NASA lança telescópio para captar partículas da borda do Sistema Solar

James Josephides/Christina Williams/Ivo Labbe

Todo o Sistema Solar está à deriva em um aglomerado de nuvens, uma área limpa por antigas explosões de supernovas. Os astrônomos chamam essa região de Bolha Local.

Uma nova missão da agência espacial norte-americana NASA vai estudar a luz de partículas interestelares que entraram em nosso Sistema Solar para aprender sobre os pontos mais próximos do espaço interestelar. A missão, chamada SHIELDS (Escudos), terá sua primeira oportunidade de lançamento a bordo de um foguete suborbital a partir de Novo México, EUA, em 19 de abril de 2021.

SHIELDS é um telescópio que será lançado a bordo de um foguete e medirá a luz de uma população especial de átomos de hidrogênio originalmente do espaço interestelar.

“Há muita incerteza sobre a estrutura fina do meio interestelar, nossos mapas são meio toscos […]. Conhecemos os contornos gerais dessas nuvens, mas não sabemos o que está acontecendo dentro delas”, afirma em comunicado Walt Harris, físico espacial responsável pela missão SHILEDS.

Bolha Local

Todo o nosso Sistema Solar está à deriva em um aglomerado de nuvens, uma área limpa por antigas explosões de supernovas. Os astrônomos chamam essa região de Bolha Local, que teria pelo menos 300 anos-luz de diâmetro e contém centenas de estrelas, incluindo nosso próprio Sol.

Poucos minutos após o lançamento, o SHIELDS atingirá sua altitude máxima de cerca de 300 quilômetros do solo, muito acima do efeito de absorção da atmosfera da Terra. Apontando para o nariz da heliosfera, a região periférica do Sol, o telescópio vai detectar a chegada da luz de átomos de hidrogênio.

Medir como o comprimento de onda da luz se estende ou se contrai vai revelar a velocidade das partículas. Dessa forma, o SHIELDS produzirá um mapa para reconstruir a forma e a densidade variável da matéria na heliopausa, a fronteira mais externa do nosso Sistema Solar.

Os dados, espera Harris, ajudarão a responder a perguntas tentadoras sobre como é o espaço interestelar e o campo magnético da galáxia. Finalmente, aprender como é nosso papel no espaço interestelar pode ser um guia útil para o futuro, afirma a NASA. Nosso Sistema Solar está apenas passando pelo nosso atual pedaço de espaço. Em cerca de 50.000 anos, estaremos saindo da Bolha Local e indo em direção ao desconhecido

“Não sabemos realmente como é essa outra nuvem e não sabemos o que acontece quando você cruza uma fronteira para dentro dessa nuvem […]. Há muito interesse em entender o que provavelmente iremos experimentar enquanto nosso Sistema Solar faz essa transição”, comenta Harris.

Essa transição, todavia, não é novidade para o nosso Sistema Solar. Nos últimos quatro bilhões de anos, explica Harris, a Terra passou por uma variedade de ambientes interestelares. Acontece que agora estamos por perto, com as ferramentas científicas para documentar a transição.

“Estamos apenas tentando entender nosso lugar na galáxia e para onde vamos no futuro”, conclui o físico espacial.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Estudo de terapia com MDMA é tão poderoso que 67% dos voluntários foram curados de trauma

Um teste clínico em humanos inovador alcançou resultados extremamente estatisticamente significativos e uma excelente taxa de segurança, demonstrando que a terapia psicodélica assistida por MDMA pode ser um tratamento eficaz para transtorno de estresse pós-traumático …

Bolsonaro diz que pessoas que cumprem isolamento são "idiotas"

Presidente critica apelos para que brasileiros restrinjam os contatos sociais em meio à pandemia, que já provocou 435 mil mortes no país. "Tem alguns idiotas que até hoje ficam em casa", diz. O Presidente Jair Bolsonaro …

EUA vão fornecer 20 milhões de vacinas contra Covid-19 para outros países

Os Estados Unidos fornecerão 20 milhões de doses adicionais de vacinas contra a Covid-19 para outros países até o final de junho, elevando o total destinado ao exterior para 80 milhões de doses. O …

Demi Lovato vai comandar programa de TV investigativo sobre OVNIs

A atriz e cantora Demi Lovato está prestes a se aventurar em um desafio de outro mundo. A artista anunciou na última semana a sua participação em uma série limitada para a plataforma de streaming …

CPI da Covid: como 'isolamento vertical' pode virar arma contra Bolsonaro

Uma das linhas de investigação da CPI da Covid apura se o governo federal adotou a estratégia da imunidade de rebanho, ou seja, a obtenção da imunidade coletiva por meio da infecção da população, no …

Astrônomos continuam encontrando inexplicáveis anéis circulares misteriosos no céu

Nos últimos anos, astrônomos avistaram vários objetos de rádio gigantescos e quase perfeitamente circulares no universo distante. Embora ninguém tenha uma explicação para essas entidades misteriosas ainda, uma equipe adicionou recentemente outra ao seu catálogo, …

Conflito tem seu dia mais sangrento em Gaza

Bombardeios israelenses deixam pelo menos 42 palestinos mortos e elevam total de vítimas a 188. Netanyahu diz que ataques continuarão. Sem um cessar-fogo à vista, o atual conflito entre Israel e Hamas teve neste domingo (16/05) …

Apple é acusada de enganar usuários através de aplicativos fraudulentos na App Store

A Apple segue batendo recordes financeiros. No entanto, escândalos um atrás do outro aumentam a preocupação em torno da App Store. Após chamar a atenção internacional com as recentes revelações sobre a existência de cassinos ocultos …

Chile escolhe representantes para elaborar nova Constituição

O domingo foi o último dia de votação no Chile para a escolha dos redatores da nova Constituição do país. Os 155 representantes eleitos terão a tarefa de mudar o texto herdado da ditadura. …

China consegue pousar veículo não tripulado em Marte

A China conseguiu neste sábado pousar um veículo autônomo não tripulado em Marte. A fase final da operação Tianwen-1 aconteceu sem falhas, informou a TV estatal chinesa, que transmitiu um programa especial chamado Alo …