Praia fascista provoca controvérsia na Itália

Uma praia com inspiração fascista, perto de Veneza, na Itália, está deixando o país em alvoroço. A controvérsia já chegou até ao Parlamento. A divulgação da existência da praia com inspiração nazista e fascista e com um alto-falante emitindo, regularmente, discursos políticos, alarmou e indignou os italianos.

A praia, situada em um espaço balnear privado batizado como “Punta Canna”, em Chioggia, perto de Veneza, está aberta ao público sob pagamento e tem cartazes com inscrições como “zona e regime antidemocrático” e “entrada proibida – câmara de gás”, além de estar repleta de imagens de Mussolini.

À entrada surgem os dizeres “Regras: ordem, polícia, disciplina”, reportando para os lemas do regime fascista.

O diretor do espaço, Gianni Scarpa, confessou ao jornal italiano La Reppublica que detesta “pessoas sujas” e a “democracia”. Ele emite, habitualmente, discursos políticos com ideologias fascistas, através de um alto-falante, para todos os usuários da praia.

Depois de a notícia ter sido divulgada, a polícia italiana já visitou o local, com a Prefeitura de Veneza ordenando a retirada de todas as referências ao fascismo. O caso também já chegou ao Parlamento, onde foi apresentado um projeto de lei que visa apertar as normas contra a promoção do fascismo na Itália.

A Lei italiana já prevê que ações nazistas ou fascistas e declarações que incitem à violência e à discriminação podem ser punidas com pena de prisão.

Mas a proposta do Partido Democrático italiano quer ir mais longe, no sentido de criminalizar qualquer propaganda que glorifique os regimes de Mussolini ou de Hitler com penas de prisão até dois anos.

O movimento populista Cinco Estrelas já condenou a ideia, definindo-a como atentatória da liberdade de expressão. E os partidos de direita, incluindo a Liga do Norte, consideram que se trata de criminalizar a liberdade de opinião.

Algumas organizações italianas pediram, entretanto, aos turistas para boicotarem a praia e apelaram às autoridades que retirem ao diretor do espaço balnear a sua licença para a gerir.

// ZAP

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Quem frequenta um lugar como este, são pessoas simpatizantes aos regimes fascista e nazista. Não é apenas culpar o criador, gerente ou seja lá quem for que toma conta do lugar, infelizmente ele não está sozinho, assim como Hitler, Mussolini, também nunca estiveram.

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Pais gays viram alvo de investigações na Rússia

Alguns anos atrás, o advogado Vladimir (nome modificado), morador de uma grande cidade russa, decidiu ter um filho com o auxílio de uma mãe de aluguel. Sua família inteira ficou contente quando uma menina nasceu. …

Líbano: Saad Hariri volta ao posto de primeiro-ministro para formar novo governo

Saad Hariri foi nomeado novamente primeiro-ministro do Líbano, com o desafio de chegar a um acordo com as várias forças políticas do país e formar um governo capaz de realizar as reformas necessárias para …

Alunos incentivam câmeras ligadas para que professores não ‘falem’ com telas em branco

Para amenizar a sensação de solidão de professores em aulas online, alunos norte-americanos começaram a usar o TikTok para incentivar mais estudantes a abrirem as câmeras durante encontros educacionais à distância. A usuária da rede social …

Identificada a causa da maior extinção em massa na história da Terra

A vida na Terra tem uma história longa, mas também extremamente turbulenta. Em mais de uma ocasião, a maioria de todas as espécies foi extinta e uma biodiversidade já altamente desenvolvida reduziu para um mínimo …

Cães farejadores de covid: eficazes e baratos, mas esnobados

A Europa está em pânico em meio ao segundo surto de covid-19, com taxas de contágio explodindo e os PIBs despencando. A Bélgica acaba de anunciar que não mais testará cidadãos assintomáticos, mesmo que tenham …

Bolsonaro é avaliado positivamente por 37% da população, diz pesquisa

Entre os que souberam do dinheiro na cueca do senador Chico Rodrigues (52%), 74% não mudaram sua avaliação sobre o presidente Bolsonaro. Os que mais mudaram de opinião foram os pesquisados com ensino superior (26%) …

Tribunal Constitucional da Polônia invalida direito ao aborto por malformação do feto

O Tribunal Constitucional da Polônia invalidou nesta quinta-feira (22) uma disposição que permitia a interrupção voluntária da gravidez (IVG) em caso de malformação do feto. Uma vez que a decisão entre em vigor, apenas o …

Estudo descobre 1,8 bilhão de árvores no deserto do Saara e no Sahel

Um estudo publicado na revista Nature descobriu que na região do Saara Ocidental e no Sahel, há mais de um bilhão de árvores. No meio da aridez do local, a surpreendente descoberta colocou um novo …

Guerra Fria 2.0 entre EUA e China será uma batalha tecnológica, dizem especialistas

A batalha mundial pelo domínio da alta tecnologia está cada vez mais centrada em EUA e China. Com confronto aberto no caso da Huawei, especialistas do clube Valdai alertam para uma longa guerra fria tecnológica …

Combate à corrupção reduz mortalidade infantil, aponta estudo

Auditorias anticorrupção realizadas em municípios brasileiros entre 2003 e 2015 reduziram a mortalidade infantil. Esta é a principal conclusão de um estudo, conduzido por pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, que relacionou o …