Lobos radioativos de Chernobyl podem espalhar genes mutantes pela Europa

Paco Ruiz / Flickr

Pesquisadores encontraram, pela primeira vez, provas de que há lobos deixando a chamada Zona de Exclusão de Chernobyl, na Ucrânia, isolada após o desastre nuclear de 1986. Um dado que levanta dúvidas quanto à eventual disseminação de genes radioativos mutantes pela Europa.

Uma pesquisa da Universidade do Missouri, nos EUA, que foi publicada no European Journal of Wildlife Research, revela que, pela primeira vez, foi detectado um lobo saindo da Zona de Exclusão de Chernobyl.

A “zona morta”, abandonada por milhares de pessoas após o acidente nuclear de 1986, é hoje ocupada por populações de javalis, linces e lobos, que se multiplicaram sem a presença dos humanos.

A população de lobos na zona é, atualmente, sete vezes superior à das áreas ao redor, como apontam os autores da pesquisa.

A área se transformou em uma “reserva natural”, como refere o líder do estudo, o ecologista Michael Byrne, da Universidade de Missouri, em declarações ao Live Science.

A pesquisa foi baseada na monitoração de 14 lobos cinzentos, utilizando coleiras com GPS. Foi, assim, que conseguiram detectar a saída de um dos lobos mais jovens da matilha para além da Zona de Exclusão de Chernobyl.

O lobo se afastou até cerca de 300 quilômetros de distância, e um problema no seu colar GPS não permitiu apurar “se o animal voltou eventualmente à Zona de Exclusão ou se permaneceu fora permanentemente”, informa o Live Science.

O certo é que essa é “a primeira prova da dispersão de um lobo para além da Zona de Exclusão”, declarou Byrne, admitindo também que “é razoável assumir que coisas semelhantes acontecem com outros animais”.

E é aqui que surge o temor de que essas espécies possam transportar genes radioativos mutantes para outras populações animais, o que poderia ter reflexos por toda a Europa.

Em 2017, foram encontrados elevados índices de radiação em javalis selvagens das florestas da República Tcheca, a cerca de 1600 quilômetros da central nuclear de Chernobyl.

A Zona de Exclusão continua interditada para habitação, mas abriu recentemente para visitas turísticas.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Cientistas revelam nova razão que explica dependência do álcool

De acordo com um novo estudo, a dependência do álcool tem uma relação direta com as mudanças climáticas: quanto mais frio é o clima e menos incidência de sol, mais as pessoas tendem a consumir …

Cientistas encontraram pássaro que é três espécies em uma só

Cientistas encontraram um pássaro incomum na Pensilvânia, que guarda um incrível segredo genético: a toutinegra é o híbrido de três espécies diferentes de pássaros. Uma equipe de cientistas encontrou um pássaro incomum na Pensilvânia, cuja mãe …

Hitler abraçou uma menina judia; 85 anos depois, a foto foi a leilão

Uma foto de 1933 mostra o ditador nazista ao lado de uma menina de seis anos de idade cuja avó era judia. A imagem, com uma dedicatória assinada por Hitler, foi arrematada em leilão por …

No deserto mais seco do mundo, a chuva mata

No deserto mais seco e mais antigo da Terra, as coisas não funcionam da mesma maneira que em outros lugares. A água, por exemplo, não é uma bênção. No deserto do Atacama, no Chile, as …

CIA pensou em usar “soro da verdade” nos interrogatórios do 11 de setembro

O “Projeto Medicação” foi posto de lado em 2003, mas, até lá, os médicos da CIA estudaram a hipótese de substituir as violentas técnicas de interrogatório pelo uso de um “soro da verdade” que fizesse …

Distração de professora provoca ferimentos em 40 crianças na China

A distração de uma professora que se esqueceu de apagar uma luz ultravioleta em uma escola de Tianjin, perto de Pequim, causou ferimentos e queimaduras em mais de 40 crianças, informou nesta sexta-feira a imprensa …

Hábito diário pode ajudar a prever morte prematura

A velocidade com que caminhamos fornece muitas pistas sobre o nosso estado de saúde e pode mesmo ajudar a prever uma morte prematura.  Segundo um novo estudo, realizado o por cientistas da Universidade do Sul …

Assassino de John Lennon sente “mais vergonha” a cada dia que passa

Mark David Chapman, que assassinou John Lennon em 1980, disse a um conselho de condicional que se sente “mais e mais envergonhado” a cada ano que passa por ter assassinado o ex-Beatle. “Há 30 anos, eu …

Submarino argentino ARA San Juan é achado um ano após ter desaparecido com 44 tripulantes

A carcaça do submarino argentino Ara San Juan, desaparecido desde 15 de novembro de 2017 com 44 tripulantes a bordo, foi localizada no fundo do oceano Atlântico, a 800 metros de profundidade, a leste da …

Cientistas determinam qual foi o pior período na história da humanidade

Cientistas americanos chegaram à conclusão de que em 536 d.C., "um dos períodos mais terríveis" começou na história da humanidade. Segundo o historiador medieval Michael McCormick, arqueólogo da Universidade de Harvard, um "nevoeiro misterioso" caiu sobre a …