Um enorme terremoto pode fazer Istambul desaparecer da face da Terra

Moyan Brenn / Wikimedia

Istambul, Turquia

Istambul, Turquia

Falando ao canal de TV Habertuk, o Ministro do Ambiente e Urbanismo da Turquia, Mehmet Ozhaseki, advertiu que um terremoto de grandes proporções pode destruir completamente a cidade de Istambul, uma das perólas turísticas do país.

“42% do território da Turquia está em uma zona de alta atividade sísmica. No entanto, a cidade de Istambul está sujeita a um risco maior porque há quatro falhas na crosta terrestre, cada um dos quais, de acordo com um recente estudos sismológicos, pode causar tremores, a qualquer momento”, diz Ozhaseki.

“Na opinião de sismólogos, até o ano de 2030, Istambul pode sofrer um terremoto de magnitude 7,5 pontos na escala Richter”, acrescenta o ministro, que também destacou a necessidade urgente de começar a trabalhar no reforço das bases de cerca de 6 ou 7 milhões de edifícios em todo o país.

“A maioria dos edifícios construídos depois de 1999 estão em bom estado, com bases sólidas, já que eles foram criados de acordo com as novas regras adotadas pelas autoridades turcas após o devastador terremoto perto de Istambul em 17 de agosto de 1999”, que levou com ele 18 mil vidas.

No entanto, em todo o país, há cerca de 15 milhões de edifícios construídos antes de 1999. Pelo menos metade deles, especialmente alguns arranha-céus, estão em alto risco em termos de ameaça sísmica. “Num futuro próximo, temos de começar a fortalecer as bases destes edifícios”, afirmou Ozhaseki.

O aviso do ministro turco surge depois de em outubro do ano passado o conceituado geofísico francês Xavier Le Pichon ter dito que era inevitável que nos próximos 30 anos um mega-terremoto iria arrasar Istambul.

Segundo Le Pichon, que dedicou os últimos 15 anos a estudar a falha geológica do mar de Mármara, que divide a parte asiática e a parte europeia da Turquia, o epicentro deverá ocorrer entre a cidade de Izmit, a cerca de 90 quilômetros de Istambul, e Silivri, que faz parte da capital turca.

“Haverá um terremoto muito forte e, se houver dois, como em 1766, vão acontecer com um intervalo de um ou dois meses. Se forem duas réplicas, terão uma magnitude de 7.2. Se for só um, terá uma magnitude de mais de 7.4”, sustenta o geofísico.

Mikenorton / Wikipedia

Falha Anatólia Norte e restantes falhas geológicas que cobrem a maior parte do território turco

Falha Anatólia Norte e restantes falhas geológicas que cobrem a maior parte do território turco

Esse não é o primeiro alerta de que pode ocorrer um terremoto de grandes dimensões na zona de Istambul nos próximos anos. Outros especialistas já fizeram avisos relativamente a essa hipótese, fruto do aumento da tensão na falha geológica Anatólia Norte.

Le Pichon repara que se tem andado a “varrer” o assunto para debaixo do tapete “devido a assuntos como os tumultos políticos e os conflitos regionais, mas o terremoto vai afetar Istambul e está a aproximar-se”, alerta.

A Turquia recebe cerca de 37 milhões de turistas por ano, a maioria deles em Istambul, hub de uma grande companhia aérea nacional e lar de grandes construções como a Mesquita Azul, a Catedral de Santa Sofia, o Palácio Dolmabahçe, entre outros.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Pessoas feias superestimam drasticamente suas aparências

Pessoas pouco atraentes parecem menos capazes de julgar com precisão sua própria atratividade, e tendem a superestimar sua aparência. Não faltam disparidades entre pessoas atraentes e pouco atraentes. Estudos mostram que os mais belos entre nós …

Noruega acusa Pequim de ciberataque contra serviços do governo

Pela primeira vez na história, o Serviço de Segurança Policial da Noruega (PST, na sigla em inglês) identificou a China como sendo responsável por um ataque hacker contra as autoridades do país nórdico. A agência de …

China supera marca de 1 bilhão de vacinas contra a covid-19 aplicadas

Quantia representa mais de um terço das doses aplicadas no mundo. Após início lento da imunização, autoridades chinesas querem vacinar completamente 40% da população até o final de junho. O número de doses de vacinas contra …

Brasileiros protestam no exterior contra Bolsonaro e gestão da epidemia

Dezenas de milhares de pessoas tomaram as ruas de várias capitais brasileiras neste sábado para protestar contra o presidente Jair Bolsonaro e sua gestão da pandemia, que já deixou mais de meio milhão de …

Relíquia do Jurássico: descoberto animal marinho cuja espécie vive há 180 milhões de anos

Um grupo de pesquisadores descreveu uma nova espécie de ofíuros – um animal marinho parecido com as estrelas-do-mar, que recebeu o nome de Ophiojura, informou nesta quinta-feira (17) Tim O’Hara, curador dos Museus Victoria (Austrália) …

Projeto de estrada cortando parque das cataratas de Iguaçu ameaça outras áreas de proteção pelo Brasil

Uma das paisagens naturais mais impressionantes do Brasil e reconhecida pela Unesco, o Parque Nacional do Iguaçu, que abriga as cataratas, no Paraná, pode ser cortado ao meio por uma rodovia asfaltada – em …

Por que a imunidade de rebanho está longe de ser realidade

Embora costume ser apresentada como simples cálculo matemático, alcançar a imunidade de rebanho não é tarefa fácil. Ela não só depende da infecciosidade das variantes, como da adoção de medidas sanitárias pela população. Apesar das campanhas …

Uso de maconha na adolescência pode atrapalhar o desenvolvimento do cérebro

O consumo de maconha pode ser prejudicial ao cérebro humano durante a adolescência, de acordo com estudo publicado na última quarta-feira (16). Segundo a pesquisa, realizada em regiões da Europa, o uso recreativo da planta pode …

EUA terão feriado para comemorar fim da escravidão

Data já celebrada na maioria dos estados vai se tornar feriado federal. O "Juneteenth" lembra dia em que os últimos escravos negros foram libertados no país, em 1865. Após aprovação pelo Congresso dos Estados Unidos na …

5 perguntas sobre os denisovanos, 'parentes' extintos dos humanos modernos que viveram na Terra há 50 mil anos

Desde que os primeiros vestígios dos denisovanos foram descobertos em 2008, os cientistas não descansaram tentando obter mais informações sobre eles. A tarefa, no entanto, não tem sido fácil, porque até agora só foram encontrados pequenos …