Estrela se chocou com o Sistema Solar há 70 mil anos; e os efeitos perduram até hoje

University of Rochester

Conceito artístico da estrela de Scholz, estrela binária anã vermelha com sua companheira marrom, com o Sol ao fundo

De acordo com um estudo da Universidade Complutense de Madri, alguns objetos distantes em nosso sistema solar carregam a marca gravitacional do sobrevoo de uma pequena estrela, que ocorreu 70 mil anos atrás.

Nesta época, seres humanos modernos já caminhavam pela Terra, de forma que nossos ancestrais provavelmente viram a estrela no céu.

Em 2015, uma equipe de pesquisadores anunciou que uma anã vermelha nomeada “estrela de Scholz” aparentemente passou roçando pelo nosso sistema solar 70.000 anos atrás, chegando a menos de 1 ano-luz do sol.

Em comparação, o vizinho estelar mais próximo do sol atualmente, Proxima Centauri, fica a cerca de 4,2 anos-luz de distância.

Os astrônomos chegaram a essa conclusão medindo o movimento e a velocidade da estrela de Scholz, que viaja ao lado de uma companheira menor, uma anã marrom, e extrapolando esses números até o passado. O estudo foi publicado no mês passado nos Monthly Notices, da Royal Astronomical Society.

A estrela de Scholz passou pelo sistema solar numa época em que os primeiros humanos e os neandertais compartilhavam a Terra. A estrela provavelmente pareceu uma leve luz avermelhada para quem olhou para cima na época.

José A. Peñas / SINC

Num tempo em que os humanos modernos e os neandertais compartilhavam a Terra, a estrela de Scholz passou roçando nosso sistema solar, chegando a menos de 1 ano-luz do Sol.

O novo estudo reforça a análise de 2015 com um tipo diferente de evidência. A equipe, liderada pelo pesquisador Carlos de la Fuente Marcos, analisou 339 corpos conhecidos do sistema solar com órbitas hiperbólicas – caminhos em forma de V, em vez de circulares ou elípticos.

Objetos em órbitas hiperbólicas podem teoricamente ter vindo do espaço interestelar, assim como Oumuamua, o primeiro visitante do nosso sistema solar conhecido. Mas também podem ser objetos nativos do nosso próprio sistema solar que adquiriram órbitas estranhas através de interações gravitacionais com o sol ou com algum planeta.

Os objetos da nuvem de Oort – um anel gelado que abriga trilhões de cometas – podem até ter suas órbitas “perturbadas” pelo disco da Via Láctea ou por estrelas errantes que chegam perto demais deles.

Os pesquisadores utilizaram simulações numéricas para calcular os radiantes, ou as posições no céu a partir das quais todos esses objetos hiperbólicos parecem vir.

“Em princípio, seria de se esperar que essas posições fossem distribuídas uniformemente no céu, particularmente se esses objetos viessem da nuvem de Oort. No entanto, o que encontramos foi muito diferente: um acúmulo estatisticamente significativo de radiantes. A pronunciada superdensidade parece projetada na direção da constelação de Gêmeos, o que se encaixa na passagem próxima da estrela de Scholz”, disse Marcos.

Oumuamua não está entre o grupo de Gêmeos, então esse objeto bizarro parece realmente ter vindo de outro sistema estelar. Os pesquisadores também notaram que outros oito corpos podem ser intrusos interestelares, incluindo o cometa ISON, que passou próximo do sol em novembro de 2013.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Polônia é multada em € 1 milhão por dia por desobedecer decisão judicial da UE

A Polônia foi condenada nesta quarta-feira (27) a pagar para a Comissão Europeia, órgão Executivo do bloco, uma multa diária de € 1 milhão por não ter encerrado as atividades da câmara disciplinar da …

Startup ajuda pequenas empresas a monitorarem vacinação dos funcionários

A startup brasileira White Tents lançou uma versão em formato freemium — isto é, gratuita mas com alguns recursos pagos — de sua plataforma digital para pequenas empresas que queiram monitorar a vacinação de até …

Argentina vacinará brasileiros na região de fronteira e turistas estrangeiros menores de 18 anos

O governo argentino anunciou uma nova flexibilização para a entrada de estrangeiros no país, a vacinação de turistas menores de 18 anos e de cidadãos de países vizinhos que atravessarem a fronteira por via …

CPI da Pandemia conclui trabalhos e pede o indiciamento de Bolsonaro

Senadores aprovam relatório sobre atuação do governo na crise do coronavírus que propõe punição de 78 pessoas e duas empresas, após seis meses de depoimentos, coleta de provas e repercussão na mídia. A CPI da Pandemia …

Sinais de possível 1º exoplaneta fora da Via Láctea são detectados

Pela primeira vez na história, é possível que os cientistas tenham descoberto um planeta em outra galáxia. O possível exoplaneta recebeu o nome de M51-ULS-1 e se encontra a 28 milhões de anos-luz de distância na …

China vai vacinar crianças a partir de três anos contra a covid-19

Imunizantes aprovados são das farmacêuticas chinesas Sinopharm e Sinovac, fabricante da Coronavac. País será um dos primeiros a começar a vacinar essa faixa etária. No total, China já vacinou 76% da população. Ao menos cinco províncias …

"Bolsonaro ignora todas as necessidades culturais dos brasileiros", diz Gilberto Gil à revista Télérama

A imprensa francesa desta segunda-feira (25) destaca o show de Gilberto Gil nesta noite na Filarmônica de Paris. O músico brasileiro conversou com o jornal Le Monde e com a revista Télérama. "Gilberto Gil", embaixador …

"Peças extraordinárias" achadas na Indonésia podem ser da lendária "ilha do Ouro"

Tesouros no valor de milhões de dólares encontrados nos últimos cinco anos ao longo do rio Musi podem ser do antigo império malaio Serivijaia, na ilha de Sumatra, que por 300 anos dominou as rotas …

Pandemia de Covid-19 vai acabar "quando o mundo decidir acabar com ela", diz diretor da OMS

A pandemia de Covid-19 vai acabar "quando o mundo decidir acabar com ela", disse neste domingo (24) o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Ghebreyesus. O representante da ONU discursou na abertura …

Google está “criando Deus”, alerta ex executivo da Google

Segundo um ex-executivo do Google, a singularidade está chegando. E, segundo ele isso representa uma grande ameaça para a humanidade. Mo Gawdat, ex-diretor de negócios da organização moonshot do Google, que na época se chamava Google …