Morreu Alan Bean, o quarto homem na Lua

(dr) Alan Bean

O antigo astronauta Alan Bean se tornou pintor

Alan Bean, o quarto homem a caminhar na Lua, morreu aos 86 anos, informou a NASA em um comunicado.

Morreu Alan Bean, o astronauta que, quatro meses depois de Neil Armstrong ter dado um pequeno passo para um homem mas um passo de gigante para a Humanidade, se tornou no quarto homem a fazê-lo.

“Bean, 86 anos, morreu neste sábado, 26 de maio, no Houston Methodist Hospital em Houston, Texas. Sua morte aconteceu depois dele ficar doente durante uma viagem para Fort Wayne, Indiana, duas semanas antes”, informou o comunicado da agência espacial norte-americana.

Capitão da Marinha dos Estados Unidos, Alan Bean tornou-se astronauta em 1963. Seis anos mais tarde, foi piloto do módulo lunar na Apollo 12, a segunda missão dos EUA à Lua.

Bean e seu colega Peter Conrad exploraram a superfície da Lua e realizaram experimentos, enquanto Richard Gordon orbitou o satélite da Terra no módulo de comando, procurando por posições de pouso para futuras missões lunares.

“Eu lembro de uma vez olhar para a Terra e começar a pensar: ‘Puxa, isso é lindo.’ Então eu disse para mim mesmo: ‘Pare de besteiras e vai recolher as pedras’. Achávamos que a reflexão não era produtiva”, disse Alan Bean para a revista People em 1981.

A missão Apollo 12 começou com um susto. Pouco depois da decolagem, o foguete foi atingido por um raio, mas a tripulação conseguiu continuar o vôo programado para a Lua. Bean e Conrad passaram mais de 31 horas na superfície da lua, incluindo mais de sete horas trabalhando fora do módulo lunar.

Em 1973, Bean comandou a missão Skylab 3, a segunda missão tripulada à primeira estação espacial dos EUA.

Bean nasceu em 15 de março de 1932, em Wheeler, no Texas. Desejando se tornar um piloto, ele começou a treinar em vôos aos 17 anos. Ele se formou em engenharia aeronáutica na Universidade do Texas, em seguida, e foi contratado como oficial da Marinha dos EUA.

Ele treinou como piloto de testes da Marinha sob orientação de Peter Conrad, que anos depois, durante seu tempo de astronauta, desempenhou um papel crucial na designação de Bean para a missão Apollo.

Alan Bean passou 69 dias, 15 horas e 45 minutos no espaço, antes de sua aposentadoria em 1981.

Depois de deixar a NASA, o ex-astronauta se dedicou à pintura, tendo criado várias obras que retratavam passeios na superfície lunar usando poeira e detritos trazidos da Lua.

Ciberia // Sputnik News / NPR

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Planalto suspende indicação de Eduardo Bolsonaro para embaixada nos EUA

O Palácio do Planalto decidiu deixar em suspenso a indicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro, para assumir a embaixada brasileira nos Estados Unidos, em meio a uma crise política …

Preso pai de família que vivia isolada na Holanda

Ex-membro de culto de 67 anos viveu quase uma década recluso, com os seis filhos, numa zona rural. Polícia suspeita privação de liberdade. Antes fora detido um austríaco, presumível locatário do sítio. Está detido o pai …

"É muito provável que haja verdadeiros análogos da Terra", afirma novo estudo

Um novo método de análise geoquímica de planetas distantes sugere que os muitos exoplanetas semelhantes à Terra podem existir fora do Sistema Solar, de acordo com pesquisa. Há um traço comum entre rochas de asteroides, ou …

Equipe 100% feminina vai para o espaço pela primeira vez na história da NASA

As astronautas norte-americanas Christina Koch e Jessica Meir deixaram juntas nesta sexta-feira (18) a Estação Espacial Internacional (ISS) para fazer um reparo de controladores de energia, marcando a primeira vez em seis décadas da história …

Tratamento para tuberculose é recorde, mas 3 milhões não têm acesso

Em 2018, o número de pessoas que receberam tratamento para a tuberculose bateu um recorde histórico em grande parte devido a uma melhor detecção e diagnóstico da doença. Em todo o mundo, sete milhões de pessoas …

"Blob": o que é a misteriosa criatura com 720 sexos e sem cérebro

Ele não tem boca, estômago, olhos, tampouco pode detectar ou digerir alimentos. Também não tem braços ou pernas, mas consegue se locomover — e, em um único dia, dobrar de tamanho. É capaz de aprender e …

Planalto suspende indicação de Eduardo Bolsonaro para embaixada nos EUA

Desgaste político e crise entre clã Bolsonaro e PSL minam nomeação do filho do presidente, que dificilmente seria aprovada pelo Senado. Caso ocorre após batalha pela liderança da legenda na Câmara. O Palácio do Planalto decidiu …

EUA aplicam tarifas punitivas sobre produtos da UE

Após aval da OMC, entram em vigor aumentos tarifários de 10% e 25%, afetando 7,5 bilhões de dólares em produtos do bloco europeu. Bruxelas poderá retaliar com sanções. As autoridades de comércio dos Estados Unidos confirmaram …

Polícia libera filho do chefe do narcotráfico El Chapo depois de emboscada

Alvos de uma violenta represália dos narcotraficantes, os policiais mexicanos foram obrigados a soltar Ovidio Guzmán López, um dos filhos do célebre El Chapo, do cartel de Sinaloa, pouco depois de prendê-lo, nesta quinta-feira (17) …

Pesquisa identifica quais as preferências musicais em cada região do Brasil

Ainda que a cultura brasileira tenha o hábito de importar, no bom e no mal sentido, tudo que pode de países estrangeiros – em especial dos EUA e alguns países da Europa – na hora …