Odebrecht pagou propina de R$ 23,3 milhões a Serra, diz perícia

José Cruz / ABr

José Serra

A empreiteira Odebrecht teria pagado R$ 23,3 milhões ao então governador, hoje senador, José Serra (PSDB), em 2009. O dinheiro seria utilizado na campanha presidencial de 2010, quando foi derrotado por Dilma Rousseff, e teria feito parte de um acordo para que a empresa recebesse uma indenização da Dersa.

Por meio do acordo, a Odebrecht teria recebido da estatal paulista R$ 191 milhões, nos valores atualizados de hoje, o equivalente a R$ 463,8 milhões. A Dersa só teria aceitado fazer o pagamento após o acerto da propina para o então governador José Serra.

Segundo reportagem de Mario César Carvalho, do jornal Folha de S. Paulo, um perito foi contratado pela estatal para analisar o caso e o acordo com o braço de rodovias da Odebrecht, a CBPO.

Em 2001, a CBPO entrou com uma ação contra a Dersa, pedindo o pagamento de correções monetárias nos pagamentos atrasados e dizendo que havia sido aplicado redutor de preço errado após o Plano Real. A empresa tinha sido contratada para a duplicação da rodovia Dom Pedro 1º e a construção da Carvalho Pinto, em 1988 e 1990.

Em 2003, a empresa perdeu a ação em primeira instância. Três anos depois, a CBPO recorre ao Tribunal de Justiça e o órgão decide que a empresa tem razão em parte: a Dersa deveria ter corrigido os valores em atraso. Débito é calculado em R$ 532.357,54.

Para a perícia, a Dersa é quem deveria ter recebido este valor. Em 2008, a estatal recorreu ao STJ, mas perdeu. Em 2009, acontece o acordo e a Dersa aceita pagar R$ 191,6 milhões (R$ 463,8 milhões).

Para a Procuradoria-Geral do Estado, órgão encarregado de defender os interesses do governo, há indícios de fraude no acordo, já que os valores pagos não correspondem aos da decisão judicial.

Ciberia // Revista Fórum

COMPARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Agora o Brasil precisa abolir as forças armadas que consomem bilhões por ano e não fazem nada.

    Ficam dentro dos quartéis engordando que nem porco na seva, enquanto nas fronteiras o contrabando de armas e de drogas corre solto.

    Não precisava mandar o exercito passar vergonha no Rio de Janeiro, onde os bandidos os colocaram no bolso.

    Para acabar com a criminalidade bastaria vigiar os 15.000 quilômetros de fronteiras do Brasil, pondo um soldado raso a cada 500 metros e pronto, estaria tudo resolvido, sem armas e nem drogas os bandidos não sobrevivem e fronteira é questão se segurança nacional.

    Então é melhor investir o dinheiro gasto com o exercito na saúde e na educação.

  2. Pelo fim do auxilio moradia e auxilio educação para juízes, promotores, procuradores e desembargadores.

    Pelo fim dos apartamentos funcionários aos políticos, pela diminuição do numero de senadores, deputados e vereadores e pela diminuição dos seus salários e auxílios absurdos.

    Chega!

    O povo não aguenta mais ser escravo deste Estado arcaico, caro, inoperante, ineficiente e muito corrupto!

    Não sobra dinheiro para mais nada, nem no bolso do povo e nem no caixa do governo para retribuir em serviços ao povo.

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Asteroide Psyche poderia ser núcleo de planeta que não se formou, dizem cientistas

Cientistas examinaram um asteroide que deve ser visitado por uma missão da NASA em 2022, encontrando provas que suas propriedades atraíram sucessão de outros asteroides. Após realizar diversas simulações em 2D e 3D usando um supercomputador, …

Essa “formiga-diabo” pré-histórica ataca sua presa há 99 milhões de anos

Uma linhagem extinta há tempos, nomeada afetuosamente de “formiga do inferno” ou “formiga-diabo”, foi encontrada presa em âmbar há 99 milhões de anos atrás, com sua mandíbula em formato de foice agarrada firme na presa. No …

Mataram um crocodilo de meia tonelada e 4,5 metros depois de 50 anos de perseguição

Notícia triste para quem luta pela preservação do meio ambiente. Conhecido como Demônio, um crocodilo de meia tonelada e 4,5 metros, que segundo moradores aterrorizava vilarejos na ilhas Bangka Belitung (Indonésia), foi morto na semana …

China diz que encontrou traços de coronavírus em frango brasileiro

Carga de asas de frango que chegou a Shenzhen, no sul do país asiático, foi confiscada. Funcionários da alfândega que entraram em contato com alimentos foram testados, mas exames deram negativo. Traços do novo coronavírus foram …

Vacinação em SP começa em janeiro, segundo diretor do Butantan

Com a pandemia, inúmeras empresas estão dedicadas ao desenvolvimento de uma vacina que possa ajudar na luta contra a COVID-19. Nesta quarta-feira (12), o diretor do Instituto Butantan, Dimas Tadeu Covas, afirmou que o estado …

Descoberto "Stonehenge de madeira" de 4.500 anos em Portugal

A estrutura de madeira achada é a "única na pré-história da Península Ibérica", explicou o arqueólogo que lidera as escavações. Durante uma escavação no sítio arqueológico de Perdigões, arqueólogos descobriram uma estrutura para fins cerimoniais de …

Coronavírus reaparece na "protegida" Nova Zelândia e gera alerta

A detecção de quatro casos de transmissão local do novo coronavírus, depois de mais de 100 dias sem o vírus, levou as autoridades da Nova Zelândia a restaurar a quarentena em Auckland, cidade mais populosa …

Viagem aos anos 90: Airbnb abrirá reservas para pernoites na última Blockbuster

Quem viveu o boom das locadoras nos anos 90 sabe que ir até uma Blockbuster ou redes semelhantes de VHS e DVDs era um verdadeiro programa de final de semana: a experiência de assistir a …

Joe Biden escolhe Kamala Harris como candidata a vice

Senadora eleita pela Califórnia pode se tornar a primeira mulher vice-presidente dos Estados Unidos, caso chapa democrata derrote Donald Trump em eleição de novembro. O candidato à presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou nesta terça-feira …

Bilionários do Vale do Silício apostam em bunkers para vencer fim do mundo

Esqueça a vida no espaço: bilionários do Vale do Silício estão se preparando para o apocalipse comprando bunkers. A parte mais abastada da população mundial tem se mostrado interessada em adquirir “buracos na terra” equipados para …