Ruído branco pode danificar o cérebro

Um estudo recente sugere que o ruído branco, que tantas vezes nos incomoda na hora de adormecer, pode ser perigoso para o cérebro.

O barulho constante do ar condicionado ou o som da televisão quando ela não está sintonizada é o que chamamos de “ruído branco”, sinal sonoro que contém todas as frequências na mesma potência.

Os dispositivos eletrônicos emitem esse som que, de acordo com um estudo recente, publicado no JAMA Otolaryngology – Head & Neck Surgery, afeta o nosso cérebro.

“Nos últimos anos, os neurocientistas aprenderam muito sobre a plasticidade cerebral, de que forma os estímulos sensoriais alteram a química cerebral, estrutural e funcionalmente”, explica a cientista Mouna Attarha, pesquisadora da Posit Science Corporation.

Segundo a cientista, há cada vez mais evidências de que o cérebro reage de maneira negativa quando é alimentado com informações aleatórias, como o ruído branco. Neste artigo científico, Attarha e sua equipe da Universidade da Califórnia, em São Francisco, sugerem que o ruído de fundo do ruído branco pode ser prejudicial ao sistema auditivo central.

Embora os mecanismos biológicos por trás do zumbido sejam totalmente perceptíveis, os cientistas descobrem continuamente evidências de que os sintomas estão ligados a mudanças mensuráveis em várias partes do cérebro, que vão além da simples perda auditiva.

Embora não haja evidências significativas em humanos para sugerir que sons de baixo volume como o ruído branco possam causar esse tipo de alteração no sistema auditivo central, a equipe de cientistas cita estudos em animais que sugerem que a exposição prolongada em animais afeta seus cérebros.

“Uma experiência conduzida em animais mostrou que a exposição durante um longo período de tempo ao ruído não traumático é capaz de induzir uma reorganização plástica mal adaptativa do sistema nervoso auditivo central”, explicaram os autores.

“Essas mudanças foram observadas após a exposição aos níveis de ruído na faixa de nível de pressão sonora de 60 a 70 dB, típica dos geradores de ruído disponíveis no mercado e considerados seguros”, continuam.

Os efeitos neurais são significativos e incluem uma redução na inibição neural (a capacidade de filtrar informações sem importância), representações corticais menos precisas e uma extensão do tempo que o cérebro demora a processar sinais mutáveis.

Ainda assim, é muito cedo concluir que o ruído branco, essa combinação aleatória de diferentes ruídos, tem os mesmos efeitos nos cérebros humanos.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Cientistas resolvem enigma de esculturas de pedra de 3.200 anos da Turquia

Um recente estudo permitiu descobrir finalmente o significado e a função dos relevos em pedra criados há 3.200 anos no santuário de Yazilikaya, na Turquia, após 200 anos de conjeturas. No século XIII a.C., a alguns …

EUA não devem esperar retomada do diálogo com Pyongyang, diz irmã de Kim Jong-un

As expectativas de retomada do diálogo entre os EUA e a Coreia do Norte são erradas, podendo levar a uma "decepção ainda maior", declarou a irmã do líder norte-coreano. Na terça-feira (22), Kim Yo Jong, alta …

Ministro da Saúde diz que não há mudança de estratégia para a Coronavac

No início desta segunda-feira (21), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, revelou que não haverá qualquer mudança de estratégia para a aplicação da CoronaVac. A declaração do ministro foi feita em audiência ao Senado Federal, revelando …

Há 80 anos, Hitler invadia a URSS – e começava a perder a guerra

Adolf Hitler e seus generais vinham planejando há meses para este momento. No domingo, 22 de junho de 1941, havia chegado a hora: às 3h15 da manhã, a Wehrmacht, forças armadas nazistas, atacou a União …

Com apenas 2% da população imunizada, África quer fabricar suas próprias vacinas anticovid

A África do Sul anunciou nesta segunda-feira a primeira etapa para capacitar seu continente na produção de vacinas anticovid. A conclusão do projeto ainda não tem data prevista, mas a iniciativa já é vista …

Pessoas feias superestimam drasticamente suas aparências

Pessoas pouco atraentes parecem menos capazes de julgar com precisão sua própria atratividade, e tendem a superestimar sua aparência. Não faltam disparidades entre pessoas atraentes e pouco atraentes. Estudos mostram que os mais belos entre nós …

Noruega acusa Pequim de ciberataque contra serviços do governo

Pela primeira vez na história, o Serviço de Segurança Policial da Noruega (PST, na sigla em inglês) identificou a China como sendo responsável por um ataque hacker contra as autoridades do país nórdico. A agência de …

China supera marca de 1 bilhão de vacinas contra a covid-19 aplicadas

Quantia representa mais de um terço das doses aplicadas no mundo. Após início lento da imunização, autoridades chinesas querem vacinar completamente 40% da população até o final de junho. O número de doses de vacinas contra …

Brasileiros protestam no exterior contra Bolsonaro e gestão da epidemia

Dezenas de milhares de pessoas tomaram as ruas de várias capitais brasileiras neste sábado para protestar contra o presidente Jair Bolsonaro e sua gestão da pandemia, que já deixou mais de meio milhão de …

Relíquia do Jurássico: descoberto animal marinho cuja espécie vive há 180 milhões de anos

Um grupo de pesquisadores descreveu uma nova espécie de ofíuros – um animal marinho parecido com as estrelas-do-mar, que recebeu o nome de Ophiojura, informou nesta quinta-feira (17) Tim O’Hara, curador dos Museus Victoria (Austrália) …