STF concede prisão domiciliar a presas grávidas ou com filhos de até 12 anos

Fiocruz

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quarta-feira (20) conceder prisão domiciliar a todas as mulheres presas preventivamente que estão grávidas ou que sejam mães de crianças de até 12 anos.

A medida vale somente para detentas que aguardam julgamento e não tenham cometido crimes com uso de violência ou grave ameaça, e também vai depender da análise da dependência da criança dos cuidados da mãe. Cerca de 4 mil mulheres devem ser beneficiadas.

A decisão foi tomada a partir de um habeas corpus protocolado por um grupo de advogados militantes na área de direitos humanos, com apoio da Defensoria Pública da União (DPU). A medida vale para presas que estão em uma lista do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e que foi remetida ao Supremo pela DPU.

De acordo com a decisão, os tribunais de Justiça do país serão notificados sobre a decisão e deverão cumprir a decisão em 30 dias. Os parâmetros também deverão ser observados nas audiências de custódia.

Ao votar pela concessão da prisão domiciliar, o relator do caso, ministro Ricardo Lewandowski, entendeu que concessão do habeas corpus coletivo se justifica diante da realidade degradante das mulheres nas prisões brasileiras, com detentas sem atendimento pré-natal e casos de presas que dão à luz algemadas.

Bebês encarcerados

Em seu voto, Lewandowski citou dados que mostram que somente 34% das prisões têm celas para gestantes, 30% possuem berçários e apenas 5% têm creche. “Seguramente, mais de 2 mil pequenos brasileirinhos estão atrás das grades com suas mães, sofrendo indevidamente contra o que dispõe a Constituição”, argumentou o ministro.

O entendimento do relator foi seguido pelos ministros Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Celso de Mello. O ministro Edson Fachin foi o único a votar contra a medida, por entender que a prisão domiciliar para lactantes deve ser analisada caso a caso.

Durante o julgamento, a DPU e entidades de defesa de direitos humanos pediram que fosse aplicada a todas as mulheres presas no país a regra prevista no Artigo 318 do Código de Processo Penal (CPP), que determina a substituição da prisão preventiva pela domiciliar para gestantes ou mulheres com filhos de até 12 anos incompletos.

Apesar de estar previsto no Código de Processo Penal, a Justiça entende que a concessão dos benefícios às gestantes não é automática e depende da análise individual da situação de cada detenta.

A Defensoria argumentou que o ambiente carcerário impede a proteção à criança que fica com a mãe no presídio. O órgão também destaca que algumas mulheres são mantidas algemadas até durante o parto. Além disso, segundo a DPU, na maioria dos casos, as mulheres são presas por tráfico de drogas e, após longo período no cárcere, acabam condenadas apenas a penas restritivas de direito.

Ciberia // Agência Brasil

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA:

1 milhão de planetas habitáveis poderiam orbitar um buraco negro

De acordo com o astrofísico Sean Raymond, do Observatório de Bordéus, na França, um buraco negro supermaciço poderia, teoricamente, ter até 1 milhão de planetas potencialmente capazes de suportar vida orbitando suas proximidades.  Raymond calculou a …

Misterioso código 3D com que os incas se comunicavam é revelado

O Império Inca (1400-1532 dC) é uma das poucas civilizações antigas que falava em múltiplas dimensões. Em vez de palavras ou pictogramas, os incas utilizavam dispositivos de corda com nós, o quipo, para comunicarem complexas …

Cientistas descobrem como a água flui do sangue em direção ao cérebro

https://vimeo.com/275035420 A água não chega ao cérebro da maneira que pensávamos. Até agora, acreditava-se que a osmose regulava a forma como a água penetra o cérebro, mas o transporte de água osmótica não é suficiente para …

Mistério do animal que parecia um lobo é desvendado

O mistério chegou ao fim. Os resultados de DNA revelaram que o animal abatido em maio não é um lobo híbrido nem um lobisomem. Um fazendeiro, no estado de Montana, nos Estados Unidos, disparou sobre um …

Vício em videogame agora é um transtorno mental

A Organização Mundial de Saúde reconheceu na segunda-feira (18) o vício em videogame como um transtorno de saúde mental. Os gamers dormem pouco, pulam refeições e faltam ao trabalho. Para os peritos de classificação de doenças …

Novo estudo explica o que matou Bobby Kennedy

Robert F. Kennedy, senador e procurador-geral dos EUA, foi mortalmente baleado há precisamente 50 anos. Desde então, teorias sobre sua morte têm se multiplicado, mas um novo estudo – baseado nos cuidados médicos que recebeu …

Portugal é pressionado por Marrocos, mas vence com gol de Cristiano Ronaldo

Se Portugal for longe na Copa do Mundo, o país deverá agradecer a Cristiano Ronaldo. Nesta quarta-feira (20), logo no início do jogo, aos 4 minutos, CR7 mostrou vontade de fazer história e marcou de …

Ministro do Esporte: assédio a mulher na Rússia envergonhou o Brasil

O ministro do Esporte, Leandro Cruz da Silva, condenou nesta quarta-feira (20) o comportamento do grupo de brasileiros registrados, em vídeo, assediando uma mulher durante as comemorações da Copa do Mundo, na Rússia. O repúdio do …

Notícias falsas podem colocar as eleições em risco

A produção e a divulgação de notícias falsas, as chamadas fake news, podem colocar em risco o processo democrático, a ponto de resultarem na anulação de algum pleito, caso tenham influenciado significativamente o resultado final. A …

Homens em vídeo polêmico com mulher russa podem responder por crime no país

Brasileiros que aparecem em vídeos machistas podem responder por crime ainda na Rússia, onde foram gravadas as imagens. A jurista russa Alyona Popova fez uma denúncia e escreveu uma petição contra os atos por violência …