânsito. Se um carro parasse na frente dele, ele ficava consumido pela raiva, ultrapassando todos os veículos em …

Esta espécie rara de uva é maior que um ovo de galinha

Não, as fotos de uvas gigantes (do tamanho de ovos de galinha) não são falsas. Se você passa um tempo considerável na internet, deve ter visto imagens dessas frutas atípicas por aqui. Para a surpresa …

Reino Unido anuncia novas restrições após fim do lockdown para tentar conter segunda onda de covid-19

O Reino Unido sai na próxima semana de um novo lockdown, mas, diante do aumento de casos de covid-19 no país, não entra em um período de flexibilização das medidas de distanciamento social. Nesta quinta-feira (26/11), …

Neandertais podem ter usado as mãos de maneira diferente à dos humanos modernos

Os neandertais podem ter feito um uso diferente das mãos em comparação à forma como os humanos modernos as usam, para eles seria difícil repetir muitos gestos normais para nós hoje em dia. Os dedos do …

Catarro? Som da tosse? Conheça métodos alternativos para detectar a covid-19

Desde o início da pandemia, a realização de testes para detectar a covid-19 fez-se extremamente necessária. No entanto, com o passar dos meses, instituições e empresas privadas ao redor do mundo deram início ao desenvolvimento …

Ativistas preparam protesto global contra a Amazon

Um grupo internacional de ativistas climáticos, aliados a trabalhadores de armazéns da Amazon, lançou uma campanha online global, cujo objetivo é pressionar a gigante do e-commerce a oferecer melhores condições de trabalho para seus funcionários …

Pesquisadores descobrem em cometa elemento essencial para vida na Terra

A descoberta indica que os elementos imprescindíveis para o surgimento da vida podem ter chegado à Terra por meio de cometas. Pesquisadores identificaram fósforo e flúor em partículas de poeira sólida coletadas no interior do cometa …

Consumo de plásticos explode na pandemia e Brasil recicla menos de 2% do material

Com o avanço do delivery de alimentos e do comércio eletrônico, além do maior uso de material hospitalar descartável como máscaras e luvas, o consumo de plásticos explodiu durante a pandemia do coronavírus. O aumento do …

Cientistas explicam por que não se consegue parar a pandemia

Cientistas turcos descobriram que a quantidade de vírus SARS-CoV-2 no organismo de pacientes assintomáticos é mais alta do que nos que apresentam sintomas, o que diferencia radicalmente o novo coronavírus de outros patógenos e explica …