UE reitera que não reconhece parlamento da Venezuela

chavezcandanga / Flickr

Asamblea Nacional de Venezuela

Bloco europeu segue exemplo de Brasil e EUA e afirma que mantém apoio à oposição liderada por Guaidó. Parlamento chavista eleito em dezembro tomou posse em Caracas.

A União Europeia lamentou “profundamente”, nesta quarta-feira (06/01), que a Assembleia Nacional da Venezuela tenha tomado posse na noite passada, com base em “eleições não democráticas”, e insistiu na necessidade de uma solução política para o impasse que o país atravessa.

Um dia após os membros da nova Assembleia Nacional terem sido empossados numa sessão solene, em Caracas, na sequência das eleições de 6 de dezembro, que não foram reconhecidas pela oposição, o chefe da diplomacia da UE, Josep Borrell, emitiu um comunicado no qual lamenta que as eleições tenham ocorrido apesar de não haver um “acordo nacional sobre as condições eleitorais”.

Borrell afirmou que a UE manterá o seu compromisso com todos os atores políticos e da sociedade civil que lutam para trazer de volta a democracia à Venezuela, incluindo, em particular, o líder opositor Juan Guaidó e outros representantes da Assembleia Nacional cessante eleitos em 2015, naquela que foi “a última expressão livre dos venezuelanos num processo eleitoral”, sustenta o chefe da diplomacia europeia.

Brasil, Estados Unidos e Colômbia também comunicaram que vão continuar reconhecendo a Assembleia Nacional da Venezuela que foi eleita em 2015 e que é liderada por Guaidó, reconhecido por esses países como presidente interino do país.

Assembleia pró-Maduro

A Assembleia Nacional eleita em 6 de dezembro tomou posse na noite desta terça-feira, em Caracas, tendo sido empossados 256 deputados dos partidos pró-regime do presidente Nicolás Maduro, 20 da oposição desvinculada de Guaidó e um do Partido Comunista.

Durante a sessão, o ex-ministro de Comunicação e Informação e ex-reitor do Conselho Nacional Eleitoral Jorge Rodríguez foi eleito presidente da Assembleia Nacional, com a ex-ministra Iris Varela e o deputado Didaldo Bolívar como vice-presidentes.

Diosdado Cabello, presidente da Assembleia Constituinte, comandará o bloco de deputados ligados ao regime.

“A extrema direita golpista usou as chamadas organizações não governamentais para subvencionar a conspiração e o crime contra a Venezuela“, frisou Rodríguez, sublinhando que “reconciliação sim, mas sem amnésia”.

Guaidó vai manter Assembleia cessante

Também nesta terça-feira, a oposição venezuelana realizou uma sessão virtual, em que Guaidó jurou que o parlamento liderado pela oposição continuará em funções.

A sessão parlamentar opositora decorreu ao mesmo tempo em que os deputados eleitos em dezembro tomavam posse nos espaços físicos da Assembleia Nacional.

A oposição venezuelana, liderada por Guaidó, não reconhece Maduro como presidente da Venezuela e denuncia irregularidades nas eleições presidenciais antecipadas de 2018, acusando o chefe de Estado de usurpar o poder.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …