Testemunha diz que policiais mentiram em depoimento sobre crime no Butantã

A primeira testemunha do julgamento dos três policiais militares acusados do assassinato de Paulo Henrique Porto de Oliveira disse esta segunda-feira (13) que os acusados mentiram à polícia nos dois primeiros depoimentos prestados, dizendo que foram vítimas de confronto com a vítima.

Segundo o tenente Marco Aurélio Barberato Genghini, as imagens de câmeras de segurança obtidas pela investigação mostraram que Paulo estava rendido e desarmado no momento em que foi morto pelos policiais.

Paulo Henrique Porto de Oliveira foi morto no dia 7 de setembro de 2015, na região do Butantã, na zona oeste da capital paulista.

Policial da Corregedoria da Polícia Militar e responsável pela investigação, Genghini começou a ser ouvido pela juíza Giovanna Christina Colares por volta das 12h40 e prestou depoimento por quase duas horas. Ele confirmou que, no inquérito policial, pediu a prisão dos três acusados pelo crime.

Início

O julgamento dos três policiais militares teve início por volta do meio-dia, com a leitura silenciosa do processo pelos sete jurados. Duas mulheres e cinco homens compõem o júri popular que irá decidir se absolve ou condena os três policiais.

A decisão dos jurados só será conhecida após o depoimento das testemunhas de acusação e de defesa, o interrogatório dos três réus e os debates do promotor responsável pela acusação e dos advogados de defesa. Com isso, o julgamento poderá demorar dias.

No dia em que foi morto, Paulo estava com Fernando Henrique da Silva, 23 anos. Os dois foram mortos após roubarem uma moto e tentarem fugir dos policiais.

Imagens feitas pelo celular de uma testemunha mostraram um policial jogando Fernando de um telhado. Já uma câmera de segurança mostrou Paulo se entregando, desarmado e sendo colocado contra um muro, fora do alcance da câmera, momento em que foi morto.

O vídeo mostra ainda um dos policias pegando uma arma na viatura para forjar um confronto e justificar a morte do suspeito.

Julgamento

Os policiais respondem por homicídio doloso qualificado (com intenção de matar e por meio cruel, sem possibilidade de defesa da vítima), fraude processual, falsidade ideológica e porte ilegal de arma.

Os advogados de defesa disseram a jornalistas, antes do início do julgamento, que pretendem retirar as acusações de homicídio e de porte ilegal de armas de seus clientes, afirmando que as câmeras não conseguiram registrar o momento em que Paulo foi morto ao tentar retirar a arma de um de seus clientes.

Além disso, segundo a defesa, a arma retirada do veículo policial para ser colocada ao lado da vítima já morta para forjar a ocorrência de confronto era da própria vítima.

Acusação

Em entrevista à Agência Brasil no intervalo do julgamento, o promotor Rogério Leão Zagallo, responsável pela acusação, disse que pretende ouvir apenas uma testemunha de acusação (Genghini) e que sua acusação se baseará nas imagens obtidas pelas câmeras de segurança.

Perguntado sobre a intenção da defesa de desqualificar a acusação de homicídio, alegando que Paulo foi morto ao tentar retirar a arma de um policial, Zagallo respondeu que os policiais, em depoimentos anteriores, nunca cogitaram essa hipótese.

“Se essa fosse a verdade dos fatos, se essa justificativa pudesse ser encontrada na dinâmica desse homicídio, que para mim é uma execução, teria que ter sido dito desde o primeiro momento”, disse.

“O que se vê é uma reiterada justificativa de tentar justificar o injustificável. As imagens são claras e dizem que houve uma execução sem qualquer motivo razoável”, acrescentou.

Para ele, as diversas versões sobre o fato apresentadas pelos policiais durante as investigações ocorreram antes de que se tivesse conhecimento das imagens. “Posteriormente, quando surgiram as imagens e essas versões foram confrontadas e desmitificadas, eles acharam necessário para justificar o que fizeram, mentir”, disse.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Universidade egípcia expulsa aluna por abraçar o noivo (fora do campus)

A aluna abraçou o noivo quando o rapaz a pediu em casamento, mas o gesto, que não aconteceu no interior do campus, foi o suficiente para a jovem ser expulsa pela universidade. A universidade egípcia de Al …

Escultura “McJesus” provoca protestos em Israel

Uma escultura representando a figura de Ronald McDonald (da cadeia de fast food McDonald’s) crucificado, em uma exposição de arte em Israel, está provocando protestos da minoria cristã árabe no país. Centenas de cristãos árabes pediram …

Há uma espiral misteriosa na atmosfera de Vênus

A nave espacial não tripulada Akatsuki, do Japão, encontrou gigantescas estruturas espirais na atmosfera de Vênus, formadas por ventos polares e pela rápida rotação do planeta. A atmosfera de Vênus ganha atenção de astrônomos há quase …

Tem “barriga de cerveja”? Seu cérebro pode estar encolhendo

Uma equipe de pesquisadores britânicos concluiu que quem acumula mais gordura na zona do abdômen apresenta uma maior probabilidade de redução do cérebro e de aparecimento de demência. Com a linha da cintura em expansão, surgem …

Até os antigos egípcios faziam tarefa de casa

Uma tarefa de casa, escrita por uma criança do Antigo Egito, ficou preservada desde o segundo século a.C. – e as palavras podem parecer familiares até nos dias de hoje. Uma lição antiga preservada em uma …

Dinamarca avança com plano ambicioso de criar 9 ilhas na costa de Copenhague

O governo dinamarquês e a prefeitura de Copenhague, em conjunto com um gabinete de arquitectura e planejamento urbano, vão avançar com um ambicioso plano de criar nove ilhas na costa da capital do país. Um grandioso …

(cv) Euronews

Submarino alemão da Primeira Guerra Mundial aparece na costa da França

Os destroços de um submarino alemão da Primeira Guerra Mundial emergiram em uma praia de Wissant, no norte da França. Há décadas enterrada na areia, a carcaça enferrujada da embarcação naufragada em 1917 agora pode …

Não somos só o que comemos, “somos o que vemos” no dia a dia

No que diz respeito à saúde física, somos o que comemos. Mas e quanto à saúde mental? Segundo o médico David Fryburg, endocrinologista, somos o que vemos. Conforme aponta Fryburg, a comida é uma mistura complicada de fontes …

Detectados misteriosos sinais de rádio de galáxia a 1,5 bilhão de anos-luz

Uma equipe de cientistas do Canadá detectou sinais de rádio provenientes de uma galáxia a 1,5 bilhões de anos-luz de distância da Terra. As rajadas rápidas de rádio, impulsos de energia com duração de apenas alguns …

Companhia aérea portuguesa é a primeira a voar sem qualquer plástico a bordo

A companhia aérea portuguesa Hi Fly tornou-se a primeira do mundo a voar sem qualquer plástico a bordo. A viagem aconteceu no dia 26 de dezembro. De acordo com o comunicado da companhia, o voo teve origem em …