“Tenho medo de trabalhar até morrer”: russos protestam contra a nova idade para aposentadoria

No domingo (1), milhares de russos protestaram contra a decisão do governo de aumentar a idade para a aposentadoria. Os protestos não decorreram, contudo, nas cidades anfitriãs da Copa 2018.

Apesar da chuva intensa, na praça principal da cidade de Tver, a cerca de 180 quilômetros de Moscou, quase 200 pessoas resistiram ao banho de verão para protestar contra o plano do governo russo de aumentar a idade para a aposentadoria. Um cenário que se fez sentir por todo o país.

“Acho que não vou chegar à idade para a aposentadoria”, disse Vasily ao Moscow Times, engenheiro de 50 anos. “Quero viajar e ver muitas coisas antes de morrer. Agora, estou com medo de trabalhar até morrer”, confessou.

Esse é o sentimento geral da população russa. Estipulada em 60 anos para os homens e 55 para as mulheres, há muito tempo que os economistas pedem que a idade para a aposentadoria seja aumentada. Apesar disso, as autoridades têm plena consciência de que a decisão pode desencadear uma tempestade na sociedade do país.

Em 2005, ano em que foram feitas grandes mudanças – uma série de benefícios foram convertidos em pagamentos em dinheiro – os protestos irromperam em massa e, na época, Vladimir Putin prometeu que a idade para a aposentadoria não seria aumentada, desde que continuasse na presidência.

Na véspera da Copa 2018, no dia 14 de junho, o primeiro-ministro Dmitry Medvedev contrariou a promessa de Putin e anunciou o aumento da idade: de 60 para 65 anos nos homens, e de 55 para 63 para as mulheres. O ambiente festivo, próprio da Copa do Mundo, iria diminuir o impacto das más notícias, esperavam as autoridades.

Mas parece não ter funcionado. Quase 2,6 milhões de pessoas já assinaram uma petição online contra a decisão e Putin sofreu uma queda acentuada no seu índice de popularidade. Além disso, os pedidos de protesto vieram de todo o espectro político do país.

Muitos dos protestos aconteceram no fim de semana passado, de Vladivostok (no Extremo Oriente) a Omsk (Sibéria). O principal objetivo das manifestações, disse Artyom Vazhenkov, representanto da Open Russia (que organizou o protesto em Tver), foi a demissão de Dmitry Medvedev.

Em ambiente de Copa, os protestantes, inclusive, vestiram camisetas vermelhas, nas quais estava escrito: “Um cartão vermelho para Medvedev“.

Mas, ainda que o movimento de protesto esteja no início, as divisões entre as diferentes partes envolvidas – que incluem as financiadas e apoiadas pelo próprio governo russo – já começam a ser visíveis.

Apesar disso, os sindicatos já anunciaram que vão continuar com as manifestações. Porém, se os protestos podem trazer mudanças efetivas é uma questão que fica no ar.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Em nome da ciência, polvos tomaram ecstasy (e teve muito amor envolvido)

O que acontece quando um polvo consome drogas, mais precisamente ecstasy? Cientistas norte-americanos tiveram a oportunidade de descobrir. De acordo com o Science Alert, a equipe de pesquisadores deu MDMA, substância psicoativa também conhecida por ecstasy, …

Companhia austríaca cria método que transforma plástico em petróleo

A companhia petrolífera austríaca OMV apresentou nesta quinta-feira um inovador procedimento que permite a produção de petróleo a partir de resíduos de plástico (material fabricado a partir desse recurso natural). A inovadora tecnologia, batizada de ReOil, …

Múmia e amuletos divinos são descobertos no Egito

Um grupo de arqueólogos descobriu várias múmias antigas no Egito – incluindo os restos de um misterioso indivíduo extremamente bem conservado – em uma sepultura comum na margem oeste do Rio Nilo.  A tumba foi encontrado …

Em caso raro, mulher doa órgãos e transmite câncer a quatro pessoas

Quatro pessoas que receberam órgãos da mesma doadora desenvolveram posteriormente câncer de mama, revelou um novo estudo. O caso, que remota a 2007, representa uma situação extremamente rara. Rins, pulmões, fígado e coração foram retirados de …

Criatura “alienígena” é encontrada em praia na Nova Zelândia

Uma família neozelandesa passeava ao longo de uma praia no norte de Auckland quando encontrou uma bizarra criatura vermelha em forma de bolha. A criatura, que foi identificada como uma espécie específica de medusa, tem um …

Veneza quer proibir turistas de sentarem ou deitarem no chão

Veneza, famosa pelos seus canais, testemunhou um dilúvio de turistas nos últimos anos, que ultrapassa em muito a população residente e sobrecarrega a cidade. As autoridades da cidade italiana têm tomado várias medidas para travar …

Teia de aranha gigantesca cobre praia na Grécia

Um enorme teia de aranha com cerca de 300 metros cobriu uma área à beira-mar na cidade de Aitoliko, na região oeste da Grécia. A época de acasalamento das aranhas transformou a praia no pior …

Depois dos morangos, agulhas chegam às maçãs e bananas na Austrália

As autoridades australianas investigam mais de 100 casos por todo o país. Agora, além dos morangos, as agulhas também já chegaram a frutas como maçãs, bananas e mangas. A Austrália investiga uma série de casos misteriosos …

Proibição de doações empresariais não blinda política de interesses privados, afirma cientista político

Apesar da proibição do financiamento empresarial de campanhas, que vigora no país desde 2015 por força de uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), a classe empresarial continua engajada em diferentes candidaturas. Se, por um lado, …

Brasileiros são finalistas em Campeonato Mundial de Cubo Mágico

Criado nos anos 80, o cubo mágico é um dos brinquedos mais simples e fascinantes que existem. Quem nunca passou horas, dias, semanas ou até meses tentando acertar as cores de todas as faces ou …