Donald Trump perdoa Steve Bannon e outros aliados

Don Irvine Photos / Flickr

Steve Bannon, principal estratega e conselheiro do Presidente dos EUA Donald Trump

Nas suas últimas horas no cargo, o presidente dos EUA concede perdão a vários aliados e também políticos condenados por corrupção. Entre os perdoados está seu ex-estrategista-chefe.

O presidente dos EUA, Donald Trump, usou suas últimas horas no cargo para derrubar condenações e sentenças de prisão de vários políticos e empresários acusados de corrupção e outros crimes, concedendo dezenas de perdões presidenciais e comutando penas.

O mais famoso entre os perdoados é o seu ex-estrategista-chefe Steve Bannon, que recebeu um perdão presidencial antes mesmo de ser julgado, como confirma um comunicado da Casa Branca desta quarta-feira (20/01).

Bannon, de 66 anos, foi um dos principais conselheiros de Trump na campanha presidencial vitoriosa de 2016. Ele é acusado de desvio de fundos que foram angariados para a construção do muro na fronteira entre os Estados Unidos e o México, uma das promessas de campanha de Trump.

Steve Bannon está sendo perdoado por Trump por fraudar os próprios apoiadores de Trump que pagaram por um muro que Trump prometera que o México pagaria”, comentou o deputado democrata Adam Schiff. “Graças a Deus que são apenas mais 12 horas com esse bando de ladrões.”

De forma incomum, Bannon, que foi preso em agosto, recebeu o perdão antes mesmo de ser julgado pela Justiça. O julgamento deverá começar em maio. Normalmente, presidentes concedem perdão a pessoas já condenadas. De acordo com o New York Times, Trump tomou a decisão de perdoar o seu antigo conselheiro no último minuto, depois de falarem ao telefone.

Longa lista de perdoados

Ao todo, Trump perdoou 73 pessoas e comutou a pena de outras 70, comunicou a Casa Branca. Eles se somam os vários perdões concedidos ao longo do ano passado, incluindo ex-aliados como Michael Flynn, Paul Manafort, Roger Stone, George Papadopoulos e Alex Van Der Zwaan.

A lista de perdoados desta quarta inclui um dos principais angariadores de fundos da campanha de Trump em 2016, Elliott Broidy, que foi processado por uma campanha de lobby ilegal, e o rapper americano Lil Wayne, que se declarou culpado no mês passado de uma acusação de posse de arma, pela qual enfrentou até dez anos de prisão.

Entre os perdoados estão ainda os ex-deputados republicanos Rick Renzi, do Arizona, que foi condenado a três anos de cadeia em 2013 por corrupção, Robert Hayes, da Carolina do Norte, que se declarou culpado de mentir ao FBI em 2019, e Randall Cunningham, da Califórnia, que se declarou culpado, em 2005, de receber propinas no valor de 2,4 milhões de dólares em contratos militares.

Trump também comutou a pena do democrata Kwame M. Kilpatrick, um ex-prefeito de Detroit que foi condenado em 2013 por corrupção.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Em pior momento da pandemia, Bolsonaro critica 'mimimi' e diz que brasileiro tem que enfrentar vírus

Um dia após o registro de novo recorde diário de mortes pela covid-19 no país, o presidente Jair Bolsonaro deu uma série de declarações dando a entender que o choro pelas vítimas é "frescura" e …

89% dos norte-americanos veem a China como inimiga ou concorrente

A maioria dos norte-americanos não vê a China como parceira e expressa preocupações crescentes sobre o histórico de direitos humanos e as práticas econômicas de Pequim, revelou uma nova pesquisa do Pew Research Center nesta …

Governadores pedem a Bolsonaro maior esforço por vacinas

Em meio ao pior momento da epidemia de covid-19 no Brasil, os governadores de 14 estados brasileiros enviaram nesta quinta-feira (04/03) uma carta ao presidente Jair Bolsonaro pedindo um maior esforço para a compra de …

Nova Zelândia lança alerta de tsunami e ordena retirada de habitantes da costa nordeste

Um alerta de tsunami foi emitido após um forte terremoto de magnitude 7,8 nas remotas ilhas Kermadec, na Nova Zelândia, no oceano Pacífico. As autoridades determinaram a retirada de todos os habitantes do litoral …

União Europeia começa exame contínuo da vacina russa Sputnik V

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês) deu início ao exame contínuo do dossiê de registo da vacina Sputnik V para verificar sua conformidade com as normas europeias de eficácia, segurança e …

Afrouxar uso de máscaras é "pensamento neandertal", diz Biden

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, criticou nesta quarta-feira (03/03) a decisão dos estados do Texas e do Mississippi de suspender a obrigatoriedade do uso máscaras para conter a propagação do coronavírus. O democrata …

Argentina só vai habilitar motoristas que fizerem curso sobre igualdade de gênero

A partir de março e 2021 quem quiser tirar carteira de habilitação na Argentina terá de estudar mais do que somente as leis de trânsito, o funcionamento do automóvel e a própria condução de um …

ONGs denunciam grupo Casino na Justiça francesa por desmatamento na Amazônia

Organizações de defesa do meio ambiente e dos povos indígenas denunciaram nessa quarta-feira (3) o grupo Casino na Justiça francesa. A empresa é acusada de responsabilidade no desmatamento da Amazônia através da venda de …

Físico cria algoritmo de IA que pode provar que a realidade é uma simulação

Um cientista criou um algoritmo de computador que pode levar a descobertas transformadoras em energia e cuja própria existência levanta a probabilidade de que nossa realidade possa realmente ser uma simulação. O algoritmo foi criado pelo …

The Crown "é baseada na verdade", diz Harry que dá ideia de convívio com família real

Principe Harry defendeu a série “The Crown” da Netflix, dizendo que – embora não fosse “estritamente preciso” – retratava as pressões da vida dentro da família real. Em uma entrevista com James Corden, do programa americano …