Sallah Abdeslam apresenta-se a tribunal como “combatente do Estado Islâmico”

(cv) RTBF

Salah Abdeslam, autor do atentado ao Bataclan em Paris, era “o homem mais procurado da Europa”

O único sobrevivente do comando que perpetrou os atentados da noite de 13 de Novembro de 2015, em Paris, Sallah Abdeslam, apresentou-se hoje, em tribunal, como “combatente do Estado Islâmico”. Esta quarta-feira arrancou o primeiro dia do julgamento dos piores ataques terroristas cometidos em França que fizeram 130 mortos e centenas de feridos. No total há 20 arguidos que vão ser julgados.

“A audiência está aberta”, foi com estas palavras que o presidente do colectivo de juízes, Jean-Louis Périès, declarou, às 13h17 minutos locais, a abertura do julgamento dos atentados de 13 de Novembro de 2015, com um atraso de quase 50 minutos, relativamente ao agendado.

Do seu lado esquerdo, alinhavam-se 11 arguidos atrás de uma barreira de vidro, com cerca de 30 polícias à volta, enquanto outros três se alinhavam, mais à frente e sem barreira transparente, por comparecerem ao julgamento sob supervisão judicial e não estando actualmente presos.

Logo depois, o primeiro arguido a ser apresentado foi aquele em que as atenções estão principalmente concentradas, o único sobrevivente do comando que perpetrou os atentados da noite de 13 de novembro. Vestido totalmente de preto, incluindo a máscara, Salah Abdeslam começou por dizer que “não há outro Deus a não ser Alá”, disse que deixou a sua profissão para ser “combatente do Estado Islâmico” e não deu o nome dos pais dizendo que “eles não têm nada a ver com o assunto”.

Começa assim a longa maratona histórica de quase nove meses para julgar 20 arguidos no total, seis dos quais ausentes. O presidente do colectivo de juízes fez questão de afirmar, na abertura, que se trata de “um julgamento histórico e fora do comum”.

A sala de audiências, criada especialmente para este julgamento e com 550 lugares, encheu, assim como as salas com difusão vídeo para as partes civis e imprensa.

Forte afluência e emoção palpável nos olhares e na solenidade dos gestos, o julgamento reabre uma ferida colectiva na história de França e intensifica a dor dos que perderam entes queridos e dos que foram directamente vítimas dos atentados no Stade de France, nas esplanadas de cafés e no Bataclan.

No exterior do Palácio da Justiça, na Ile de la Cité, há avenidas fechadas e muita polícia. Até porque a ameaça terrorista permanece, como fez questão de sublinhar ontem o ministro do Interior, Gérald Darmanin, que pediu às autoridades “um alto nível de vigilância” no país durante o julgamento, especialmente junto a locais de culto, de ensino e de grandes concentrações, assim como junto dos locais dos atentados de 13 de Novembro.

O ministro lembrou que durante o julgamento dos atentados ao Charlie Hebdo houve vários ataques, nomeadamente na antiga sede do semanário satírico e contra um professor.

De notar que só a partir de 28 de Setembro é que começam a ser ouvidas as vítimas e, no início de Novembro, há os primeiros interrogatórios dos arguidos, focados nas suas personalidades e percursos. Sobre os atentados, os interrogatórios aos réus começam em Janeiro, estando o de Salah Abdeslam previsto para dias 13 e 14 de Janeiro. A leitura do veredicto está prevista para os dias 24 e 25 de Maio de 2022.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Ministério da Saúde recua e volta a recomendar vacinação de adolescentes

O Ministério da Saúde recuou nesta quarta-feira (22/09) e voltou a recomendar a vacinação de adolescentes sem comorbidades contra a covid-19, uma semana após ter recomendado a suspensão. "Concluímos que os benefícios da vacinação de adolescentes …

Queiroga testa positivo para covid-19 e fica em Nova York

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, testou positivo para covid-19 durante a viagem a Nova York, na comitiva do presidente Jair Bolsonaro, e ficará em isolamento na cidade, comunicou nesta quarta-feira (21/09) a Presidência da …

Vulcão em erupção nas Canárias: o cenário 'desolador' enfrentado por moradores afetados pelo Cumbre Vieja

Juan Vicente Rodríguez ainda não chegou às lágrimas, mas ele garante que no final "todos vão acabar chorando". Morador da ilha canária La Palma, Rodríguez observa nas redondezas os rios de lava do vulcão Cumbre Vieja …

Anistia Internacional acusa empresas farmacêuticas de deixar países pobres sem vacinas anticovid

A ONG Anistia Internacional divulgou um relatório nesta quarta-feira acusando os grandes grupos farmacêuticos que produzem vacinas contra a Covid-19 de alimentar uma crise de direitos humanos sem precedentes. Por essa razão, a entidade …

Descobrem na Espanha dezenas de pegadas de espécie extinta de elefantes

Paleontólogos descobriram em Huevla, na Espanha, em um sítio da época do Pleistoceno Superior, trilhas e rastros de elefantes recém-nascidos e juvenis atribuídos a elefantes de presas retas (Palaeoloxodon antiquus). Os elefantes de presas retas são …

Na ONU, Bolsonaro defende ineficaz "tratamento precoce"

O presidente Jair Bolsonaro usou nesta terça-feira (21/09) seu discurso de abertura da 76ª Assembleia-Geral das Nações Unidas para defender o desacreditado "tratamento precoce" promovido pelo seu governo, que consiste num coquetel de drogas ineficazes …

Turismo em reservas naturais federais no Brasil triplica em 13 anos

Cerca de 15 milhões de turistas visitaram reservas ambientais federais no Brasil em 2019, uma alta de 300% nos últimos 13 anos. Se por um lado esse aumento reflete um maior interesse dos brasileiros em …

Presidente do Conselho da UE acusa EUA de "falta de lealdade" após ruptura de contrato com a França

O presidente do Conselho da União Europeia, Charles Michel, acusou nesta segunda-feira (20) os Estados Unidos de falta de lealdade depois que a Austrália cancelou um amplo contrato com a França para comprar submarinos …

Morcegos das cavernas de Laos podem revelar origem da COVID-19

Descobriu-se que os morcegos que habitam as cavernas do norte de Laos transportam um coronavírus que compartilha uma característica importante com o SARS-CoV-2, dando pistas aos cientistas para desvendar a causa da COVID-19. Uma equipe de …

Em Nova York, Bolsonaro vai se reunir com Boris Johnson

O presidente Jair Bolsonaro viajou neste domingo (19/09) para Nova York, nos Estados Unidos, onde participará nesta semana da Assembleia Geral das Nações Unidas e terá seu primeiro encontro bilateral com o primeiro-ministro do Reino …