“Tenho medo de trabalhar até morrer”: russos protestam contra a nova idade para aposentadoria

No domingo (1), milhares de russos protestaram contra a decisão do governo de aumentar a idade para a aposentadoria. Os protestos não decorreram, contudo, nas cidades anfitriãs da Copa 2018.

Apesar da chuva intensa, na praça principal da cidade de Tver, a cerca de 180 quilômetros de Moscou, quase 200 pessoas resistiram ao banho de verão para protestar contra o plano do governo russo de aumentar a idade para a aposentadoria. Um cenário que se fez sentir por todo o país.

“Acho que não vou chegar à idade para a aposentadoria”, disse Vasily ao Moscow Times, engenheiro de 50 anos. “Quero viajar e ver muitas coisas antes de morrer. Agora, estou com medo de trabalhar até morrer”, confessou.

Esse é o sentimento geral da população russa. Estipulada em 60 anos para os homens e 55 para as mulheres, há muito tempo que os economistas pedem que a idade para a aposentadoria seja aumentada. Apesar disso, as autoridades têm plena consciência de que a decisão pode desencadear uma tempestade na sociedade do país.

Em 2005, ano em que foram feitas grandes mudanças – uma série de benefícios foram convertidos em pagamentos em dinheiro – os protestos irromperam em massa e, na época, Vladimir Putin prometeu que a idade para a aposentadoria não seria aumentada, desde que continuasse na presidência.

Na véspera da Copa 2018, no dia 14 de junho, o primeiro-ministro Dmitry Medvedev contrariou a promessa de Putin e anunciou o aumento da idade: de 60 para 65 anos nos homens, e de 55 para 63 para as mulheres. O ambiente festivo, próprio da Copa do Mundo, iria diminuir o impacto das más notícias, esperavam as autoridades.

Mas parece não ter funcionado. Quase 2,6 milhões de pessoas já assinaram uma petição online contra a decisão e Putin sofreu uma queda acentuada no seu índice de popularidade. Além disso, os pedidos de protesto vieram de todo o espectro político do país.

Muitos dos protestos aconteceram no fim de semana passado, de Vladivostok (no Extremo Oriente) a Omsk (Sibéria). O principal objetivo das manifestações, disse Artyom Vazhenkov, representanto da Open Russia (que organizou o protesto em Tver), foi a demissão de Dmitry Medvedev.

Em ambiente de Copa, os protestantes, inclusive, vestiram camisetas vermelhas, nas quais estava escrito: “Um cartão vermelho para Medvedev“.

Mas, ainda que o movimento de protesto esteja no início, as divisões entre as diferentes partes envolvidas – que incluem as financiadas e apoiadas pelo próprio governo russo – já começam a ser visíveis.

Apesar disso, os sindicatos já anunciaram que vão continuar com as manifestações. Porém, se os protestos podem trazer mudanças efetivas é uma questão que fica no ar.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Cientistas revelam nova razão que explica dependência do álcool

De acordo com um novo estudo, a dependência do álcool tem uma relação direta com as mudanças climáticas: quanto mais frio é o clima e menos incidência de sol, mais as pessoas tendem a consumir …

Cientistas encontraram pássaro que é três espécies em uma só

Cientistas encontraram um pássaro incomum na Pensilvânia, que guarda um incrível segredo genético: a toutinegra é o híbrido de três espécies diferentes de pássaros. Uma equipe de cientistas encontrou um pássaro incomum na Pensilvânia, cuja mãe …

Hitler abraçou uma menina judia; 85 anos depois, a foto foi a leilão

Uma foto de 1933 mostra o ditador nazista ao lado de uma menina de seis anos de idade cuja avó era judia. A imagem, com uma dedicatória assinada por Hitler, foi arrematada em leilão por …

No deserto mais seco do mundo, a chuva mata

No deserto mais seco e mais antigo da Terra, as coisas não funcionam da mesma maneira que em outros lugares. A água, por exemplo, não é uma bênção. No deserto do Atacama, no Chile, as …

CIA pensou em usar “soro da verdade” nos interrogatórios do 11 de setembro

O “Projeto Medicação” foi posto de lado em 2003, mas, até lá, os médicos da CIA estudaram a hipótese de substituir as violentas técnicas de interrogatório pelo uso de um “soro da verdade” que fizesse …

Distração de professora provoca ferimentos em 40 crianças na China

A distração de uma professora que se esqueceu de apagar uma luz ultravioleta em uma escola de Tianjin, perto de Pequim, causou ferimentos e queimaduras em mais de 40 crianças, informou nesta sexta-feira a imprensa …

Hábito diário pode ajudar a prever morte prematura

A velocidade com que caminhamos fornece muitas pistas sobre o nosso estado de saúde e pode mesmo ajudar a prever uma morte prematura.  Segundo um novo estudo, realizado o por cientistas da Universidade do Sul …

Assassino de John Lennon sente “mais vergonha” a cada dia que passa

Mark David Chapman, que assassinou John Lennon em 1980, disse a um conselho de condicional que se sente “mais e mais envergonhado” a cada ano que passa por ter assassinado o ex-Beatle. “Há 30 anos, eu …

Submarino argentino ARA San Juan é achado um ano após ter desaparecido com 44 tripulantes

A carcaça do submarino argentino Ara San Juan, desaparecido desde 15 de novembro de 2017 com 44 tripulantes a bordo, foi localizada no fundo do oceano Atlântico, a 800 metros de profundidade, a leste da …

Cientistas determinam qual foi o pior período na história da humanidade

Cientistas americanos chegaram à conclusão de que em 536 d.C., "um dos períodos mais terríveis" começou na história da humanidade. Segundo o historiador medieval Michael McCormick, arqueólogo da Universidade de Harvard, um "nevoeiro misterioso" caiu sobre a …