Trump escreve no Twitter que Lua faz parte de Marte

Max Goldberg / Wikipedia

O presidente dos EUA, Donald Trump

Parece que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está um tanto quanto confuso com relação às atuais investidas de seu país na exploração espacial. Na verdade, a confusão vai além: Trump também disse, no Twitter, que a nossa Lua faz parte de Marte.

Em tweet publicado nesta sexta, Trump diz: “Por todo o dinheiro que estamos gastando, a NASA NÃO deveria estar falando sobre ir à Lua — fizemos isso há 50 anos. Eles deveriam estar focados em coisas muito maiores, incluindo Marte (do qual a Lua faz parte), Defesa e Ciência!”.

Em um único tweet, o presidente da nação mais poderosa do mundo no que diz respeito à exploração espacial cometeu duas gafes: a primeira, de não entender que o retorno à Lua justamente faz parte dos planos de ir a Marte; a segunda, de afirmar que a Lua, que orbita a Terra, faz parte de Marte.

Em sua confusão com relação à Lua fazer parte de Marte, talvez o presidente dos EUA tenha querido dizer que explorar a Lua é parte da futura exploração marciana. Mas, se foi este o caso, por que dizer que a NASA não deveria “estar falando sobre ir à Lua”?

Ainda, o tweet de hoje entra em contradição com outra publicação do presidente na mesma rede social, feita no final de maio, em que ele diz o seguinte: “Sob minha administração, estamos restaurando a NASA para a grandeza e estamos voltando para a Lua, depois para Marte. Estou atualizando meu orçamento para incluir um adicional de US$ 1,6 bilhão para que possamos retornar ao espaço de forma GRANDIOSA!

O programa Moon to Mars é o que prevê o estabelecimento da presença constante de humanos na Lua e em sua órbita, com a estação orbital lunar Gateway fazendo parte dos planos.

A partir daí, os futuros voos tripulados rumo ao Planeta Vermelho acontecerão — então explorar a Lua com mais afinco agora é justamente uma das etapas mais importantes para que possamos levar astronautas a Marte na década de 2030.

Além disso, a ida de novos astronautas à Lua depois de 50 anos do programa Apollo, o novo programa chamado Artemis, se tornou uma prioridade máxima da NASA justamente por conta de pressão do próprio governo do país.

O vice-presidente Mike Pence foi quem anunciou, meses atrás, que a agência espacial precisaria antecipar os planos de levar uma nova tripulação à Lua de 2028 para 2024. Ainda que Pence tenha sido o maior responsável pela mudança de cronograma do programa Artemis, Trump apoiou o pedido de orçamento revisado quando este foi enviado ao Congresso no mês passado.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA acusam China de exportar drones autônomos letais para o Oriente Médio

O exército hi-tech de autômatos letais, antes uma visão do futuro, já é uma realidade e está em pleno curso, inclusive com comércio dessa nova tecnologia em andamento. Isso é o que diz o secretário de …

Um simples exame de sangue já pode prever câncer de mama 5 anos antes de se manifestar

O câncer de mama é o segundo mais comum no mundo, e também o que mais mata mulheres. No entanto, o grande paradoxo é que, enquanto a doença é a responsável por uma das principais …

Evo Morales renuncia à presidência da Bolívia

Após convocar novas eleições, líder esquerdista cede à pressão das Forças Armadas e da polícia, entregando o cargo "para que meus irmãos não sejam ameaçados". Vice e outras autoridades também se demitem. O presidente da Bolívia, …

Pesquisadores descobrem a primeira nova cepa de HIV em quase duas décadas

Um estudo dos Laboratórios Abbott e da Universidade do Missouri (EUA) detectou a primeira nova cepa de HIV em 19 anos, desde que as diretrizes para classificação de subtipos foram estabelecidas em 2000. A cepa faz …

Google, Facebook e Microsoft propõem que Pentágono controle inteligência artificial

Microsoft, Google e Facebook estão pedindo para que Washington assuma controle sobre o desenvolvimento da inteligência artificial. Dois gigantes do Vale do Silício do GAFAM, Google e Facebook, juntos com a Microsoft, exortam, através de seu …

Georg Elser, o lobo solitário que quase matou Hitler

Em 8 de novembro de 1939, um carpinteiro alemão por pouco não mudou o rumo da história. Mas ditador nazista escapou do atentado preparado por ele em Munique. Passaram-se décadas até Elser ser reconhecido. Consta que …

Pela primeira vez, Brasil apoia embargo dos EUA a Cuba na ONU

Pelo 28º ano consecutivo, o embargo dos EUA imposto a Cuba há quase seis décadas foi condenado nesta quinta-feira (7) por uma esmagadora maioria na Assembleia Geral da ONU, onde a resolução cubana obteve 187 …

Inteligência artificial resolveria problema de Isaac Newton do século XVII

Um algoritmo astronômico descoberto por pesquisadores no Reino Unido resolveu um dos problemas que ninguém conseguiu solucionar desde Newton. A inteligência artificial (IA) poderia permitir que cientistas britânicos encontrassem uma solução em menos de um segundo …

O universo pode ser um loop gigante

Segundo um novo estudo liderado pelos cosmólogos Eleonora Di Valentino, da Universidade de Manchester (Reino Unido), Alessandro Melchiorri, da Universidade de Roma “La Sapienza” (Itália) e Joseph Silk, da Universidade Johns Hopkins (EUA), o nosso …

Macron afirma que Otan está em estado de "morte cerebral"

Em uma entrevista publicada nesta quinta-feira (07/11) pela revista The Economist, o presidente da França, Emmanuel Macron, afirmou considerar que a Otan está em situação de "morte cerebral". A opinião foi prontamente rebatida pela chanceler …