Trump está proibido de bloquear pessoas no Twitter

Gage Skidmore / Flickr

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump

O presidente dos Estados Unidos está proibido de bloquear internautas no Twitter. A decisão é de uma juíza federal, que considera: Trump viola a primeira emenda da Constituição.

Uma juíza federal norte-americana proibiu, nesta quarta-feira (23), o presidente Donald Trump de bloquear internautas que são críticos em relação ao seu governo no Twitter. De acordo com Naomi Reice Buchwald, Trump viola a primeira emenda da Constituição: a liberdade de expressão.

“Como nenhum funcionário do governo está acima da lei, devemos presumir que o presidente e seu diretor de redes sociais, Dan Scavino, vão remediar o bloqueio que consideramos inconstitucional”, escreveu a magistrada no seu parecer de 75 páginas.

A juíza considerou que os utilizadores afetados foram “indiscutivelmente bloqueados como resultado de uma discriminação de ponto de vista”, o que é “inadmissível”. A decisão resulta de uma ação movida por um grupo de utilizadores da rede social que foram bloqueados pelo perfil de Donald Trump após terem criticado o governante.

Os utilizadores afetados alegaram que, como Trump usa o Twitter para uma série de anúncios políticos, sua conta particular é uma espécie de “fórum público” que não pode excluir pessoas em prol das suas próprias opiniões políticas.

A juíza acatou o argumento, e acrescentou que, mesmo que o presidente norte-americano tenha certos direitos de liberdade de expressão, não pode violar os direitos dos outros utilizadores.

“Embora tenhamos que reconhecer os direitos pessoais da Primeira Emenda, que também são sensíveis, do próprio presidente, ele não pode exercer esses direitos de forma a infringir esses mesmos direitos àqueles que os criticaram”, referiu a magistrada.

Nem a rede social nem a Casa Branca comentaram a decisão. O uso das redes sociais se tornou uma das principais excentricidades de Donald Trump, que fez do seu perfil no Twitter uma fonte de informação onde anunciou medida políticas do seu governo e mudanças no seu gabinete – além de insultar líderes de outros países.

Os escritores Stephen King e Anne Rice, a comediante Rosie O’Donnell, a modelo Chrissy Teigen, a atriz Marina Sirtis e o comitê de ação política dos militares veteranos VoteVets.org são algumas das pessoas que Trump bloqueou no Twitter.

A conta do presidente conta com mais de 52 milhões de seguidores.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Ministra da Saúde de Macron vai disputar prefeitura de Paris em batalha de mulheres

O partido presidencial francês e seus aliados centristas encontraram neste domingo (16) na ministra da Saúde, Agnès Buzyn, 58, a sucessora ideal para Benjamin Griveaux. O candidato de Emmanuel Macron ao cargo de prefeito de …

Organização vende suposto DNA de Donald Trump e outros líderes globais

Nesta sexta-feira, uma organização chamada Earnest Project passou a oferecer a chance de possuir amostras de DNA de alguns líderes mundiais e outras celebridades. O grupo alega que coletou clandestinamente itens descartados pelos participantes do Fórum …

Tribunal alemão suspende derrubada de floresta para fábrica da Tesla

Justiça ordena que gigante americana interrompa corte de árvores nos arredores de Berlim enquanto analisa pedido de associação ambiental. Empresa de Elon Musk planeja construir ali sua primeira "gigafábrica" da Europa. Um tribunal na Alemanha determinou …

Satélites podem facilmente ser manipulados por hackers, alerta pesquisador

Talvez você já esteja por dentro da confusão toda em relação aos problemas que os satélites Starlink, da SpaceX, estão causando na comunidade astronômica. Os relativamente poucos satélites lançados (cerca de 240, como parte de um …

Na Índia, campanha faz semáforo voltar ao vermelho se os motoristas buzinarem demais

Se a Índia é um país famoso por sua religiosidade, sua culinária, suas belezas naturais e, sendo o segundo país mais populoso, por ser a maior democracia por eleitorado do mundo, ela também carrega a …

Secularismo e tolerância a minorias predizem a prosperidade de um país

Pesquisadores da Universidade de Bristol e Universidade do Tennesse analisaram dados de quase 500 mil pessoas de 109 países e concluíram que mudanças na cultura geralmente vêm antes da melhora na riqueza, educação e democracia. Os …

Estudo: declínio de abelhas se aproxima da extinção em massa

De acordo com um novo estudo liderado por cientistas da Universidade de Ottawa (Canadá), a probabilidade de uma população de abelhas sobreviver em qualquer lugar diminuiu 30% no curso de uma geração humana. Os pesquisadores sugerem …

Pesquisador diz ter descoberto droga capaz de apagar memória ruim de separação amorosa

Um pesquisador de Montreal, no Canadá, diz ter encontrado uma maneira de acabar com o sofrimento causado por uma separação traumática — ele "edita" as memórias dolorosas usando um betabloqueador e sessões de terapia. Alain Brunet …

Documento revela que Facebook poderia ter virado uma "Wikipédia da vida privada"

Steven Levy, conhecido editor da Wired, conseguiu colocar as mãos em algo que ele talvez nunca imaginou encontrar: um diário de Mark Zuckerberg, CEO e fundador do Facebook, datado de 2006 e que mostra algumas …

Missão suicida: satélite queimará na atmosfera da Terra, mas por uma boa causa

Na próxima semana, a Agência Espacial Europeia (ESA) vai destruir um satélite, lançando-o em direção à atmosfera da Terra, só para vê-lo queimar durante a reentrada. Sim, tudo de propósito. Trata-se de um experimento muito …