Secretário-geral da ONU critica países que ignoram alertas da OMS na pandemia

UN Geneva / Flickr

O secretário-geral da ONU, António Guterres

Em reunião da Assembleia Geral da ONU para discutir ações globais contra covid-19, António Guterres ressalta papel da Organização Mundial de Saúde e diz que ciência deve ser a base da reação mundial ao coronavírus.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, lançou fortes críticas aos países que insistem em rejeitar os fatos referentes à pandemia de covid-19 e optam por ignorar os alertas da Organização Mundial de Saúde (OMS).

“Desde o início, a OMS fornece informações factuais e orientações científicas que deveriam ter sido a base para uma reação global coordenada”, disse o secretário-geral.

“Infelizmente, muitas dessas recomendações não foram seguidas. Em algumas situações, houve uma rejeição dos fatos e os conselhos foram ignorados. Quando os países seguem seu próprio direcionamento, o vírus vai em todas as direções.”

Guterres evitou mencionar diretamente os líderes que pouco fizeram para deter o avanço da doença em seus países, mas deu um recado claro para as nações que, notoriamente, decidiram ignorar os alertas da OMS, como como os Estados Unidos e o Brasil.

O presidente dos EUA, Donald Trump, acusou a OMS de ser uma “marionete” dos interesses da China. Ele chegou a suspender as contribuições financeiras americanas e anunciou planos de retirar seu país da entidade até julho de 2021. Entretanto, o democrata Joe Biden, que derrotou Trump nas eleições presidências e evitou um segundo mandato do republicano, já afirmou que vai cancelar a medida.

No Brasil, o presidente Jair Bolsonaro adotou um posicionamento semelhante ao do americano e minimizou a doença desde o surgimento dos primeiros casos no país. Ele chegou a se referir à covid-19 como uma “gripezinha” e ignorou os alertas das autoridades de saúde ao não usar máscara de proteção em eventos públicos e promover aglomerações.
EUA e Brasil no topo da lista dos mais atingidos

Mesmo após ambos serem infectados pelo coronavírus e passarem por períodos de isolamento e de tratamento, Trump e Bolsonaro insistem em ignorar os alertas da OMS, enquanto a doença continua avançando em seus países.

Até esta quinta-feira, os Estados Unidos acumulavam mais de 14 milhões de casos e 257 mil mortes associadas à covid-19. O Brasil superou 175 mil óbitos – atrás apenas dos EUA na contagem global – e já soma 6,4 milhões de infecções.

Em torno de uma centena de líderes internacionais enviaram pronunciamentos em vídeo para sessão extraordinária da ONU, entre estes, a chanceler federal alemã, Angela Merkel, e o presidente da França, Emmanuel Macron.

Angela Merkel defendeu o fortalecimento da OMS, que, segundo afirmou, “deve ser colocada em posição ainda melhor para reagir às ameaças à saúde internacional”. Ela observou que a pandemia é “um teste extraordinário para a humanidade”, mas disse que a plataforma global para a distribuição de vacinas – apoiada pela OMS – é uma “luz no fim do túnel”.

Ciberia // Deutsche Welle

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Análogo de Buraco negro de laboratório se comporta como Stephen Hawking previu

Pesquisadores do Instituto de Tecnologia Technion-Israel tentaram confirmar duas das previsões mais importantes de Hawking, que a radiação hawking surge do nada e que não muda de intensidade ao longo do tempo, o que significa …

SP concentra 40% dos feminicídios com 200 mortes, diz estudo do Observatório de Segurança

A Rede de Observatórios da Segurança publicou seu relatório de dados sobre a violência contra a mulher do ano de 2020. O boletim, que traz números de cinco estados (SP, RJ, PE, CE e BA), mostrou …

Em pior momento da pandemia, Bolsonaro critica 'mimimi' e diz que brasileiro tem que enfrentar vírus

Um dia após o registro de novo recorde diário de mortes pela covid-19 no país, o presidente Jair Bolsonaro deu uma série de declarações dando a entender que o choro pelas vítimas é "frescura" e …

89% dos norte-americanos veem a China como inimiga ou concorrente

A maioria dos norte-americanos não vê a China como parceira e expressa preocupações crescentes sobre o histórico de direitos humanos e as práticas econômicas de Pequim, revelou uma nova pesquisa do Pew Research Center nesta …

Governadores pedem a Bolsonaro maior esforço por vacinas

Em meio ao pior momento da epidemia de covid-19 no Brasil, os governadores de 14 estados brasileiros enviaram nesta quinta-feira (04/03) uma carta ao presidente Jair Bolsonaro pedindo um maior esforço para a compra de …

Nova Zelândia lança alerta de tsunami e ordena retirada de habitantes da costa nordeste

Um alerta de tsunami foi emitido após um forte terremoto de magnitude 7,8 nas remotas ilhas Kermadec, na Nova Zelândia, no oceano Pacífico. As autoridades determinaram a retirada de todos os habitantes do litoral …

União Europeia começa exame contínuo da vacina russa Sputnik V

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês) deu início ao exame contínuo do dossiê de registo da vacina Sputnik V para verificar sua conformidade com as normas europeias de eficácia, segurança e …

Afrouxar uso de máscaras é "pensamento neandertal", diz Biden

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, criticou nesta quarta-feira (03/03) a decisão dos estados do Texas e do Mississippi de suspender a obrigatoriedade do uso máscaras para conter a propagação do coronavírus. O democrata …

Argentina só vai habilitar motoristas que fizerem curso sobre igualdade de gênero

A partir de março e 2021 quem quiser tirar carteira de habilitação na Argentina terá de estudar mais do que somente as leis de trânsito, o funcionamento do automóvel e a própria condução de um …

ONGs denunciam grupo Casino na Justiça francesa por desmatamento na Amazônia

Organizações de defesa do meio ambiente e dos povos indígenas denunciaram nessa quarta-feira (3) o grupo Casino na Justiça francesa. A empresa é acusada de responsabilidade no desmatamento da Amazônia através da venda de …