Ex-agente da CIA quer comprar o Twitter; e seu único objetivo é banir Trump da rede social

redmaxwell / Flickr

Valerie Plame Wilson, ex-agente da CIA, quer comprar o Twitter para banir Trump

Valerie Wilson tenta angariar 1 bilhão de dólares para comprar uma posição maioritária na rede social. “É um pequeno preço para retirar de Trump o seu megafone mais poderoso e prevenir uma horrífica guerra nuclear”, explicou.

Valerie Plame Wilson, uma antiga agente da CIA, criou uma campanha de crowdfunding para angariar 1 bilhão de dólares (cerca de R$ 3,1 bilhões) para comprar o Twitter. O único objetivo é impedir que Donald Trump possa usar a rede social.

Na página da iniciativa (“Vamos comprar o Twitter e banir o Trump”) a antiga agente justifica a iniciativa: “Donald Trump tem feito muitas coisas horríveis no Twitter”.

“Desde encorajar supremacistas brancos a promover a violência contra jornalistas, seus tweets prejudicam o país e colocam as pessoas em perigo. Mas ameaçar com uma guerra nuclear com a Coreia do Norte eleva tudo a um novo nível perigoso. Está na hora de desligá-lo”, defende.

Wilson acusa o Twitter de ignorar suas próprias normas de conduta, resistindo a cancelar a conta do presidente dos EUA. “A boa notícia é que podemos tomar essa decisão por eles”, afirma. Para a ex-agente da CIA, 1 bilhão de dólares é “um pequeno preço a pagar para retirar de Trump o seu megafone mais poderoso e prevenir uma horrífica guerra nuclear”.

Entretanto, é tudo mais fácil dito do que feito. No meio da tarde desta quinta-feira (24), uma semana depois de a campanha ter sido criada, Wilson tinha angariado pouco mais de 41 mil dólares, resultado da doação de cerca de 1.250 pessoas.

A quantia de 1 bilhão dólares fariam dela a maior acionista do Twitter, colocando-a numa boa posição para influenciar a empresa, mas seria necessário seis vezes mais para ter a maioria do capital. Caso o objetivo não seja atingido, o dinheiro será doado à Global Zero, uma ONG que luta pelo desarmamento nuclear.

Em declaração por e-mail, a porta-voz da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders, qualificou a iniciativa como “uma tentativa ridícula” de condicionar a liberdade de expressão de Trump e “uma expressão de ódio e intolerância”.

Valerie Wilson ficou famosa em 2003 quando um responsável da administração Bush revelou a um jornalista sua identidade como agente da CIA.

O ato foi visto como uma retaliação pelo marido de Valerie, um diplomata chamado Joe Wilson, que escreveu um artigo de opinião no New York Times, no qual alega que a administração do presidente George W. Bush manipulou informações de relatórios sobre a existência de armas de destruição em massa no Iraque, de forma a justificar a invasão.

O caso inspirou o filme “Jogo de Poder”, com Naomi Watts na pele da agente e Sean Penn no do diplomata.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Nokia é a marca de Android mais durável e segura, aponta pesquisa

A Counterpoint Research divulgou um novo relatório sobre o índice de confiabilidade das fabricantes de smartphones e destacou o desempenho da HMD/Nokia, que liderou o ranking pelo segundo ano. Em resumo, a empresa foi a …

Rejeição à França aumenta no mundo islâmico

Após governo Macron sair em defesa do secularismo e iniciar ofensiva contra o islã radical, líderes como o presidente turco Erdogan passam a insuflar suas populações como forma de distração de problemas internos. Na esteira do …

Meteoro explode no céu e causa tremor em cidades da Bahia

Um meteoro brilhou nos céus de algumas cidades da Bahia nesta segunda-feira (26). O bólido (nome que recebem os meteoros que explodem na atmosfera terrestre tornando-se extremamente brilhantes), foi detectado e registrado por câmeras de …

O salmão consumido no Brasil está acabando com a costa chilena

Comer em um rodízio de japonês pode soar como uma ótima ideia para quem gosta das iguarias orientais. O que muita gente não sabe é que o salmão comprado como matéria prima em restaurantes do …

Motor nuclear projetado para NASA poderá transportar humanos para Marte em apenas 3 meses

A NASA tem como meta enviar a primeira tripulação humana para Marte em 2030, e certa inovação poderá fazer a jornada de mais de 64 milhões de quilômetros em apenas três meses, em vez de …

Imunidade ao coronavírus 'diminui rapidamente' em assintomáticos, diz estudo britânico

Um estudo britânico publicado nesta terça-feira mostra que a imunidade adquirida por pessoas curadas do novo coronavírus "diminui muito rapidamente", especialmente em pacientes assintomáticos e, em certos casos, pode durar apenas alguns meses. O trabalho …

Senado dos EUA aprova indicada de Trump para Suprema Corte

A poucos dias das eleições americanas, Amy Barrett é confirmada para a vaga por 52 votos a 48. Conservadora e católica devota, ela substitui Ruth Bader Ginsburg, uma das mais célebres figuras progressistas do tribunal. O …

NASA descobre grandes quantidades de água em cratera iluminada na Lua

Nesta segunda-feira (26), a NASA revelou os resultados de dois estudos que trouxeram novas descobertas sobre a Lua: dados obtidos pelo observatório aéreo Stratospheric Observatory for Infrared Astronomy (SOFIA) confirmam, pela primeira vez, que existe …

Ciclone no litoral brasileiro pode causar tempestades em 9 estados

Um ciclone no litoral brasileiro já está causando graves chuvas em diversas regiões do Brasil e seus impactos podem causar tempestades em 9 estados. O Instituto Nacional de Metereologia (Inmet) emitiu sinal de alerta para diversas …

Processo contra o Google nos EUA pode afetar o modo como você usa seu celular

Na última terça-feira (23), o Departamento de Justiça dos EUA entregou um "presente de Halloween" pouco agradável ao Google: um gigantesco processo antitruste, acusando a empresa de práticas que eliminam a competição nos mercados de …