Morte de animal de estimação pode partir nosso coração – literalmente

Joanie Simpson mostrava os sintomas clássicos de um ataque cardíaco quando entrou nas urgências de um hospital em Houston, nos EUA. Mas os exames  revelaram algo muito diferente. Clinicamente, ela tinha o coração partido.

Cardiomiopatia de Takotsubo (TCM) é o nome de uma síndrome cardíaca transitório em que o enfraquecimento do ventrículo esquerdo do coração – responsável pelo bombeamento de sangue – provoca sintomas de um ataque cardíaco.

Geralmente, a síndrome acontece após um evento emocional, característica que valeu o nome de síndrome do coração partido. E Joanie Simpson estava, de fato, de coração partido após a morte do seu animal de estimação, uma Yorkshire Terrier chamada Meha.

A experiência de Joanie, ocorrida em 2016, foi descrita esta semana no New England Journal of Medicine. Segundo um dos seus médicos, Abhishek Maiti, o caso de Joanie Simpson é “muito conciso e elegante” por retratar uma “condição fascinante, bastante real e por vezes fatal”.

Embora não seja o primeiro caso conhecido que associa a síndrome do coração partido ao estresse sentido após a morte de um animal de estimação, este caso torna evidente que o sofrimento pela doença ou morte de um animal pode ser tão destrutivo como a morte de um ser humano.

Um conjunto de pesquisas apoia esta abordagem, confirmada num estudo recente que diz: os animais de estimação estão intimamente ligados à saúde e à felicidade dos donos. O estudo revela ainda que os proprietários de animais com doenças crônicas têm níveis mais elevados de ansiedade e estresse.

(dr) Joanie Simpson

Meha, a simpática Yorkshire Terrier que partiu o coração a Joanie Simpson

“As crianças cresceram e saíram de casa. Ela era a nossa pequena”, disse Joanie. Em maio de 2016, a cadela ficou tão doente que a dona tomou a decisão de abatê-la. Quando o dia chegou, a Yorkshire parecia bem, pelo que Joanie mudou de ideia. No entanto, Meha acabou morrendo no dia seguinte. “Foi horrível ter visto“, disse.

Nesta fase da vida, Joanie Simpson passava por momentos difíceis e de muita ansiedade. Quando os medicamentos finalmente a estabilizaram, os médicos revelaram seu diagnóstico: a síndrome de coração partido. “Fez todo o sentido”, afirmou a paciente.

Mesmo tendo sido um momento traumático e doloroso, Simpson diz que continuará tendo animais de estimação. “Eles dão tanto amor e companheirismo… Não é isso que vai me impedir de tê-los”, conclui Joanie Simpson.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Identificada a causa da maior extinção em massa na história da Terra

A vida na Terra tem uma história longa, mas também extremamente turbulenta. Em mais de uma ocasião, a maioria de todas as espécies foi extinta e uma biodiversidade já altamente desenvolvida reduziu para um mínimo …

Cães farejadores de covid: eficazes e baratos, mas esnobados

A Europa está em pânico em meio ao segundo surto de covid-19, com taxas de contágio explodindo e os PIBs despencando. A Bélgica acaba de anunciar que não mais testará cidadãos assintomáticos, mesmo que tenham …

Bolsonaro é avaliado positivamente por 37% da população, diz pesquisa

Entre os que souberam do dinheiro na cueca do senador Chico Rodrigues (52%), 74% não mudaram sua avaliação sobre o presidente Bolsonaro. Os que mais mudaram de opinião foram os pesquisados com ensino superior (26%) …

Tribunal Constitucional da Polônia invalida direito ao aborto por malformação do feto

O Tribunal Constitucional da Polônia invalidou nesta quinta-feira (22) uma disposição que permitia a interrupção voluntária da gravidez (IVG) em caso de malformação do feto. Uma vez que a decisão entre em vigor, apenas o …

Estudo descobre 1,8 bilhão de árvores no deserto do Saara e no Sahel

Um estudo publicado na revista Nature descobriu que na região do Saara Ocidental e no Sahel, há mais de um bilhão de árvores. No meio da aridez do local, a surpreendente descoberta colocou um novo …

Guerra Fria 2.0 entre EUA e China será uma batalha tecnológica, dizem especialistas

A batalha mundial pelo domínio da alta tecnologia está cada vez mais centrada em EUA e China. Com confronto aberto no caso da Huawei, especialistas do clube Valdai alertam para uma longa guerra fria tecnológica …

Combate à corrupção reduz mortalidade infantil, aponta estudo

Auditorias anticorrupção realizadas em municípios brasileiros entre 2003 e 2015 reduziram a mortalidade infantil. Esta é a principal conclusão de um estudo, conduzido por pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, que relacionou o …

2.300 maneiras de prevenir o Covid-19 foram mapeadas por universidade brasileira

Está disponível online a Plataforma das Universidades contra COVID-19 organizada pelo Projeto Ciência Popular e desenvolvida em parceria com a Empresa Júnior de Sistemas de Informação da EACH/USP (Síntese Jr.). Em setembro havia sido publicado o …

Debate nos EUA: Trump não disse nada de novo para reverter vantagem de Biden, diz historiador

O segundo e último debate entre o presidente americano, Donald Trump, e seu rival democrata Joe Biden, nesta quinta-feira (22), em Nashville, foi mais civilizado do que a primeira confrontação entre os dois candidatos …

Mais humanos estão evoluindo para ter três artérias nos braços; entenda porquê

Não se engane ao achar que o corpo humano não está em constante evolução. Pesquisadores australianos descobriram recentemente que o nosso organismo parece estar, aos poucos, desenvolvendo uma nova artéria no braço: a artéria mediana. Esse …