STF nega recurso pela soltura de Lula por unanimidade

Paulo Pinto / Fotos Públicas

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), votou, nesta quinta-feira (10), por negar mais um recurso com o qual a defesa pretendia conseguir a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso desde o dia 7 de abril, na Superintendência da Polícia Federal, em Cutiriba.

Celso de Mello seguiu o voto do relator, ministro Edson Fachin, que já havia negado o recurso. Participaram também do julgamento os ministros Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes, que compõem a Segunda Turma do STF.

Todos rejeitaram o pedido de liberdade.

Ministro mais antigo do STF, Mello voltou a afirmar que considera “esdrúxula execução provisória de condenação criminal sem trânsito em julgado”, antes do julgamento das apelações a instâncias superiores. No entanto, ele afirmou que o caso de Lula já foi debatido em plenário pela Corte, e que por isso negaria o recurso do ex-presidente “em respeito ao princípio da colegialidade”.

O julgamento, iniciado na última sexta-feira, ocorreu no plenário virtual, ambiente em que os ministros apresentam seus votos pelo sistema eletrônico, sem se reunirem presencialmente.

Prisão de Lula

O ex-presidente está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba desde o dia 7 de abril, por determinação do juiz Sérgio Moro, que ordenou a execução provisória da pena de 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, no caso do triplex do Guarujá (SP). Na ordem de prisão, o magistrado disse não restar mais recursos em segunda instância capazes de suspender a medida.

No recurso negado agora pelo Supremo, a defesa de Lula rebateu Moro, sustentando que o juiz não poderia ter executado a pena porque não houve esgotamento dos recursos no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF), segunda instância da Justiça Federal.

Para os advogados, o entendimento atual do Supremo, que autoriza as prisões após segunda instância, deveria ter sido aplicado somente após o trânsito em julgado no TRF4, o que ainda não teria ocorrido, uma vez que ainda se encontram em análise no tribunal a admissibilidade dos recursos especial e extraordinário.

Os recursos especial e extraordinário são destinados ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) e ao STF, respectivamente, mas passam primeiro por um exame de admissibilidade no segundo grau, antes de serem eventualmente encaminhados às instâncias superiores.

Os advogados alegavam também que a ordem de prisão de Lula não havia sido devidamente fundamentada, sendo uma mera aplicação automática da prisão em segunda instância, o que seria ilegal.

Ciberia // Agência Brasil

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Biblioteca Pública de NY coloca clássicos no Stories do Instagram de forma integral

A ideia do projeto ‘Instanovels’ é tornar os livros acessíveis ao maior número de pessoas e revolucionar a forma como lidamos com as redes sociais Não há dúvidas de que as redes sociais são ferramentas poderosas …

Cientistas criam ligamentos e tendões impressos em 3D

Ligamentos e tendões humanos impressos em 3D. Esta é a grande novidade de uma equipe de engenheiros biomédicos da Universidade de Utah, nos Estados Unidos. Eles criaram um método para imprimir células 3D para produzir tecido humano, …

Francisco proclama santos o bispo salvadorenho Óscar Romero e o papa Paulo VI

O papa Francisco proclamou santos o arcebispo salvadorenho assassinado Óscar Romero, emblema de uma Igreja comprometida com os pobres, e o papa italiano Paulo VI, o pontífice do diálogo, em uma multitudinária missa de canonização …

Após furacão Leslie, Portugal lembra zona de guerra

Pelo menos 27 pessoas ficaram feridas em Portugal em resultado do furacão Leslie, que atingiu a costa do país na noite de sábado para domingo (14), deixando milhares de casas sem eletricidade. Segundo comunica o jornal …

Impostos sobre a internet tomam conta da África subsaariana, silenciando os cidadãos

Em meio à “imposição de impostos aos blogueiros” na Tanzânia e o recente imposto sobre as redes sociais em Uganda, o governo da Zâmbia igualmente aprovou um imposto sobre os usuários das redes sociais e …

Dieta da moda quer ajudar no combate ao aquecimento global

Novas evidências científicas indicam que as mudanças climáticas estão se acentuando e estamos ficando sem tempo para arrumar uma solução e evitar uma catástrofe. Mas não se desespere ainda. De acordo com um novo estudo, podemos …

Asteroide deixa cientistas perplexos com sua superfície incomum

Cientistas receberam os primeiros dados e fotos do rover MASCOT, que pousou recentemente na superfície do asteroide Ryugu, que os deixaram perplexos, informa o site do Centro Aeroespacial Alemão, DLR. Os dados obtidos apontam para uma …

Twitter teve 2,7 milhões de postagens sobre divergências políticas

Entre as 19h de domingo (7) e as 15h de quinta-feira (11), usuários do Twitter movimentaram a rede com 2,7 milhões de postagens relacionadas a ataques motivados por divergências político-ideológicas, no contexto das eleições, e …

Com recompensa de US$ 25 mi, líder do grupo EI é o homem mais procurado do mundo

A revista francesa Le Point desta semana traz uma longa reportagem sobre Abu Bakr al-Baghdadi, o líder do grupo Estado Islâmico (EI). O texto conta como as forças sírias, mas também soldados curdos, norte-americanos e …

Apple Watch gravou assassinato de jornalista, diz imprensa turca

O Apple Watch usado pelo jornalista saudita Jamal Khashoggi, que desapareceu após entrar no consulado da Arábia Saudita em Istambul, no último dia 2, gravou seu assassinato, afirma o jornal turco "Sabah". "Jamal Khashoggi sincronizou o …