“Masculinidade” é critério para ser policial no Brasil

Fernando Frazão / ABr

A Polícia Militar (PM) incluiu em um concurso no estado do Paraná alguns requisitos que tem gerado polêmica, uma vez que é valorizada a “masculinidade” dos candidatos.

São 67 os critérios avaliados no exame psicológico para os postos de cadete oferecidos pela PM do Paraná, mas há um em particular que tem sido criticado por todo o país.

Não mostrar interesse em histórias românticas” ou “não se emocionar com facilidade” são alguns dos requisitos que a PM incluiu no concurso no qual se valoriza a “masculinidade” dos candidatos.

As inscrições para as provas de acesso para os 16 cargos abriram na segunda-feira (13) e estão disponíveis para homens e mulheres até 30 anos de idade.

Segundo as condições publicadas, os candidatos terão que passar por um teste psicológico, no qual serão avaliados pela sua “masculinidade“, que surge definida como “a capacidade de um indivíduo não se impressionar com cenas violentas, suportar vulgaridades, não se emocionar facilmente, nem mostrar interesse em histórias românticas e de amor”.

Toni Reis, diretor do grupo Dignidade, organização que luta pelos direitos LGBT, disse à EFE que “não é normal”. “O Paraná é o quinto estado com maior número de feminicídio do país. É um estado conservador e não pode aceitar esse tipo de comportamento porque vai contra a Constituição.”

A busca por uma suposta “masculinidade” é, para o responsável, um critério que reflete “o machismo institucional no Brasil“. “Queremos uma polícia forte, que pode ser firme, mas pode ter sentimentos, não podemos ter um policial psicopata ou um robô”, disse, acrescentando que já pediram ao Ministério Público que tome uma posição sobre o assunto.

Em nota, citada pelo Jornal de Notícias, a PM do Paraná afirmou que “não tolera comportamentos e posições discriminatórias de qualquer natureza” e que todos os testes aplicados “são instrumentos aprovados pelo Conselho Federal de Psicologia”, que, até o momento, ainda não se pronunciou.

Além disso, acrescenta que a expressão “masculinidade” gerou uma “interpretação errada para alguns setores da sociedade”. O objetivo do teste psicológico é “avaliar a estabilidade emocional e a capacidade de enfrentar”, aspectos “extremamente necessários para a atividade do dia a dia”.

Esse mesmo teste foi utilizado em 2013 e é muito “comum” em instituições de segurança pública e empresas privadas que queiram avaliar a capacidade do candidato de não “ficar impressionado com cenas violentas, incomuns e hostis”.

A polícia entrou em contato com o coautor do teste psicológico, Flávio Rodrigues Costa, que atestou a validade do instrumento e garantiu não ter “conotação de diferenciação de gênero, sexo ou qualquer outra forma de discriminação”.

No entanto, José Augusto Araújo, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no Paraná, considera que o concurso prevê “situações inusitadas” a partir do momento que se valorizam aspectos “subjetivos”, o que pode ser “ilegal e inconstitucional”.

A polícia já disse entretanto que “promove um ajuste do termo masculinidade”.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Em nome da ciência, polvos tomaram ecstasy (e teve muito amor envolvido)

O que acontece quando um polvo consome drogas, mais precisamente ecstasy? Cientistas norte-americanos tiveram a oportunidade de descobrir. De acordo com o Science Alert, a equipe de pesquisadores deu MDMA, substância psicoativa também conhecida por ecstasy, …

Companhia austríaca cria método que transforma plástico em petróleo

A companhia petrolífera austríaca OMV apresentou nesta quinta-feira um inovador procedimento que permite a produção de petróleo a partir de resíduos de plástico (material fabricado a partir desse recurso natural). A inovadora tecnologia, batizada de ReOil, …

Múmia e amuletos divinos são descobertos no Egito

Um grupo de arqueólogos descobriu várias múmias antigas no Egito – incluindo os restos de um misterioso indivíduo extremamente bem conservado – em uma sepultura comum na margem oeste do Rio Nilo.  A tumba foi encontrado …

Em caso raro, mulher doa órgãos e transmite câncer a quatro pessoas

Quatro pessoas que receberam órgãos da mesma doadora desenvolveram posteriormente câncer de mama, revelou um novo estudo. O caso, que remota a 2007, representa uma situação extremamente rara. Rins, pulmões, fígado e coração foram retirados de …

Criatura “alienígena” é encontrada em praia na Nova Zelândia

Uma família neozelandesa passeava ao longo de uma praia no norte de Auckland quando encontrou uma bizarra criatura vermelha em forma de bolha. A criatura, que foi identificada como uma espécie específica de medusa, tem um …

Veneza quer proibir turistas de sentarem ou deitarem no chão

Veneza, famosa pelos seus canais, testemunhou um dilúvio de turistas nos últimos anos, que ultrapassa em muito a população residente e sobrecarrega a cidade. As autoridades da cidade italiana têm tomado várias medidas para travar …

Teia de aranha gigantesca cobre praia na Grécia

Um enorme teia de aranha com cerca de 300 metros cobriu uma área à beira-mar na cidade de Aitoliko, na região oeste da Grécia. A época de acasalamento das aranhas transformou a praia no pior …

Depois dos morangos, agulhas chegam às maçãs e bananas na Austrália

As autoridades australianas investigam mais de 100 casos por todo o país. Agora, além dos morangos, as agulhas também já chegaram a frutas como maçãs, bananas e mangas. A Austrália investiga uma série de casos misteriosos …

Proibição de doações empresariais não blinda política de interesses privados, afirma cientista político

Apesar da proibição do financiamento empresarial de campanhas, que vigora no país desde 2015 por força de uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), a classe empresarial continua engajada em diferentes candidaturas. Se, por um lado, …

Brasileiros são finalistas em Campeonato Mundial de Cubo Mágico

Criado nos anos 80, o cubo mágico é um dos brinquedos mais simples e fascinantes que existem. Quem nunca passou horas, dias, semanas ou até meses tentando acertar as cores de todas as faces ou …