Terremoto na Nova Zelândia rachou o país em 6 pontos

Recente terremoto na Nova Zelândia levou à formação de seis novas falhas na zona norte da Ilha do Sul, mudando completamente o “equilíbrio” das forças tectônicas nesta parte do arquipélago.

“Parece que o terremoto elevou toda a costa norte da ilha, do cabo Campbell até os arredores da cidade de Kaikoura. As rochas da costa se moveram a uma distância significativa, cerca de um metro para cima e três para o lado”, diz Nikola Litchfield, geólogo da empresa GNS Science.

“Esta costa da Nova Zelândia é estruturada de forma extremamente difícil e agora estamos desesperadamente tentando descobrir se o terremoto libertou todos os pontos de tensão ou se ele criou novas fontes potenciais”, acrescenta Litchfield, citado pelo Live Science.

Na segunda-feira de manhã, a Ilha do Sul foi palco de um dos terremotos mais poderosos da sua história, que teve uma magnitude de 7,8 na escala de MMS e causou centenas de novos tremores, tsunamis, deslizamentos de terra e uma série de outros cataclismos.

Como resultado da tragédia, duas pessoas morreram e no norte da Ilha do Sul foi declarado estado de emergência relacionado com a destruição maciça de infraestrutura e entupimento de rios.

Os efeitos deste terremoto, ao contrário do desastre no Nepal, em abril do ano passado, que teve uma magnitude e mecanismo de natividade parecidos, foram poucos já que, no Nepal, mais de sete mil pessoas morreram e cerca de 6 mil nepaleses ficaram gravemente feridos.

Litchfield e vários outros geólogos sobrevoaram a ilha de helicóptero tentando avaliar a escala dos danos e descobrir como mudou a situação geológica no interior da Terra. Com a ajuda de fotos tiradas a uma grande altura da ponta norte da ilha, os pesquisadores compararam imagens de antes e depois do terremoto que atingiu a Ilha do Sul.

Verificou-se que esta série de abalos mudou fundamentalmente a estrutura do interior da Terra nesta parte da ilha.

De acordo com Litchfield, a ilha parecia desfigurada com seis novas “cicatrizes” — grandes falhas, quatro se deslocam para o mar e duas estão sobre a terra.

(dr) GNS Science

Um novo mapa revela as 6 "cicatrizes" do terremoto de dia 14 de novembro na Nova Zelândia

Um novo mapa revela as 6 “cicatrizes” do terremoto de dia 14 de novembro na Nova Zelândia

Em todas essas falhas, camadas de rochas se deslocaram em relação uma à outra por muitos centímetros, tanto para cima, quanto para baixo e também para os lados, mudando significativamente a forma de como as antigas “cicatrizes” tectônicas pressionavam umas contra as outras.

Agora, os cientistas estão explorando ativamente as novas falhas, tentando descobrir onde e quando o próximo terremoto pode ocorrer. Os geólogos estão planejando realizar uma expedição no mar perto da costa da Ilha do Sul, onde tencionam iluminar o fundo do Oceano Pacífico com a ajuda de sonares.

Os dados, que os cientistas esperam coletar, ajudarão a compreender o quão longe no mar seguem as quatro novas falhas e como elas afetam o “equilíbrio de forças” da quebra de Marlborough, localizada no centro da Nova Zelândia.

A quebra de Marlborough é um dos sistemas tectônicos mais complicados da Terra, onde as quatro grandes falhas são conectadas, ao longo das quais movem as placas tectônicas da Austrália e do Pacífico.

O estudo dos efeitos desse terremoto, como Litchfield espera, vai nos ajudar a entender como se comportará essa falha no futuro e qual ameaça ela representa para os moradores da Nova Zelândia.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …