Sobem para 234 os casos de COVID-19 no Brasil; entenda o que muda

Simone Venezia / EPA

Na tradicional live nas redes sociais, hoje (16), o Ministério da Saúde atualizou o número de casos do novo coronavírus SARS-CoV-19 no país. De acordo com as últimas informações do órgão, compartilhadas pelas secretarias de saúde dos estados da federação, são atualmente 234 casos confirmados da COVID-19 no território brasileiro.

Atualmente, também são monitoradas pelo órgão 2.064 suspeitas da infecção. Já outras 1.624 foram descartadas, após resultado negativo em exames clínicos.

Além disso, três unidades da federação (São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal) já têm transmissão comunitária e local do vírus — quando não se sabe mais quem transmitiu para quem a COVID-19.

Entre os estados brasileiros, São Paulo continua com a maioria dos casos, somando 132 infecções do SARS-CoV-2, mais que o quádruplo do que a segunda região com mais registros. Isso porque em segundo e terceiro lugar estão, respectivamente, o estado do Rio de Janeiro, com 31 casos, e o Distrito Federal com 13 confirmações.

Na sequência estão Santa Catarina (7), Paraná (6), Rio Grande do Sul (6); Minas Gerais (5); Goias (3); Bahia (2); Mato Grosso do Sul (2); Pernambuco (2); Alagoas (1); Amazonas (1); Espírito Santo (1); Rio Grande do Norte (1); e Sergipe (1).

Novo boletim epidemiológico

Após a Organização Mundial da Saúde (OMS) emitir uma nova classificação do coronavírus em que a doença passa a ser considerada uma pandemia, o Ministério da Saúde emitiu um novo boletim epidemiológico — publicação técnico-científica que instrui sobre questões específicas de saúde pública — com atualizações das recomendações contra a COVID-19.

De acordo com o documento, “o número básico de reprodução do SARS-CoV-2 foi estimado em 2,74 (2,47 – 3,23), o que significa que, para cada caso, espera-se que ocorram em média de 2 a 3 casos secundários, quando introduzidos em uma população totalmente susceptível”. Por isso mesmo, o Ministério da Saúde reforça tanto a importância de se reduzir o contato pessoal, da maneira que for possível.

Entre as novas medidas para lidar com a pandemia, está “considerar a possibilidade de adiar ou cancelar” eventos com aglomeração, sejam eles públicos ou privados, comerciais ou institucionais, postura essa que integra o grupo de medidas não farmacológicas. Também estão entre as recomendações gerais o isolamento de paciente sintomático, seja de forma domiciliar ou hospitalar por até 14 dias. Outra orientação é que contatos próximos a casos confirmados também sejam monitorados.

Além disso, passa a se considerar como “febre temperatura acima de 37,8°” e é essa uma condição indispensável para a busca por atendimento clínico e especializado, de acordo com a publicação. Entre as situações em que se deve coletar amostra respiratória, a febre é mais importante, inclusive, que sintomas como dificuldade respiratória.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Crânio achado em tumba submarina revela aparência de homem da Idade da Pedra

Oscar Nilsson, um artista forense sueco, reconstruiu virtualmente a aparência de um homem da Idade da Pedra, cujo crânio sem mandíbula foi encontrado em uma estaca dentro de uma tumba submarina de aproximadamente oito mil …

Alemanha quer eliminar extremismo de direita de tropa de elite

Com reforma, Ministério da Defesa alemão pretende "apertar o botão de reset" no KSK, unidade de elite das Forças Armadas abalada por escândalos sobre envolvimento de seus membros com extremismo de direita. A ministra alemã da …

Putin, presidente "eterno"? Para mais de 75% dos russos, a resposta é sim

Vladimir Putin, presidente "vitalício"? Essa é uma das apostas da votação que termina hoje na Rússia, e que vem sendo apoiada por cerca de 73,55% dos eleitores, que até agora votaram “SIM” neste referendo. Se …

Funcionários da Tesla são demitidos por ficarem em casa

Quando a fábrica da Tesla na Califórnia (EUA) reabriu em meados de maio, o CEO, Elon Musk, tranquilizou os trabalhadores dizendo que não precisariam ir à fábrica se "se sentissem desconfortáveis". No entanto, apesar do comunicado, …

Brasil supera marca de 60 mil mortes por covid-19

Segundo dados das secretarias estaduais e do Ministério da Saúde, total acumulado de óbitos no país é de 60.632, com 1.448.753 infecções. Brasil tem ainda 826.866 pessoas recuperadas. O painel do Conselho Nacional de Secretários de …

Especialista pode ter encontrado a resposta para estátuas egípcias com nariz quebrado

Na arte e na simbologia religiosa do antigo Egito, a representação da figura humana era celebrada como possível receptáculo de nossas almas ou mesmo de um Deus, em estátuas que possuíam profunda função ritualística. Passados alguns …

Estrela massiva desapareceu sem deixar traços

Um objeto espacial integrante da galáxia anã Kinman desapareceu de nossas vistas, de acordo com uma pesquisa publicada na revista Monthly Notices of the Royal Astronomical Society. Essa estrela excepcionalmente grande foi descrita em 2001 …

Vacina da covid-19 produzida no Brasil será distribuída em dezembro, se aprovada

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) pode começar a distribuir a vacina contra a COVID-19 em dezembro deste ano, caso os testes finais se mostrem efetivos para evitar a propagação da doença. A vacina vem sendo …

Hong Kong: um dia após adoção da lei de segurança nacional, polícia prende 180 manifestantes

Um homem que carregava uma bandeira a favor da independência de Hong Kong se tornou nesta quarta-feira (1°) a primeira pessoa presa com base na nova lei de segurança do território, promulgada na véspera …

Brasil tem 1.280 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas

A contagem das vítimas da epidemia do novo coronavírus no Brasil, divulgada pelo painel do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e pelo Ministério da Saúde, voltou a registrar mais de mil mortes pela …