María ganha 3 mil dólares por mês; e é moradora de rua em Silicon Valley

María García é um dos muitos casos de moradores de rua em Silicon Valley, nos EUA, que, apesar de terem emprego, não conseguem ganhar o suficiente para manter uma casa onde morar.

A história chega através de Maria João Bourbon, jornalista do jornal português Expresso, que esteve nos EUA, mais precisamente em Silicon Valley, região na Califórnia onde estão sediadas as maiores empresas de tecnologia, com María García.

A norte-americana de 45 anos trabalha em tempo integral, ganha 3 mil dólares por mês (mais de R$ 12 mil), paga impostos como qualquer outro cidadão que vive no país. Então, como se explica que seja uma moradora de rua?

De acordo com a reportagem, publicada no sábado (25) na Revista E, María não tem mais do que o carro para viver. O fim de um casamento de oito anos a empurrou para as ruas e, não tendo com quem viver, viu no automóvel aquilo que seria uma “casa temporária”.

A norte-americana está “parada” no estacionamento de uma pequena igreja batista em São José. No carro, “organizou e compartimentou toda a sua vida”, desde roupas sujas e lavadas, sapatos, produtos de higiene e outros objetos pessoais.

É também esse mesmo carro que a leva ao posto de trabalho todos os dias, o hospital Kaiser Permanente, onde trabalha como recepcionista. Antes, era ali que estacionava durante a noite para dormir em segurança.

É americana, trabalha a tempo inteiro, paga impostos, mas não tem mais do que o carro para viver. Aos 45 anos, os sonhos…

Posted by Expresso on Saturday, August 25, 2018

Apesar de um emprego que “paga bem”, María não consegue fazer frente ao alto nível de vida de Silicon Valley, onde, na cidade de São José, o aluguel médio de um apartamento com apenas um quarto ronda os 2.666 dólares por mês, quase R$ 11 mil por mês.

Sozinha e sem conhecer ninguém na cidade californiana, a americana não consegue aguentar um aluguel. “E ainda há água e luz para pagar, o seguro e despesas do carro, impostos, alimentação… Esquece, não consigo”, lamenta à jornalista.

Ninguém diria que María dorme no carro. Sai “bonita, arrumada e de roupa lavada” para mais um dia de trabalho. Mas, por trás da aparência, está uma mulher que já passou muitas “noites mal dormidas” e com “medo de ser descoberta” (nesta região não é permitido por lei pernoitar no veículo).

À revista, María recorda os momentos de “desespero” que já passou, com coisas tão simples como se manter limpa. Antes de descobrir os banheiros da academia para os funcionários do hospital, chegou a ficar duas semanas sem tomar banho, tentando fazê-lo à pressa no lavatório de um McDonald’s ou de outra cadeia de fast food.

Já levou “nãos atrás de nãos” ao tentar um lugar nos vários abrigos disponibilizados pelo Estado norte-americano. Resta manter a esperança de conseguir uma vaga dentro do mesmo hospital em Fresno, na Califórnia Central, onde sempre viveu (as transferências podem demorar “um ano e meio”) ou ver seu nome no topo da lista para obter uma habitação permanente, o que pode demorar três anos.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Carro voador da NASA levanta voo pela primeira vez; veja como foi

A NASA anunciou que os testes com o eVTOL (veículo elétrico voador com decolagem vertical) mais promissor do mercado foram bem-sucedidos. Desenvolvido pela Joby Aviation, o carro voador experimental realizou uma série de procedimentos para coleta …

Mudanças climáticas: cientistas treinam vacas para usar banheiro contra aquecimento global

Vacas podem ser treinadas para usar um banheiro para reduzir as emissões de gases de efeito estufa, segundo uma experiência realizada na Alemanha por pesquisadores alemães e da Nova Zelândia. No estudo, os cientistas treinaram os …

Reprovação a Bolsonaro volta a subir, afirma Datafolha

O Instituto Datafolha apurou que a reprovação ao governo do presidente Jair Bolsonaro aumentou ainda mais, passando para 53% entre as pessoas consultadas, segundo uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira (17/02) pelo jornal Folha de S. …

Empresa norueguesa assegura que pode 'eliminar' furacões antes que se tornem destrutivos

Especialistas ambientais advertem que o sistema de cortina de bolhas proposto pela empresa poderia ela própria provocar efeitos indesejados. A OceanTherm, startup norueguesa, assegura que sua tecnologia pode evitar que as tempestades tropicais se tornem poderosos …

Limitar aquecimento global a 1,5ºC exige redução drástica de gases poluentes, mostra relatório

Manter a temperatura da Terra a 1,5°C será impossível sem uma redução massiva das emissões de gases poluentes. É o que mostra um novo relatório divulgado pela ONU nesta quinta-feira (16). O documento "United …

Alemanha libera entrada para brasileiros que apresentem teste negativo

A Alemanha vai deixar de considerar o Brasil como área de alto risco na pandemia do novo coronavírus a partir deste domingo, anunciou nesta sexta-feira (17/09) o Instituto Robert Koch (RKI), a agência governamental alemã …

Assembleia-Geral da ONU: exigência de vacina ainda não está decidida, mas é improvável que Bolsonaro seja barrado

Perdeu força a possibilidade de que líderes de países tenham que comprovar que se vacinaram contra a covid-19 para participar da 76ª Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), que acontece na semana que vem …

Submarinos: França perde o "contrato do século" para a Austrália, que opta por EUA e Reino Unido

O jornal econômico Les Echos estampa em sua primeira página desta quinta-feira (16) uma notícia, ainda no condicional, que se concretizaria durante a madrugada: "A Austrália desiste de uma encomenda de 12 submarinos franceses …

VSR: o pouco conhecido vírus que se espalha entre crianças no mundo e também no Brasil

No início de 2021, a equipe do Hospital Infantil de Maimonides, no Brooklyn, em Nova York (EUA), começou a experimentar uma cautelosa sensação de alívio. Os casos de covid-19 na cidade estavam em queda. Como …

Com popularidade em queda, premiê britânico Boris Johnson reforma equipe de governo

Após semanas de boatos, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, decidiu modificar o governo nesta quarta-feira para formar uma "equipe unida" e enfrentar os desafios depois de um ano e meio de pandemia e em …