Todos os cometas no sistema solar podem ter nascido do mesmo lugar

NASA

O astrônomo Christian Eistrup, da Universidade de Leiden (Holanda), realizou uma análise química em 14 amostras de cometas, concluindo que elas possuem um padrão claro. Isso significa que todos os cometas do nosso sistema solar podem ter se originado da mesma localidade.

Para seu estudo, Eistrup se aproveitou de um modelo químico utilizado por seus colegas de Leiden para examinar a composição de discos protoplanetários, ou seja, discos de poeira em torno de estrelas jovens que podem formar planetas.

“Eu pensei que seria interessante comparar nossos modelos químicos com dados publicados sobre cometas. Fizemos algumas estatísticas para determinar se havia uma época ou local especial em nosso jovem sistema solar onde nossos modelos químicos atenderiam aos dados dos cometas”, explicou o astrônomo.

De fato, os resultados surpreenderam a equipe: não só os cometas compartilhavam semelhanças, como todos os 14 estudados mostraram a mesma tendência. “Houve um único modelo que melhor se adaptou a cada cometa, indicando assim que eles compartilham uma origem”, concluiu Eistrup.

Onde nascem os cometas?

Os cometas são objetos de compostos de gelo, poeira e pequenas partículas parecidas com rochas que viajam pelo nosso sistema solar. Mas de onde eles vêm? De acordo com o estudo, provavelmente se originaram em um algum lugar próximo ao nosso sol, quando este ainda era jovem e envolto em um disco protoplanetário.

O modelo sugere precisamente uma zona perto da estrela na qual o monóxido de carbono se torna gelo, relativamente longe do núcleo do sol. Nessa localização, a temperatura média é de menos 250 graus Celsius, tão frio que quase todas as moléculas são gelo.

“Pelos nossos modelos, sabemos que há algumas reações ocorrendo nessa fase de gelo – embora muito lentamente, em um período de 100.000 a 1 milhão de anos. Mas isso poderia explicar por que existem cometas diferentes com diferentes composições”, disse Eistrup.

Apesar de terem possivelmente a mesma origem, cometas podem acabar em rotas diferentes pelo sistema solar graças a interferências em seu caminho. “As órbitas de alguns desses cometas podem ser perturbadas – por exemplo, por Júpiter”, revela o pesquisador.

No futuro

É claro que a pesquisa vem com algumas ressalvas – embora a hipótese da origem única seja interessante, o estudo de apenas 14 cometas não pode garantir que isso seja verdade para todos. Próximos passos incluem estudar mais desses objetos e também o período no qual eles possivelmente nasceram, quando nossa estrela ainda era nova.

E tal pesquisa tem um potencial muito interessante: entender o nascimento de cometas pode nos ajudar a entender o próprio nascimento da vida na Terra.

Ainda não sabemos como a vida na Terra começou. Mas a química dos cometas pode levar à produção de moléculas orgânicas, incluindo alguns elementos fundamentais para a vida. E se o cometa certo atingir o planeta certo, com o ambiente certo, a vida poderia começar a crescer”, sugere Eistrup.

Um artigo sobre a pesquisa foi publicado na revista científica Astronomy & Astrophysics.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

MDZhB: a misteriosa rádio soviética que segue emitindo sinais e ruídos há quase 50 anos

Uma misteriosa estação de rádio segue ininterruptamente transmitindo somente ruídos estáticos interrompidos por sons robóticos há mais de quatro décadas. Conhecida como UVB-76 ou MDZhB, os sinais da rádio são transmitidos de dois diferentes pontos da …

Atmosfera da Terra primitiva pode ter sido tão tóxica quanto a de Vênus hoje

Pesquisadores tentaram reproduzir o equilíbrio delicado entre os gases que evaporaram do oceano de magma e a atmosfera que eles podem ter criado, e descobriram que esta seria fina e composta por dióxido de carbono …

Enorme monolito misterioso descoberto no deserto de Utah

Uma ocorrência totalmente comum. Você está em um helicóptero sobrevoando uma região remota do sul de Utah contanto cabras e bodes selvagens, quando de repente avista um monolito inexplicável saindo do solo. A KSL TV, relatou …

Funcionário de funerária é demitido após tirar selfie com corpo de Maradona

Foi demitido o funcionário da funerária responsável pelo velório do ex-jogador Diego Armando Maradona que tirou uma foto ao lado do caixão com o corpo do astro, enterrado nesta quinta-feira, dia 26, na Grande Buenos …

Museu de Londres reunirá relatos de sonhos de britânicos na pandemia

Projeto visa documentar mudanças no sono causadas pelo confinamento e pela crise gerada com a covid-19, além de coletar narrativas sobre o período para gerações futuras. Mudanças no sono aparentemente têm sido comuns durante a pandemia …

'O Gambito da Rainha': série da Netflix ignora sexismo no xadrez, diz ex-campeã

Existem várias cenas comoventes em O Gambito da Rainha, a série da Netflix que conta a história fictícia de Beth Harman, uma jovem prodígio do xadrez da década de 1960. Em uma delas, um jogador experiente …

Detectada "partícula fantasma" no Sol que confirma teoria da década de 1930

Uma equipe internacional de cientistas conseguiu, pela primeira vez, detectar diretamente a presença do ciclo carbono-nitrogênio-oxigênio (CNO) na fusão nuclear do Sol. Este ciclo representa uma das reações de fusão pelas quais as estrelas convertem hidrogênio …

Musk acertou? Tesla se aproxima dos US$ 500 bilhões de valor de mercado

Nesta segunda-feira (23), a Tesla atingiu o valor de mercado de US$ 498 bilhões. E isso em um momento em que não se sabe se a empresa vai conseguir atingir a sua meta de entregar …

Papai Noel é considerado 'trabalhador essencial' na Irlanda

Na mesma semana em que novas restrições de viagem foram colocadas em prática no Reino Unido e na Irlanda diante dos estragos causados pela segunda onda da pandemia de covid-19 na Europa, a Irlanda fez …

Especialistas da ONU advertem sobre viés racista em algoritmos

Os países devem fazer mais para combater o racismo, principalmente nos algoritmos de inteligência artificial utilizados para reconhecimento facial e controles policiais. Essas ferramentas podem reforçar discriminações, alertam especialistas da ONU. Segundo a especialista jamaicana …