Oposição manobra para destituir Piñera no Chile por citação nos Pandora Papers

Elvis Gonzalez / EPA

O presidente eleito do Chile, Sebastián Piñera

Deputados de todos os partidos da oposição chilena apresentaram uma acusação no Congresso nesta quarta-feira (13) para destituir o presidente Sebastián Piñera pela controversa venda de uma mineradora em um paraíso fiscal, revelada no escândalo dos Pandora Papers.

Piñera usou “seu cargo para resolver assuntos pessoais“, disse o deputado da oposição chilena, Tomás Hirsch, ao apresentar a acusação na Câmara dos Deputados, a primeira etapa do processo de impeachment que pode durar várias semanas.

Essa acusação constitucional, que segundo o presidente chileno conservador “não tem fundamento”, se soma a uma investigação criminal aberta pelo Ministério Público há cinco dias pela mesma operação: a venda em 2010 da exploração da mina “Dominga” por uma empresa do filhos de Piñera, quando este cumpria seu primeiro mandato (2010-2014).

Agora a Câmara dos Deputados, controlada pela oposição, deve decidir se aprova ou rejeita a denúncia, votação que ocorrerá na primeira semana de novembro, segundo fontes do Congresso.

Se a acusação for aceita, o caso vai para o Senado, que teria que atuar como júri para selar o destino de Piñera, cujo segundo mandato, iniciado em março de 2018, termina em 11 de março de 2022.

A previsão é que o processo de impeachment no Congresso chileno seja definido antes das eleições de 21 de novembro, quando ocorrerá o primeiro turno para eleger o próximo presidente do Chile.

A publicação dos Pandora Papers expôs Piñera, um dos homens mais ricos do Chile, que se defendeu alegando que deixou a administração de suas empresas em 2009, antes de assumir o seu primeiro governo, não tendo assim participado da venda da Dominga.

Operação ilegal nas Ilhas Virgens Britânicas

De acordo com uma investigação da mídia local CIPER y LaBot, citada no escândalo dos Pandora Papers, do Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ), a mina “Dominga” foi vendida ao empresário Carlos Alberto Délano, amigo próximo de Piñera, por US$ 152 milhões, um negócio parcialmente fechado nas Ilhas Virgens Britânicas.

O pagamento da operação deveria ser feito em três parcelas, e continha uma cláusula polêmica que condicionava o último pagamento ao “não estabelecimento de proteção ambiental sobre a área de mineração, como reivindicam os grupos ambientais”.

O governo Piñera, segundo a investigação, acabou não protegendo a área da mina, sendo efetuado então o terceiro pagamento.

Projeto mineiro e portuário

O presidente garante que não teve conhecimento da transação porque colocou seus ativos sob “custódia cega” em 2009. Além disso, ele argumentou que a questão é uma “coisa julgada”, uma vez que esses fatos “foram investigados a fundo” pelo Ministério Público, e indeferido pelos tribunais em 2017.

No entanto, o Ministério Público esclareceu na sexta-feira (8) que não há “coisa julgada” neste caso, porque essa venda não foi “expressamente” incluída no processo.

O projeto de mineração, aprovado em um tribunal regional mas com recursos pendentes do Supremo Tribunal Federal, inclui a exploração de duas minas a céu aberto – ferro e cobre – no deserto do Atacama, na região de Coquimbo, a 500 quilômetros ao norte de Santiago.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …