Polícia perdeu calcinhas de denunciante; acordo assinado com Cristiano Ronaldo revelado

Depois da polêmica do caso ocorrido há nove anos, em que a norte-americana Kathryn Mayorga alega ter sido estuprada por Cristiano Ronaldo, foi divulgado o suposto acordo assinado entre Cristiano Ronaldo e a denunciante, para que ela não levasse o jogador à Justiça por violação.

O documento surge numa altura em que se noticia que a polícia perdeu provas do caso e quando foi publicado um vídeo que mostra Ronaldo e a norte-americana dançando, antes de o atacante tê-a supostamente violado.

O caso de estuproo que envolve Cristiano Ronaldo continua fazendo notícia por todo o mundo e agora, a revista alemã Der Spiegel divulgou o documento que atesta o acordo assinado entre o atacante da Juventus e Kathryn Mayorga, a americana que o acusa.

Assinado no dia 12 de Janeiro de 2010, ou seja, cerca de sete meses depois da suposta violação em um quarto de hotel em Las Vegas, no acordo de confidencialidade, Ronaldo se compromete a pagar 375 mil dólares à atual professora em troca de seu silêncio.

O documento identifica Kathryn Mayorga como “senhora P” e Ronaldo como “senhor D” e salienta que a primeira “deve retirar qualquer acusação criminal” contra o segundo, atestando ainda que “as partes concordam em uma não-depreciação mútua” entre elas.

Além disso, o documento frisa que a “senhora P” deverá comprovar que “destruiu ou eliminou permanentemente qualquer acordo e outros materiais eletrônicos ou escritos, gerados ou recebidos, como resultado dos alegados eventos, exceto para revelar a provedores de cuidados de saúde” informações sobre sua “condição e lesões”, mas “sem nunca divulgar a identidade do senhor D”.

O texto também refere que as partes concordam que a “senhora P” escreverá uma carta ao “senhor D” que, “como condição para o acordo”, deve ser lida pelo seu advogado da época, Osório de Castro.

O advogado de Kathryn Mayorga, Leslie Stovall, alega que a carta não foi lida a Ronaldo, o que constitui um dos argumentos apresentados para a quebra do acordo de confidencialidade assinado.

Advogado quer ouvir antigas namoradas de Ronaldo

Leslie Stovall revelou, entretanto, em coletiva de imprensa citada pela Der Spiegel, que a polícia de Las Vegas perdeu provas do caso de violação, designadamente as calcinhas e o vestido que Kathryn Mayorga usava na noite do suposto estupro e que teriam sido anexadas ao processo judicial.

Entretanto, Stovall refere que está à procura de uma mulher que, em 2005, também acusou Ronaldo de violação, quando ele ainda jogava no Manchester United, na Inglaterra. Esse processo foi arquivado por falta de provas.

O advogado de Kathryn Mayorga garantiu, igualmente, que irá apresentar novos dados importantes sobre o caso, durante esta semana.

Stovall frisou que, como parte do processo de defesa, sua equipe pretende falar com antigas namoradas do jogador, como a modelo russa Irina Shayk e a atriz britânica Gemma Atkinson, além das socialites Kim Kardashian e Paris Hilton, que teriam tido casos amorosos com Ronaldo.

Os depoimentos de antigas namoradas podem ser importantes para apurar a “conduta” de Ronaldo, para ajudar a “construir uma imagem” do seu “comportamento”, explica Stovall.

O advogado também admite que a investigação sobre o caso pode vir a ter a intervenção do FBI e de policiais ingleses e portugueses.

Para alimentar as discussões do caso nas redes sociais, onde as opiniões se dividem quanto à culpa de Ronaldo, foi divulgado um vídeo que mostra o jogador dançando com Kathryn Mayorga em um clube noturno de Las Vegas, na noite da suposta violação.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Apple quer proibir lançamento de livro que revela segredos comerciais da empresa

O livro alemão App Store Confidential, de Tom Sadowski, é uma publicação temida pela Apple. Isso porque o autor foi o líder de desenvolvimento da loja de aplicativos da Gigante de Cupertino na Alemanha, Áustria …

Chineses acusam governo de usar epidemia de coronavírus para prender dissidentes

No momento em que a China enfrenta a epidemia do COVID-19 que já causou 2 mil mortes e infectou 74 mil pessoas no país, o mundo se pergunta se a crise reforça ou, pelo …

Suíça quer devolver dinheiro ganho com tráfico de escravizados para as Américas

O horror do tráfico de pessoas escravizadas entre os séculos XVI e XIX para os EUA, Caribe, América Latina e principalmente o Brasil teve mais responsáveis do que nos dita a história. E a Suíça …

Reino Unido pós-Brexit fecha portas para imigrantes pouco qualificados

No Reino Unido pós-Brexit, os estrangeiros que quiserem obter um visto de trabalho no país vão ter que provar muitas habilidades. Os candidatos receberão pontos de acordo com seu nível de inglês, diploma e profissão …

Síria realiza primeiro voo comercial entre Damasco e Aleppo desde 2013

Diretores de aeroportos da Síria mencionam o trabalho realizado no aeroporto de Aleppo para permitir o feito, realizado graças à vitória do Exército sírio e esforço dos operários. A Síria realizou seu primeiro voo comercial em …

Mudanças climáticas ameaçam futuro das crianças do mundo, diz ONU

Estudo de Nações Unidas, Unicef e revista 'The Lancet' aponta ações de sustentabilidade insuficientes. Países ricos fracassam em prover meio ambiente favorável, apesar de melhor ponto de partida. Países de todo o mundo estão fracassando em …

Bug no sistema do McDonald's forneceu lanches de graça sem limite de quantidade

Imagine você poder realizar quantos pedidos quiser no McDonald's e não ter que arcar com um só centavo para isso. Bem, essa mamata virtual era o que vinha acontecendo no sistema da multinacional de fast-food …

Governo chinês está até "queimando" dinheiro para combater o coronavírus

A briga do governo chinês contra o Covid-19 (também conhecido como "novo coronavírus") tem colocado diversos órgãos governamentais em alerta, e o governo da China parece não poupar esforços para conter a proliferação da doença …

Maior organização de escoteiros dos EUA declara falência após processos de abuso sexual

O grupo Boys Scouts of America, principal movimento de escoteiros dos Estados Unidos, apresentou um pedido de falência nesta terça-feira (18), em um esforço para salvaguardar as indenizações às vítimas de abuso sexual, afirma um …

Ações humanas alteram dispersão de sementes na Amazônia, aponta estudo

Análise de mais de 26 mil árvores demonstra que atividades como queimadas e desmatamento abalam o equilíbrio entre fauna e flora. Com degradação, restam animais pequenos na floresta, que espalham sementes menores. Quando se fala em …