Rússia pode cortar a internet mundial, avisa general britânico

Nick Savchenko / Wikimedia

O contratorpedeiro Smetlivy, da Marinha de Guerra da Rússia

É uma nova ameaça à “nossa forma de vida” e à segurança e economia mundiais. O alerta é do general das Forças Armadas do Reino Unido, Stuart Peach, que teme que a Rússia corte os cabos submarinos por onde passam 97% das comunicações mundiais.

O aviso surge depois de navios de guerra da Rússia terem sido detectados, com regularidade, na zona onde se situam os cabos submarinos do Atlântico Norte.

Por estes cabos, que ligam a Europa à América do Norte, passam 97% das comunicações mundiais e transações financeiras diárias de 10 trilhões de dólares, segundo um relatório de um grupo de especialistas de centro-direita do Reino Unido, conforme cita o The Guardian.

Assim, o corte desses cabos teria um impacto “potencialmente catastrófico” para a economia mundial, e até para o modo de vida de milhões de pessoas, alerta o chefe militar durante o discurso anual no Royal United Services Institute, centro de reflexão britânico sobre segurança e defesa.

“Há um novo risco para a nossa forma de vida, que é a vulnerabilidade dos cabos que atravessam os fundos marinhos”, destaca Stuart Peach citado pelo Independent.

“Podem imaginar um cenário onde esses cabos sejam cortados ou interrompidos, o que afetaria imediatamente, e certo que catastroficamente, tanto a nossa economia como outros modos de vida, se fossem perturbados”, realça o chefe do Estado-Maior-General.

O homem que é apontado como o próximo líder do comitê militar da Otan também alerta para a “ameaça da modernização da marinha russa, tanto de submarinos e navios nucleares como convencionais”, e destaca que os russos continuam “aperfeiçoando as capacidades não convencionais e a guerra de informação”.

“Por isso, temos que continuar desenvolvendo nossas forças marítimas com nossos aliados, com os quais trabalhamos proximamente, para igualar e entender a modernização da frota russa”, conclui Stuart Peach.

O Independent cita um relatório elaborado por um deputado conservador britânico, Rishi Sunak, notando que os cabos submarinos do Atlântico podem ser facilmente danificados por um navio de pesca ou submarinos.

O mesmo documento também nota que em 2014, durante a anexação da Crimeia, a Rússia cortou com bastante facilidade as comunicações digitais na zona.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Cientistas norte-americanos preveem fortes cataclismos no Leste da Rússia

Um grupo de cientistas norte-americanos, após analisar dados de satélite e de observação ao longo de 38 anos, estabeleceu que o aquecimento global provocado pelo homem pode levar a um aumento da frequência e da …

Alergias podem proteger contra o câncer de pele

De acordo com um novo estudo da Imperial College London, no Reino Unido, os componentes do sistema imunológico que provocam reações alérgicas também podem ajudar a proteger nossa pele contra o câncer. As descobertas podem um …

Físicos tentam comprovar existência de quinta dimensão

"Qual é a 5ª dimensão? Eu sei que a primeira é a altura, a segunda é a largura, a terceira é a profundidade e a quarta, o tempo. Mas ninguém parece saber o que é …

Salários na Venezuela condenam trabalhadores à pobreza extrema

O salário mínimo na Venezuela, fixado pelo chavismo governante, condena os trabalhadores do país à pobreza extrema pois está situado no equivalente a US$ 1,20 por dia, abaixo do patamar da miséria estabelecido pela ONU. Nos …

Irã ameaça EUA com "mãe de todas as guerras"

O presidente do Irã, Hassan Rohani, alertou neste domingo (22/07) para o perigo de os Estados Unidos começarem um conflito com seu país, o que seria "a mãe de todas as guerras", recomendando que Washington …

Série adaptada de livro de George R.R. Martin ganha trailer

O autor de Game of Thrones, George R.R. Martin, terá mais uma de uma de suas histórias adaptada para a televisão. Agora é a vez do conto de terror e ficção científica Nightflyers, publicado pela primeira …

Cientistas encontram vestígios de material nuclear de Fukushima em vinho californiano

Vinhos californianos produzidos nos anos seguintes ao desastre da usina nuclear de Fukushima contêm os isótopos da precipitação do acidente, informaram pesquisadores do Centro Nacional Francês de Pesquisa Científica (CNRS). Após o incidente na usina nuclear …

PSL faz convenção neste domingo para lançar candidatura de Bolsonaro

O Partido Social Liberal (PSL) faz hoje (22), no Rio de Janeiro, convenção nacional para lançar a candidatura do deputado federal Jair Bolsonaro à Presidência da República. É esperado o anúncio de quem irá compor …

Pais pintam casa como 'A Noite Estrelada' para que filho autista não se perca

Um casal da Flórida, nos Estados Unidos, adotou uma solução original para evitar que seu filho autista se perdesse ao voltar para casa: contratou um artista para pintar toda a fachada do imóvel à semelhança …

Dez anos depois do arquivamento de caso Madeleine, o mistério segue aberto

Dez anos depois de a Justiça portuguesa arquivar o caso de Madeleine McCann, a menina britânica que desapareceu em Algarve em 2007, o mistério segue aberto em Portugal, onde as autoridades analisam indícios que obrigaram …