Talibã diz ter tomado último foco de resistência no Afeganistão

Nawid Tanha / Lusa

Talibãs clamam vitória no Vale do Panjshir, única província afegã que o grupo ainda não dominava. Líderes da resistência negam derrota e dizem que as forças de oposição seguem lutando.

Os talibãs anunciaram nesta segunda-feira (06/09) que tomaram o controle do Vale do Panjshir, ao norte de Cabul, último reduto de resistência anti-Talibã no Afeganistão e única província não tomada pelo grupo fundamentalista islâmico durante sua ofensiva no mês passado.

Testemunhas locais relataram, sob condição de anonimato, que milhares de combatentes talibãs invadiram oito distritos do Vale do Panjshir durante a madrugada.

“A província de Panjshir caiu completamente nas mãos do Emirado Islâmico do Afeganistão”, afirmou o porta-voz do Talibã, Zabihullah Mujahid, em mensagem no Twitter, acrescentando que alguns combatentes da resistência foram mortos em batalha, e outros fugiram.

“Com esta vitória e os mais recentes esforços, nosso país saiu do espiral de guerra, e nosso povo terá uma vida feliz em paz e liberdade em todo o país”, completou.

Em coletiva de imprensa em Cabul, o porta-voz disse ainda que o Talibã enviou seus militantes para “lutar” no Vale do Panjshir pois as forças de resistência locais “rejeitaram o diálogo”.

Mujahid garantiu à população de Panjshir – que em sua maioria é de etnia diferente dos talibãs e que resistiu ao grupo durante seu primeiro regime, entre 1996 e 2001 – que não haveria “ato discriminatório” contra os locais. “Eles são nossos irmãos e trabalharão juntos para um propósito comum e o bem-estar do país”, afirmou o porta-voz.

A resistência ao Talibã se formou nessa região logo após a tomada de poder em Cabul pelo grupo, em meados de agosto. Ela é liderada pelo vice-presidente do governo deposto, Amrullah Saleh, e por Ahmad Massoud, filho do lendário combatente anti-Talibã Ahmad Shah Massoud, morto dois dias antes dos ataques terroristas de 11 de Setembro nos Estados Unidos.

Imagens publicadas nas redes sociais mostram membros do Talibã em frente ao portão do complexo do governo em Bazarak, capital da província, após lutarem ao longo do fim de semana contra combatentes da chamada Frente de Resistência Nacional do Afeganistão (NRFA), liderada por Massoud. A veracidade das imagens não pôde ser confirmada.

Mais cedo, o Talibã afirmara que suas forças haviam chegado à capital Bazarak e capturado grandes quantidades de armas e munições.

Resistência diz que vitória é falsa

Ali Maisam Nazary, chefe de relações exteriores da NRFA, por sua vez, afirmou que a declaração de vitória do Talibã é falsa e que as forças de oposição seguem lutando. “Estamos presentes em todas as posições estratégicas ao longo do vale e continuamos a luta”, disse Nazary no Facebook.

No domingo, Massoud havia dito que a frente de resistência estava aberta a iniciar negociações de paz e apelou ao Talibã para que encerrasse sua ofensiva.

Em postagem no Facebook, o líder da NRFA afirmou que o grupo, que inclui ex-membros das forças de segurança afegãs e milícias locais, estaria preparada para parar de lutar se o Talibã encerrasse seus ataques. Mas não houve resposta dos talibãs.

O número exato de mortos nos combates no Vale do Panjshir não é conhecido, mas ambos os lados relataram vítimas. No domingo, a NRFA informou que seu principal porta-voz, Fahim Dashti, morreu durante os combates com os talibãs. Dashti havia sobrevivido ao ataque suicida que matou Ahmad Shah Massoud em 9 de setembro de 2001.

Província resistiu a ocupações

O Vale do Panjshir (“literalmente vale dos cinco leões”) tem representado um papel militar decisivo na história afegã, pois sua localização geográfica o isola quase inteiramente do resto do país. O único acesso é por uma estreita passagem criada pelo rio Panjshir, um gargalo fácil de defender militarmente.

A maior parte dos 150 mil habitantes da região é da etnia tadjique, enquanto os talibãs são majoritariamente pachtos.

O vale é, além disso, conhecido por suas esmeraldas, que no passado serviram para financiar a resistência contra os governantes. Antes da tomada do poder pelo Talibã, a província de Panjshir exigia insistentemente mais autonomia do governo central.

O vale preservou sua independência tanto durante a ocupação pela União Soviética (1980-1985) como no primeiro domínio talibã (1996-2001). Ao longo do governo sustentado pela Otan em Cabul de 2001 a 2021, ele era uma das regiões mais seguras de todo o país.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Revelada consequência grave da COVID-19 mais frequente do que se acreditava

Novo estudo revelou que os pacientes com COVID-19 que foram internados em unidades de terapia intensiva (UTI) têm mais possibilidade de desenvolver deficiências cognitivas contínuas. O estudo de quase 150 pacientes internados no início da pandemia …

Fundo de Bill Gates investe US$ 50 milhões em robôs agricultores que poupam água

A startup norte-americana Iron Ox recebeu um aporte de US$ 53 milhões (R$ 280,5 milhões) para melhorar sua tecnologia de robôs usados na agricultura e que consomem 90% menos água que plantações tradicionais. O dinheiro veio …

Bolsonaro pede à população que tome banho frio e evite elevador

O presidente Jair Bolsonaro pediu nesta quinta-feira (23/09) à população que tome banho frio e evite usar o elevador para economizar energia elétrica. "Aqui são três andares. Quando tem que descer, mesmo que o elevador esteja …

A incrível descoberta que indica presença humana nas Américas muito antes do que se pensava

Novas descobertas científicas apontam que humanos chegaram às Américas pelo menos 7 mil anos antes do que se estimava anteriormente. As pesquisas em torno do momento em que o continente americano passou a ser povoado a …

Mianmar: Justiça americana ordena quebra de sigilo do Facebook para investigar ameaças contra rohingyas

Um juiz americano ordenou ao Facebook que divulgue os arquivos de contas ligadas de membros do exército birmanês e de milícias budistas que perseguiram a minoria Rohingya em Mianmar. A decisão, que encontra resistência …

Eduardo Bolsonaro está com covid-19

O deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, está com covid-19. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (24/09) por vários sites brasileiros de notícias. O próprio Eduardo teria confirmado seu diagnóstico ao portal …

Covid: o que alta em internação de idosos revela sobre efetividade da vacina e 3ª dose

As últimas estatísticas de casos, internações e mortes por covid-19 no Brasil trazem uma conclusão importante: as vacinas funcionam e protegem contra as formas graves da doença, mas algumas pessoas mais vulneráveis realmente precisam tomar …

Líder separatista catalão Carles Puigdemont é detido na Itália

Carles Puigdemont, que foi presidente do governo regional catalão durante a declaração de independência frustrada de 2017, foi detido na ilha italiana da Sardenha (oeste) nesta quinta-feira (23) após quatro anos foragido da justiça …

Por que as drogas psicodélicas estão mais perto do mercado convencional

O aumento da permissão de uso de psicodélicos como terapia promete transformar a forma como vemos o extraordinário. Foi em 1971 que Rick Doblin usou LSD pela primeira vez. Era uma tarde de sábado na Flórida, em …

Covid-19: EUA autorizam 3ª dose da vacina da Pfizer para idosos e grupos de risco

Os Estados Unidos autorizaram nesta quarta-feira a aplicação de uma terceira dose da vacina contra a covid-19 da Pfizer para maiores de 65 anos, pessoas com alto risco de contrair uma forma grave da …