Mergulhador canadense encontrou bomba nuclear Fat Man desaparecida na Guerra Fria

US Government / Wikimedia

A bomba nuclear Fat Man Mark IV, dos EUA

A bomba nuclear Fat Man Mark IV, dos EUA

Existem algumas coisas no mundo que são tão importantes que nunca deveriam ser perdidas, como invenções que podem salvar a vida de muita gente ou matar muita gente. Uma bomba nuclear, por exemplo. “Mas quem consegue perder uma bomba nuclear?”, questiona você.

A reposta é simples: o maior produtor deste tipo de munição do mundo, os EUA.

Conhecida como Lost Nuke, ela era uma bomba para treinamento que estava no voo 44-92075, da Força Aérea Americana, que estava participando de uma simulação de ataque à Califórnia no dia 13 de fevereiro de 1950, antes de pousar em Texas.

Para a simulação, a bomba estava carregada com uma mistura de chumbo, urânio não enriquecido e TNT. Assim, ela tinha a capacidade de detonação de uma bomba de TNT convencional, sem a detonação nuclear.

O voo partiu do Alaska, mas o Convair B-36 logo enfrentou problemas nos motores. O piloto lançou a bomba no litoral do território canadense British Columbia e a detonou no ar. O avião foi colocado em modo piloto automático e se chocou contra o Monte Koleget, a 300km do ponto em que a bomba foi liberada.

Cinco pessoas que estavam no avião morreram, mas 12 outras foram resgatadas depois de pousar com paraquedas na ilha Princess Royal. Os destroços do avião foram encontrados na montanha em 1953, mas a bomba nunca foi localizada – pelo menos até agora.

O mergulhador profissional Sean Smyrichinsky parece ter encontrado a Lost Nuke enquanto procurava por pepinos do mar perto da ilha Pitt, no último mês de outubro. “Eu me afastei um pouco do meu barco e achei algo que nunca tinha visto antes. Parecia uma rosca cortada na metade com algumas tigelas em volta”.

Apesar de não saber o que aquele objeto era, o mergulhador percebeu que se tratava de algo singular. “Terminei o mergulho, subi no barco e comecei a contar para minha equipe: ‘Meu Deus, achei uma nave alienígena. Encontrei a coisa mais estranha que já vi!”, relembra ele.

Quando Sean relatou sua descoberta a pescadores da região, uma explicação mais lógica surgiu: “ninguém havia visto aquilo antes porque ninguém mergulha ali. Aí uma pessoa de idade falou: você pode ter encontrado aquela bomba”.

Assim que esta possibilidade surgiu, o mergulhador informou o Departamento de Defesa Nacional do Canadá sobre suas suspeitas, e foi informado de que a descoberta captou a atenção do órgão, que vai investigar o objeto.

Ainda não há confirmação oficial de que as partes encontradas por Sean sejam de fato a bomba desaparecida, mas ele está convencido de que só pode ser isso. “As imagens da bomba que encontrei a mostra desmontada. E no meio tem uma coisa grande que parece exatamente com o que eu encontrei”, diz ele.

Um navio da marinha canadense deve chegar ao local nas próximas semanas para investigar o objeto.

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. O título diz que é nuclear e a reportagem diz que não é. Por que os jornalistas nunca aprendem a trabalhar apenas com a verdade?

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Sem capacidade para reciclar, Malásia devolve lixo para países desenvolvidos

A Malásia devolveu 150 contêineres de lixo ilegal para seus países de origem. Entre eles estão os Estados Unidos, a França, o Reino Unido e o Canadá, anunciaram as autoridades nesta segunda-feira (20). Segundo …

Defesa de Trump diz que processo de impeachment é ilegal

Em primeira manifestação formal desde o início do julgamento do presidente, defesa acusa oposição democrata de tentar interferir nas eleições de 2020. Os advogados do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disseram neste sábado que o …

Cidade de interior de SP inicia tarifa zero no transporte público

Enquanto diversas capitais ao redor do país aumentam o valor das passagens no transporte público, algumas outras cidades pensam diferente. Se o transporte coletivo gratuito parece um sonho inalcançável e utópico, algumas administrações públicas buscam maneiras …

Quantos anos de vida saudável os ricos ganham em relação aos pobres?

Um novo estudo europeu e americano descobriu que os ricos possuem cerca de nove anos de vida saudável a mais do que os pobres. A pesquisa foi bastante abrangente – os cientistas analisaram dados de mais …

O país sul-americano que deve crescer 14 vezes mais que a China neste ano

A Guiana ganhou na loteria e está prestes a resgatar o prêmio. Seus vizinhos, especialmente a Venezuela, aguardam intrigados para saber em que ela vai gastar. De acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI), a economia …

Portugal supera marca histórica de 500 mil imigrantes residindo no país; brasileiros são a maioria

Portugal atingiu um número recorde de imigrantes vivendo no país. O anúncio foi feito pelo governo nesta quarta-feira (15), durante debate no Parlamento sobre o Orçamento de Estado para 2020. "Os dados preliminares levam a dizer …

Papa Francisco nomeia primeira mulher para cargo de alto escalão no Vaticano

Pela primeira vez, uma mulher ocupará um cargo de alto nível no Vaticano. O Papa Francisco nomeou Francesca Di Giovanni para a função de vice-ministra da Secretaria de Estado da Santa Sé, órgão equivalente ao …

Khamenei chama Trump de "palhaço" e exalta ataque a bases dos EUA

Em primeiro sermão desde 2012, líder supremo do Irã afirma que Trump finge apoio ao povo iraniano e pede união após dizer que queda de avião foi "acidente trágico". EUA admitem que militares ficaram feridos. O …

Uma desconhecida explosão de ondas gravitacionais foi detectada na Terra

Os detectores de ondas gravitacionais da Terra, os observatórios LIGO e Virgo, identificaram uma misteriosa “explosão” de ondas gravitacionais não prevista na última terça-feira, 14 de janeiro. As ondas gravitacionais detectadas até hoje foram resultado de …

Twitter pede desculpas por permitir anúncios direcionados a neonazistas

O Twitter emitiu hoje (16), um pedido de desculpas público, logo após a BBC fazer uma denúncia de que a plataforma de anúncios da empresa estava permitindo o direcionamento de conteúdo para neonazistas e outros …