Ministros suíços apoiam jogadores visados pela FIFA por gesto político

(h) Martin Divisek / EPA

Xherdan Shaqiri comemora o segundo gol da Suiça contra a Sérvia

As consequências do duelo entre a Suíça e a Sérvia (2 a 1) vão muito além da vitória dos suíços. A Fifa abriu no sábado (23) dois processos disciplinares: o primeiro contra os jogadores suíços por gestos políticos em campo; e o segundo contra declarações polêmicas do técnico da Sérvia.

Os jogadores suíços visados pela Fifa são Granit Xhaka, nascido na Suíça, mas de origem kosovar, e Xherdan Shaqiri, nascido em Kosovo e naturalizado suíço.  Eles comemoraram os gols da vitória na sexta-feira (22), imitando com as duas mãos a águia da bandeira albanesa.

O Kosovo é uma ex-província sérvia de maioria albanesa e o gesto dos jogadores, interpretado pelos sérvios como um símbolo da “Grande Albânia”, foi considerado uma provocação.

O Kosovo declarou em 2008 sua independência, mas Belgrado ainda se nega a reconhecê-la. A “Grande Albânia” é uma referência a uma doutrina nacionalista que visa reunir todos os albaneses dos Balcãs em um único país.

A Fifa proíbe mensagens políticas em seus estádios e por isso abriu o processo disciplinar. O resultado, imprevisível, será anunciado nesta segunda-feira (25). Mas a Associação Suíça de Futebol não está preocupada.

O presidente da ASF, Peter Gilliéron, acredita que, se houver sanções, elas não serão pesadas. “A suspensão deles seria excessiva”, afirma Gilliéron, que lembra que os torcedores sérvios também provocaram a seleção suíça desde o início da partida.

Os dois jogadores também foram defendidos pelos ministros do Esporte, Guy Parmelin, e das Relações Exteriores, Ignazio Cassis. Todos dizem em entrevistas à imprensa do país que Xhaka e Shaqiri têm orgulho de defender a Suíça e entendem os gestos de comemoração dos jogadores que, emocionados “não esquecem suas raízes”.

Declarações polêmicas do técnico da Sérvia

A Fifa também abriu um processo preliminar contra o técnico da Sérvia, Mladen Krstajic, por suas declarações após a partida. Ele pediu que o árbitro, o alemão Félix Brych, fosse levado a julgamento em um tribunal de crimes de guerra em Haia por não ter concedido um pênalti à Sérvia.

Em Haia, eles poderão julgá-lo como fizeram conosco” disse o técnico em um referência ao Tribunal Penal Internacional para a ex-Jugoslávia, que julgou os crimes de guerra sérvios a partir de 1991.

O técnico ficou furioso porque Brych não deu um pênalti aos 66 minutos, depois que Aleksandar Mitrovic foi derrubado na área pelos zagueiros suíços Stephan Lichtsteiner e Fabian Schaer.

Também foram abertos procedimentos disciplinares contra a Associação de Futebol Sérvia por distúrbios por parte dos torcedores e a exibição de mensagens políticas e ofensivas.

A Sérvia é a próxima adversária do Brasil, no dia 27 de junho.

Ciberia // RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …