Companhias aéreas estrangeiras de baixo custo (mesmo) começam a entrar no Brasil

A aviação brasileira está, mais uma vez, se transformando. Após amargar dois anos seguidos de quedas, o setor corre atrás do prejuízo. Primeiro, foi o anúncio da criação de uma franquia de bagagem. Trocando em miúdos, os tradicionais 23 quilos foram substituídos por 10 e o excedente cobrado.

Depois, empresas como a Gol e a Azul iniciaram a cobrança para mudança de assento. Se quiser alterar com antecedência tem que pagar entre R$ 10 e R$ 30. Agora, a novidade fica por conta da chegada de companhias aéreas de baixo custo ao mercado brasileiro.

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) anunciou que a companhia argentina de baixo custo Flybondi foi autorizada pelo governo de seu país a operar no Brasil. Nos próximos dias, a agência brasileira deve oficializar a operação da empresa na rota São Paulo – Buenos Aires.

Atraídas justamente pelo arrocho promovido pelas gigantes brasileiras em conluio com a Anac, as empresas de baixo custo devem aterrissar com força por aqui. A norueguesa Norwegian Air, uma das maiores do setor, também manifestou interesse em operar rotas entre o Brasil e a Europa.

O esquema de viagem das companhias de baixo custo (low cost) é ainda mais rigoroso, pelo menos na Europa. Existe uma espécie de ditadura da bagagem, impedindo o cliente de embarcar com duas bolsas ou mochilas. Mala? Bom, tem que pagar por isso.

E tem mais: as empresas não oferecem nenhum tipo de alimentação durante o voo, tampouco totens para a impressão dos bilhetes ou revistas para passar o tempo. Tudo em nome da economia.

O namoro da aviação de baixo custo com o mercado brasileiro começou justamente com a aprovação da cobrança por malas, propostos pelas empresas brasileiras. A resolução 400, sancionada em dezembro de 2016, foi o ponto de partida para as estrangeiras olharem para ao Brasil.

Importante: ao contrário do anunciado, os preços das passagens não caíram. Segundo a Anac, no primeiro trimestre deste ano, o valor dos bilhetes ficou 7,9% mais caro.

Em entrevista à Folha de São Paulo, Guilherme Amaral, sócio do escritório ASBZ e especialista em direito aeronáutico, diz que a Gol foi uma das precursoras desta prática econômica, mesmo assim ela nem se aproxima da conduta adotada pelas europeias, assinala.

“As mudanças recentes na regulamentação abriram espaço para lançarem modelos de negócios diferentes, o que é ótimo. Mas a Gol, que nasceu e por muito tempo insistiu em se posicionar como low cost, é muito diferente do que são as verdadeiras low cost no exterior”, explica.

Ciberia // Hypeness

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Epidemia do coronavírus ainda não chegou ao pico e se agrava na França, diz ministro

O pico da epidemia do novo coronavírus ainda não foi atingido na França, disse nesta terça-feira (7) o ministro da Saúde, Olivier Véran. Devido ao número significativo de pacientes que ainda são hospitalizados diariamente …

Superlua Rosa: satélite atinge proximidade máxima com a Terra

Na próxima terça-feira (7), os entusiastas da astronomia vão poder testemunhar um conhecido e belo fenômeno dos céus que acontece anualmente. A Superlua Rosa é o momento em que o satélite atinge proximidade máxima com a …

Empresas brasileiras lançam manifesto contra demissões

Dezenas de empresas assinam texto pedindo que companhias se comprometam a não demitir nos próximos dois meses, mesmo diante dos impactos econômicos provocados pelas medidas de isolamento para conter o coronavírus. Um grupo de 41 empresas …

Bill Gates vai financiar sete pesquisas de vacina contra COVID-19

Bill Gates, o fundador, ex-CEO e atual filantropo, anunciou durante entrevista no talk show norte-americano Daily Show With Trevor Noah que, por meio de sua própria fundação, estará financiando sete pesquisas clínicas que buscam descobrir …

Bolsonaro é denunciado no TPI por “crime contra a humanidade”

A Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD) denunciou o presidente Jair Bolsonaro por crime contra a humanidade no Tribunal Penal Internacional.  A denúncia foi protocolada nesta quinta-feira (2) na corte de Haia. Segundo …

O primeiro ‘autor’ do mundo era uma mulher

Enheduanna viveu no século 23 antes da nossa era na Mesopotâmia. Princesa, sacerdotisa e poeta, ela pode se orgulhar de ter sido a primeira autora do mundo a ter seu nome conhecido em uma época …

Maduro envia carta ao povo dos EUA pedindo "cessação das sanções"

Nicolás Maduro enviou uma carta ao povo dos Estados Unidos expressando uma mensagem de solidariedade e paz, e pedindo fim das ameaças militares e das sanções contra Venezuela. No documento, o chefe de Estado venezuelano exprime …

Governo dos EUA alerta população para novo "11 de Setembro" devido à covid-19

Chefe da Saúde Pública do país prevê que próxima semana será "a mais difícil e mais triste da vida da maioria dos americanos". Ele compara repercussão a dois dos maiores traumas da história dos Estados …

Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"

As medidas de isolamento social adotadas para conter o novo coronavírus (SARS-CoV-2) estão deixando a Terra mais silenciosa - ao menos para os “ouvidos” sensíveis dos sismógrafos. É que as atividades humanas, tais como a circulação …

IA sincronizada com música cria rostos falsos, o resultado pode se aterrorizante

As pessoas ainda aprendem a melhor forma de empregar as redes neurais artificiais, aprendizado de máquina e avanços em inteligência artificial. Entre as pesquisas práticas há a busca por empregar essas técnicas de forma a …