Exército de “ratos vampiros” noturnos dizima albatrozes havaianos

USFWS

Os roedores já mataram mais de mil aves e expulsaram um grande número dos ninhos

Milhares de albatrozes foram violentamente atacados por “ratos vampiros” na ilha de Sand, no arquipélago do Havaí, nos Estados Unidos.

De acordo com o Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos EUA, as aves fazem ninhos na ilha há décadas. No entanto, em 2015, os voluntários da organização começaram a notar algo realmente estranho: os albatrozes tinham ferimentos nas cabeças, patas e caudas.

Para resolver o mistério, os biólogos instalaram câmeras perto dos ninhos e as gravações que obtiveram os deixaram ainda mais perplexos.

As imagens revelavam que eram ratos – e não predadores maiores como falcões ou corujas, como os biólogos pensavam – que feriram as aves. Todas as noites, os ratos se aproximavam dos albatrozes e bebiam seu sangue.

De acordo com as estimativas do Serviço de Pesca e Vida Selvagem, os roedores já mataram mais de mil aves e expulsaram um grande número dos ninhos.

Mas qual é a razão do fenômeno?

De acordo com a explicação dos especialistas, os ratos coabitaram pacificamente a ilha durante 75 anos. “Nunca esperamos que isso acontecesse”, disse o biólogo Matt Brown. Em poucos anos, os ataques se espalharam para além de “pequenos incidentes”, levando à morte de, pelo menos, mil albatrozes adultos e ferindo inúmeros outros.

Enquanto esperam pela confirmação do motivo, os biólogos avançam com uma hipótese tirada de um filme de terror: os ataques foram provocados pela seca que há vários anos afetou a região.

Devido à escassez de água, os ratos foram obrigados a beber sangue. Por sua vez, os albatrozes, vítimas de uma particularidade que os torna especialmente vulneráveis aos ataques, não podem abandonar os ninhos enquanto estão chocando os ovos.

Os ratos aproveitaram para explorar outra fraqueza na defesa dos albatrozes: atacaram por trás, onde o poderoso bico da ave não consegue alcançá-los. Se os ratos tentassem o ataque pela frente, “não teriam a menor chance”, explicou o biólogo.

“Os ratos estavam à procura de uma fonte líquida, por isso acabaram por beber sangue”, explicou um dos biólogos. A mesma fonte acrescentou que os ataques poderiam ter se espalhado porque os roedores foram aprendendo uns com os outros.

Atualmente, os biólogos locais tentam diminuir a população de ratos na ilha.

Ciberia // Sputnik / ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Polícia libera filho do chefe do narcotráfico El Chapo depois de emboscada

Alvos de uma violenta represália dos narcotraficantes, os policiais mexicanos foram obrigados a soltar Ovidio Guzmán López, um dos filhos do célebre El Chapo, do cartel de Sinaloa, pouco depois de prendê-lo, nesta quinta-feira (17) …

Pesquisa identifica quais as preferências musicais em cada região do Brasil

Ainda que a cultura brasileira tenha o hábito de importar, no bom e no mal sentido, tudo que pode de países estrangeiros – em especial dos EUA e alguns países da Europa – na hora …

Estudo descobre que humanos têm capacidade de regeneração como a salamandra

Infelizmente, seres humanos não podem se dar ao luxo de perder nenhum pedacinho do corpo, porque todos são insubstituíveis. Ou talvez não. Um estudo da Universidade Duke (EUA) descobriu que somos muito melhores em regenerar cartilagem …

Polícia da Holanda encontra família que diz ter passado 9 anos fechada em quarto secreto ‘esperando o fim do mundo’

Uma família de seis pessoas que passou nove anos em uma fazenda "esperando o fim do mundo" foi descoberta pela polícia na Holanda, depois que um deles apareceu em um bar da região de Ruinerworld. Um …

Ter um cachorro pode te ajudar a viver mais, aponta estudo

Nos últimos anos diversas pesquisas apontaram as vantagens de se ter um cachorro em casa. Nossos fiéis amigos de quatro patas são muito mais do que companheiros, mas podem nos ajudar a viver mais. É …

Desde 1970 a NASA sabe que existe vida em Marte, diz ex-engenheiro da agência

Em um artigo publicado na terça-feira (15) na revista Scientific American, Gilbert Levin, um ex-engenheiro da NASA que trabalhou nas missões Viking, faz uma afirmação polêmica: a de que, desde a década de 1970, a …

Brexit: União Europeia e Reino Unido anunciam um acordo em Bruxelas

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson anunciou na manhã desta quinta-feira (17) que encontrou um "excelente novo acordo" para o Brexit com a União Europeia, a poucas horas da cúpula da UE para selar a saída …

Câmara dos EUA condena retirada militar do norte da Síria

Por 354 votos a 60, deputados rejeitaram decisão de Trump de abandonar forças curdas que lutavam ao lado dos EUA. Resolução contou com apoio de mais da metade da bancada republicana. A Câmara de Representantes dos …

Vacina contra o câncer de mama pode estar disponível em 8 anos, diz a Clínica Mayo

Pesquisadores da Clínica Mayo desenvolveram uma vacina contra o câncer ovário e de mama que poderia estar disponível dentro de apenas oito anos. A ideia da vacina é estimular o próprio sistema imunológico dos pacientes a …

Líder de Hong Kong abandona discurso no Parlamento após protestos

Parlamentares pró-democracia forçam Carrie Lam a interromper pronunciamento anual. Sem conseguir completar fala, chefe do Executivo faz discurso sobre futuro político da região administrativa especial da China em vídeo. A chefe do Executivo de Hong Kong, …