Professor da Universidade de Nova York diz que Tesla será comprada em até um ano

tedconference/ Flickr

Elon Musk, CEO da Tesla e SpaceX

O professor da Universidade de Nova York, Scott Galloway, fez uma previsão audaciosa no evento South by Southwest (SXSW) em março deste ano: ele antecipa que a Tesla, fabricante de automóveis elétricos de luxo liderada por Elon Musk, será adquirida por alguma outra empresa dentro de um ano.

A princípio, o parágrafo acima parece aleatório, porém Scott Galloway tem crédito em suas previsões: quando a Amazon anunciou a sua aquisição da rede de mercados populares norte-americana Whole Foods, ele antecipou a compra meses antes de ela ocorrer.

Nesse final de maio, estamos vendo sinais de que Galloway pode ter acertado mais uma: atualmente, a Tesla vem passando por graves problemas de desvalorização acionária, com seus papéis na Bolsa sendo comercializados a menos de US$ 200 — uma queda de 35% nos meses mais recentes, desde que o ano começou.

Analistas indicam que a demanda pelos automóveis fabricados pela empresa segue em queda, o que fariam dela uma excelente candidata a ser comprada por uma empresa grande de tecnologia, a preços populares.

Em um passado distante, Elon Musk teve encontros com a Apple para tratar justamente deste assunto. Na época, porém, a Tesla tinha mais valor do que tem hoje.

Agora, Galloway reforça sua previsão com mais detalhes: falando durante a apresentação do podcast Recode with Sara Swisher, da Vox Media, nessa última sexta (24), o professor universitário disse que “os investidores estão finalmente se cansando dessa situação. Minha previsão é a de que, dentro de 12 meses, a Tesla terá valor abaixo de US$ 100 por ação e provavelmente será adquirida porque há valor real nela”.

Por “valor real”, Galloway provavelmente se refere aos avanços da montadora americana na área de dirigibilidade autônoma e pesquisas de inovação: goste ou não da Tesla, o seu sistema de piloto automático é, hoje, um dos únicos disponíveis ao público e também um dos mais populares. A empresa também investe em novas funções para seus veículos e consegue implementá-las via atualização de software, algo que outras montadoras ainda têm dificuldade em fazer.

Mas quem tem essa grana?

A Tesla, hoje, tem um valor de mercado que rodeia a casa dos US$ 35 bilhões. Com a desvalorização prevista por Galloway, é possível que esse valor caia para algo entre US$ 20 bilhões a US$ 25 bilhões.

Mesmo com uma queda tão brusca, são poucas as montadoras que poderiam dispor de tanto dinheiro para adquirir a empresa de Elon Musk: “Mesmo se cair de US$ 35 bilhões para US$ 17 bilhões… temos talvez umas duas empresas que poderiam comprá-la: talvez a Toyota, talvez a Daimler Benz, mas isso é uma aposta meio fraca”, ele disse.

Ao invés disso, Galloway aponta para o mercado tecnológico. Rumores de uma aquisição da Tesla pela Apple vêm flutuando o noticiário especulativo há anos, vide o link que postamos mais acima.

“Os que poderiam comprá-la, que realmente têm balanço financeiro, são as empresas de tecnologia, mas elas não querem entrar nos negócios de baixa margem”, argumenta Galloway. “Será que a Google começaria a ver ‘carros’ como mais uma plataforma para anúncios, talvez?”

Vale citar, por exemplo, que a Amazon registrou um balanço comercial de US$ 17 bilhões recentemente. E a empresa vem investindo muito em áreas inovativas do mercado de automóveis: recentemente, a empresa anunciou um investimento na Rivian, uma montadora de SUVs elétricos.

De qualquer forma, Galloway está seguro de que, se de fato alguém comprar a Tesla, não será nenhuma montadora automotiva: “A Tesla é uma grande marca, com um grande produto. Mas as montadoras não vão comprá-la”.

A Tesla não quis comentar as especulações.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Muito além de Netuno: objeto binário choca cientistas por ter partes orbitando muito perto

Um objeto transnetuniano (TNO, na sigla em inglês) binário foi detectado por uma rede de observação nos EUA. Objetos transnetunianos consistem em pequenos corpos gelados que orbitam o Sol a uma distância longínqua, para além …

Acusados de financiar terrorismo na Síria com bitcoins são detidos na França

A Procuradoria Nacional Antiterrorista (PNAT) da França anunciou a detenção nesta terça-feira (29) de 29 pessoas acusadas de transferir recursos a jihadistas na Síria graças a um circuito sofisticado no qual foram utilizadas criptomoedas. A …

Donald Trump e Joe Biden travam debate caótico

Xingamentos e interrupções marcam primeiro duelo direto. Trump se recusa a condenar racistas, e Biden chama presidente de palhaço e mentiroso. Democrata sinaliza que pretende retaliar Brasil por devastação ambiental. Faltando pouco mais de um mês …

Flight Simulator tem um bug com buraco bizarro no mapa do Brasil

Vejam só: encontraram um bug respeitável na edição 2020 de Flight Simulator, o respeitado simulador de voo da Microsoft. E, para o nosso orgulho, a falha se localiza especificamente no Brasil. Se você sobrevoar as coordenadas …

Médica fez viagem institucional para impedir aborto de criança vítima de estupro e Damares teria atuado nos bastidores

Uma reportagem da Folha de São Paulo afirmou que uma das médicas que trabalhou para impedir o aborto legal de uma criança de 10 anos que foi estuprada em São Mateus, ES, confessou, em entrevista, …

COVID-19: produção de vacina pode causar morte de meio milhão de tubarões, alertam especialistas

Óleo natural feito a partir do fígado dos tubarões é um componente-chave entre os ingredientes utilizados por vários candidatos a vacina contra a COVID-19. A Shark Allies, uma organização de defesa aos tubarões, da Califórnia, EUA, …

Quem é Amy Barrett, a indicada de Trump para Suprema Corte?

Se aprovada pelo Senado, atual juíza federal e católica devota poderá influenciar a vida pública dos EUA por décadas e mover de vez a composição da Corte para uma orientação conservadora. Se no Brasil o presidente …

Uber ganha 18 meses de licença para atuar em Londres

Após uma longa batalha jurídica, a Uber ganhou uma licença para restabelecer suas operações em Londres pelos próximos 18 meses. Em novembro de 2019, a empresa havia sido impedida de atuar na capital inglesa, depois que …

Testes de DNA da moda não identificam indígenas brasileiros

Testes de DNA estão na moda. Se você pensou em exames para comprovar paternidade ou algo nesse sentido: não é disso que estamos falando (embora pudéssemos). A nova tendência — entre aqueles que têm condições para …

EUA e Brasil querem barrar governo Maduro na Organização Pan-Americana da Saúde

Os Estados Unidos, o Brasil e outros 11 países rejeitaram nesta segunda-feira (28) a legitimidade do governo de Nicolás Maduro na Venezuela para participar do Conselho Diretor da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas). A …