Pentágono confirma que 7 colombianos presos no Haiti passaram por treinamento militar nos EUA

Pentágono revelou que sete dos ex-militares colombianos acusados de assassinar o presidente haitiano Jovenel Moïse receberam treinamento nos EUA enquanto estavam no serviço militar colombiano.

Além disso, os militares participaram de um programa de elite do Exército dos EUA cujos graduados têm má reputação por realizarem golpes em toda a América Latina.

“Até agora, identificamos sete indivíduos que eram ex-militares do Exército colombiano que receberam algum tipo de […] instrução e treinamento fornecido e financiado pelos EUA”, disse aos jornalistas nesta quinta-feira (22) John Kirby, porta-voz do Departamento de Defesa dos EUA.

Além disso, Pentágono informou que alguns destes militares também concluíram cursos no Instituto de Cooperação em Segurança do Hemisfério Ocidental (WHINSEC) em Fort Benning, no estado da Geórgia. O instituto é mais conhecido pelo seu antigo nome, a Escola do Exército das Américas.

O Departamento de Defesa não divulgou os nomes dos militares; os oficiais em Fort Benning também recusaram fazer quaisquer comentários sobre o assunto.

Os sete homens foram aprovados para o treinamento realizado na Colômbia e nos EUA entre 2001 e 2015. Segundo a lista de cursos divulgados pelo Pentágono, os homens fizeram seminários em Washington D.C. e vários cursos no WHINSEC.

O porta-voz do Pentágono, tenente-coronel Ken Hoffman, disse que as sessões em Washington eram “menos formais” e não eram conduzidos em uma sala de aula. Elas se concentravam em áreas específicas, tais como operações militares gerais, treinamento médico de emergência, engenharia, logística, operações, manutenção ou outro suporte de sistemas de armas e equipamento de apoio, escreve jornal Ledger-Enquirer.

Os cursos em Fort Benning eram mais especializados, eles incluíam operações antidrogas, desenvolvimento de lideranças para cadetes, desenvolvimento de suboficiais e treinamento de líderes de pequenas unidades.

Washington tem usado o WHINSEC durante décadas para dar às milícias de direita ou às forças militares treinamento especializado para combater grupos comunistas e socialistas em toda a América Latina, e os graduados do programa têm sido implicados em algumas das guerras civis e golpes mais sangrentos da região, incluindo em El Salvador, Nicarágua, Peru, Argentina e Colômbia.

Ciberia // Sputnik

 

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Ministério da Saúde recua e volta a recomendar vacinação de adolescentes

O Ministério da Saúde recuou nesta quarta-feira (22/09) e voltou a recomendar a vacinação de adolescentes sem comorbidades contra a covid-19, uma semana após ter recomendado a suspensão. "Concluímos que os benefícios da vacinação de adolescentes …

Queiroga testa positivo para covid-19 e fica em Nova York

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, testou positivo para covid-19 durante a viagem a Nova York, na comitiva do presidente Jair Bolsonaro, e ficará em isolamento na cidade, comunicou nesta quarta-feira (21/09) a Presidência da …

Vulcão em erupção nas Canárias: o cenário 'desolador' enfrentado por moradores afetados pelo Cumbre Vieja

Juan Vicente Rodríguez ainda não chegou às lágrimas, mas ele garante que no final "todos vão acabar chorando". Morador da ilha canária La Palma, Rodríguez observa nas redondezas os rios de lava do vulcão Cumbre Vieja …

Anistia Internacional acusa empresas farmacêuticas de deixar países pobres sem vacinas anticovid

A ONG Anistia Internacional divulgou um relatório nesta quarta-feira acusando os grandes grupos farmacêuticos que produzem vacinas contra a Covid-19 de alimentar uma crise de direitos humanos sem precedentes. Por essa razão, a entidade …

Descobrem na Espanha dezenas de pegadas de espécie extinta de elefantes

Paleontólogos descobriram em Huevla, na Espanha, em um sítio da época do Pleistoceno Superior, trilhas e rastros de elefantes recém-nascidos e juvenis atribuídos a elefantes de presas retas (Palaeoloxodon antiquus). Os elefantes de presas retas são …

Na ONU, Bolsonaro defende ineficaz "tratamento precoce"

O presidente Jair Bolsonaro usou nesta terça-feira (21/09) seu discurso de abertura da 76ª Assembleia-Geral das Nações Unidas para defender o desacreditado "tratamento precoce" promovido pelo seu governo, que consiste num coquetel de drogas ineficazes …

Turismo em reservas naturais federais no Brasil triplica em 13 anos

Cerca de 15 milhões de turistas visitaram reservas ambientais federais no Brasil em 2019, uma alta de 300% nos últimos 13 anos. Se por um lado esse aumento reflete um maior interesse dos brasileiros em …

Presidente do Conselho da UE acusa EUA de "falta de lealdade" após ruptura de contrato com a França

O presidente do Conselho da União Europeia, Charles Michel, acusou nesta segunda-feira (20) os Estados Unidos de falta de lealdade depois que a Austrália cancelou um amplo contrato com a França para comprar submarinos …

Morcegos das cavernas de Laos podem revelar origem da COVID-19

Descobriu-se que os morcegos que habitam as cavernas do norte de Laos transportam um coronavírus que compartilha uma característica importante com o SARS-CoV-2, dando pistas aos cientistas para desvendar a causa da COVID-19. Uma equipe de …

Em Nova York, Bolsonaro vai se reunir com Boris Johnson

O presidente Jair Bolsonaro viajou neste domingo (19/09) para Nova York, nos Estados Unidos, onde participará nesta semana da Assembleia Geral das Nações Unidas e terá seu primeiro encontro bilateral com o primeiro-ministro do Reino …