Após rumores de vazamento de dados, Dataprev demite gerente de segurança

European Parliament / Flickr

A Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev) emitiu, nesta última quarta-feira (3), um comunicado oficial a respeito das notícias veiculadas recentemente sobre um suposto vazamento de dados oriundo do órgão.

Segundo a instituição, “não há registros de incidentes de segurança e nem indícios de vazamento de dados por ataques cibernéticos nos bancos e bases de informações sob a guarda da Dataprev”.

Tudo começou na última terça-feira (2), quando o site CISO Advisor publicou uma reportagem alegando que um banco de dados contendo 270 milhões de registros da Dataprev estaria sendo oferecido por um cibercriminoso em determinado fórum da web.

O Canaltech acessou a comunidade em questão e encontrou o anúncio citado; porém, é crucial ressaltar que o golpista nem sequer disponibilizou uma amostra do “vazamento”.

Tudo o que o cibercriminoso — identificado como “Ettone” — afirma é que os dados foram extraídos em julho de 2020 e que estão sendo devidamente organizados para venda posterior.

Após ser pressionado por outros membros da comunidade, Ettone disponibilizou uma amostra que contém alguns nomes, datas de nascimento e CPFs; uma base muito similar àquela que foi exposta recentemente no mesmo fórum de forma gratuita.

Em resposta às alegações, o Dataprev afirmou que “os quantitativos de dados e bases relatados pelo portal CISO Advisor não coincidem com as informações hospedadas” pela companhia e que “após avaliação interna dos especialistas, foi verificado que os logs de segurança da empresa e do tráfego de informação não apresentam anomalias, inclusive, no período de vazamento informado”.

“Cabe destacar que a Dataprev conta com um Centro de Operação de Segurança (Security Operation Center – SOC) com especialistas dedicados 24 horas, sete dias por semana — que monitoram e atuam em ocorrências ou ameaças de quebra de segurança, que conta com um perímetro com diversas camadas e soluções de proteção em sua infraestrutura”, concluiu a estatal.

Por mais que a Dataprev tenha sido firme em seu posicionamento, curiosamente, a companhia demitiu seu coordenador de segurança da informação, Gustavo Oliveira Hoyer, poucas horas após publicar a nota de esclarecimento.

Em uma Comunicação de Serviço (CS) vazada, a própria presidência do órgão oficializa a dispensa de Hoyer, que iniciou sua jornada na empresa em 2011 como analista de TI.

Ainda não se sabe se tudo não passa de uma grande coincidência ou se o executivo realmente se tornou o bode expiatório para o incidente. O Canaltech tentou entrar em contato com Hoyer e atualizaremos esta reportagem caso ele nos dê um retorno.

// CT

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …