Tribunal proíbe Trump de bloquear críticos no Twitter

Uma corte de apelações dos Estados Unidos determinou nesta terça-feira (09/07) que o presidente Donald Trump não tem o direito de bloquear usuários em sua conta do Twitter, considerando a ação “inconstitucional”.

Em uma decisão unânime de um painel de três juízes do Segundo Circuito da Corte de Apelações do país, com base em Nova York, e divulgada em seu site, o magistrado Barrington Parker declarou que sua conclusão se baseia na primeira emenda da Constituição dos EUA, que garante a liberdade de expressão.

“A primeira emenda não permite que um funcionário público que utiliza redes sociais com fins oficiais exclua pessoas de um diálogo aberto na internet pelo fato de que tenha expressado opiniões com as quais o funcionário não esteja de acordo”, afirmou Barrington.

Além disso, ressaltou que o governo do país e seus representantes são objeto na atualidade de um “debate aberto e robusto”, e disse que, embora frequentemente estas discussões possam ser “incômodas e desagradáveis”, são “algo bom no final das contas”.

A resolução foi tomada depois que vários usuários do Twitter e o Instituto Knight para a Primeira Emenda da Universidade de Columbia (Nova York) apresentaram um processo em julho de 2017 contra o presidente Trump por bloqueá-los no Twitter por causa de comentários críticos.

Os denunciantes argumentavam que o governante utiliza sua conta pessoal para divulgar informação oficial do governo, razão pela qual suas mensagens deveriam ser acessíveis a todo o mundo.

O diretor do Instituto Knight, Jameel Jaffer, afirmou que a sentença “assegurará que não se exclua pessoas deste tipo de fóruns simplesmente por terem opiniões e que os funcionários públicos não transformem estes espaços digitais em uma sala insonorizada“.

“Ajudará a assegurar a integridade e a vitalidade de espaços digitais, que são cada vez mais importantes na nossa democracia”, acrescentou.

A conta do Twitter do presidente Trump acumula quase 62 milhões de seguidores e é utilizada pelo governante com frequência para anunciar novas políticas ou expressar opiniões que influenciam o fluxo de notícias do dia, e que recebem milhares de respostas.

Diante dessa denúncia, a equipe legal de Trump havia afirmado que o presidente usava a conta apenas a título pessoal e que, portanto, teria o direito de bloquear quem quisesse pela razão que considerasse oportuna.

Com esta decisão, o tribunal de apelações ratifica uma sentença ditada por uma corte em maio de 2018, após o que a Casa Branca desbloqueou os denunciantes, mas não outros usuários que não faziam parte da ação legal.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Ter um cachorro pode te ajudar a viver mais, aponta estudo

Nos últimos anos diversas pesquisas apontaram as vantagens de se ter um cachorro em casa. Nossos fiéis amigos de quatro patas são muito mais do que companheiros, mas podem nos ajudar a viver mais. É …

Desde 1970 a NASA sabe que existe vida em Marte, diz ex-engenheiro da agência

Em um artigo publicado na terça-feira (15) na revista Scientific American, Gilbert Levin, um ex-engenheiro da NASA que trabalhou nas missões Viking, faz uma afirmação polêmica: a de que, desde a década de 1970, a …

Brexit: União Europeia e Reino Unido anunciam um acordo em Bruxelas

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson anunciou na manhã desta quinta-feira (17) que encontrou um "excelente novo acordo" para o Brexit com a União Europeia, a poucas horas da cúpula da UE para selar a saída …

Câmara dos EUA condena retirada militar do norte da Síria

Por 354 votos a 60, deputados rejeitaram decisão de Trump de abandonar forças curdas que lutavam ao lado dos EUA. Resolução contou com apoio de mais da metade da bancada republicana. A Câmara de Representantes dos …

Vacina contra o câncer de mama pode estar disponível em 8 anos, diz a Clínica Mayo

Pesquisadores da Clínica Mayo desenvolveram uma vacina contra o câncer ovário e de mama que poderia estar disponível dentro de apenas oito anos. A ideia da vacina é estimular o próprio sistema imunológico dos pacientes a …

Líder de Hong Kong abandona discurso no Parlamento após protestos

Parlamentares pró-democracia forçam Carrie Lam a interromper pronunciamento anual. Sem conseguir completar fala, chefe do Executivo faz discurso sobre futuro político da região administrativa especial da China em vídeo. A chefe do Executivo de Hong Kong, …

Barcelona se prepara para novos protestos, depois de noite tensa em aeroporto

A Catalunha se prepara para um novo dia de indignação, depois que milhares de ativistas pela independência cercaram o aeroporto de Barcelona, na segunda e terça-feira, para denunciar a condenação de seus líderes a sentenças …

Erdogan acusa militares sírios de bombardear posições turcas

Dois soldados turcos foram mortos na área de Manbij pelo Exército do governo sírio, disse o presidente turco Recep Tayyip Erdogan. No dia anterior foi noticiada a morte de mais dois soldados turcos durante um ataque …

Operação da PF amplia briga interna no PSL

A disputa pública pelo comando do PSL, o partido do presidente Jair Bolsonaro, ganhou um novo capítulo nesta terça-feira (15/10) quando agentes da Polícia Federal (PF) realizaram uma operação de busca e apreensão na casa …

Cidade na Itália proíbe Google Maps porque pessoas 'se perdem' o tempo todo

Serviços de emergência de Baunei já tiveram que resgatar 144 perdidos em dois anos devido ao Google Maps. O prefeito da cidade italiana de Baunei, Salvatore Corrias, proibiu o uso do aplicativo de localização geográfica Google …