Vulcão de Marte “morreu” ao mesmo tempo que os dinossauros

NASA / JPL / USGS

O extinto vulcão Arsia Mons, em Marte, captado por sonda da NASA no planalto Tharsis Montes

O extinto vulcão Arsia Mons, em Marte, captado por sonda da NASA no planalto Tharsis Montes

Quando os dinossauros ficaram extintos na Terra, um vulcão em Marte também “morreu”. A descoberta foi feita por investigadores da NASA que estudaram os mistérios em torno do grupo de três vulcões marcianos de grandes dimensões que é conhecido como Tharsis Montes.

Foi assim que, recorrendo a técnicas de informática avançada, conseguiram concluir que o vulcão Arsia Mons, um dos que pertence ao Tharsis Montes, deixou de expelir lava mais ou menos na mesma altura em que os dinossauros ficaram extintos, informa a NASA em um artigo no seu site.

O “adormecimento” do Arsia Mons teria ocorrido há cerca de 50 milhões de anos, coincidindo com o chamado Evento de Extinção do Cretáceo-Paleogeno que varreu por completo os dinossauros, bem como grande parte dos animais e plantas do nosso planeta.

“Estimamos que o pico de atividade para o campo vulcânico no cume do Arsia Mons ocorreu, provavelmente, há aproximadamente 150 milhões de anos – o período Jurássico tardio – e que depois, morreu por volta da mesma altura que os dinossauros na Terra”, salienta um dos pesquisadores envolvidos na pesquisa da NASA, Jacob Richardson, do Centro de Voo Espacial de Goddard.

“Contudo, é possível que a última fuga vulcânica ou duas possam ter estado ativas nos últimos 50 milhões de anos, o que é muito recente em termos geológicos“, acrescenta Richardson que apresentou os resultados da pesquisa na 48.ª Conferência Anual de Ciência Planetária e Lunar que ocorreu no Texas (EUA) no dia 20 de março.

No artigo científico publicado pelo jornal Earth and Planetary Science Letters, os cientistas da NASA explicam que identificaram 29 saídas vulcânicas no Arsia Mons, localizadas dentro da caldeira, a depressão em forma de cratera no topo do vulcão.

A caldeira do Arsia Mons mede cerca de 110 quilômetros e é “profunda o suficiente para acolher todo o volume de água do Lago Huron e ainda mais”, refere a NASA.

O Lago Huron é um dos maiores lagos do mundo e o segundo maior dos cinco grandes lagos da América do Norte, situando-se entre o estado do Michigan, nos EUA, e a província de Ontário, no Canadá.

Para estudarem o Arsia Mons e perceberem quando ele esteve ativo pela última vez, os cientistas da NASA recorreram a imagens de alta resolução, captadas pela sonda da NASA Mars Reconnaissance Orbiter (MRO ou Órbita de Reconhecimento de Marte).

Assim, concluíram que a mais recente atividade vulcânica do Arsia Mons terá sido há entre 10 a 90 milhões de anos, enquanto que os fluxos de lava mais antigos são de 200 milhões de anos atrás.

Jacob Richardson compara o vulcão marciano a “uma lenta e gotejante torneira de magma”, notando que o “Arsia Mons criava cerca de uma saída vulcânica a cada 1 a 3 milhões de anos, no seu pico, comparativamente com uma a cada cerca de 10 mil anos em regiões semelhantes na Terra”.

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

"Peças extraordinárias" achadas na Indonésia podem ser da lendária "ilha do Ouro"

Tesouros no valor de milhões de dólares encontrados nos últimos cinco anos ao longo do rio Musi podem ser do antigo império malaio Serivijaia, na ilha de Sumatra, que por 300 anos dominou as rotas …

Pandemia de Covid-19 vai acabar "quando o mundo decidir acabar com ela", diz diretor da OMS

A pandemia de Covid-19 vai acabar "quando o mundo decidir acabar com ela", disse neste domingo (24) o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Ghebreyesus. O representante da ONU discursou na abertura …

Google está “criando Deus”, alerta ex executivo da Google

Segundo um ex-executivo do Google, a singularidade está chegando. E, segundo ele isso representa uma grande ameaça para a humanidade. Mo Gawdat, ex-diretor de negócios da organização moonshot do Google, que na época se chamava Google …

Pandemia causa a maior redução na expectativa de vida desde a Segunda Guerra

Desde a descoberta do coronavírus SARS-CoV-2, mais de 4,9 milhões de pessoas morreram oficialmente em consequência da infecção, segundo levantamento da Universidade Johns Hopkins. Nesse cenário, a pandemia da covid-19 reduziu a expectativa de vida …

Forças Armadas da Noruega assinam contrato bilionário de mísseis para caças F-35

Noruega tem sido um parceiro ativo no programa de caças dos EUA F-35, tendo em conta que 18 empresas deste país nórdico são parceiros diretos. Subsequentemente, a Noruega decidiu adquirir 52 caças F-35 para substituir …

Brasil fez lobby para mudar relatório climático, diz Greenpeace

Vários países, entre eles o Brasil, tentaram fazer mudanças em um crucial relatório da ONU sobre como combater o aquecimento global, afirmou o Greenpeace nesta quinta-feira (21/10), citando um grande vazamento de documentos. Os documentos aos …

Site da Coreia do Sul é usado para hospedar vírus e distribuí-lo via torrents

Uma campanha de distribuição de malwares na Coreia do Sul está disfarçando cavalos de troia de acesso remoto como um jogo para o público adulto, compartilhado via serviço de hospedagem de arquivos, como o WebHard, …

América Latina pode levar ‘muitos anos’ para superar impacto da pandemia, alerta FMI

Os efeitos negativos da pandemia de Covid-19 em termos de produtividade, emprego e capital humano na América Latina e Caribe podem "demorar muitos anos para serem revertidos". O alerta foi feito nesta quinta-feira (21) pelo …

Dinossauro “garça do inferno com cara de crocodilo” é descoberto

Dois dinossauros carnívoros de dentes pontiagudos com crânios de crocodilo apareceram uma vez nas margens do rio na Ilha de Wight, na Inglaterra, revelam novos fósseis. Os cientistas deram às criaturas nomes científicos que se traduzem …

As 9 acusações contra Bolsonaro no relatório da CPI - e a manobra governista para tentar blindá-lo

Após o relatório da CPI da Covid no Senado acusar o presidente Jair Bolsonaro de nove crimes durante a pandemia, um senador da bancada governista tentou uma manobra para "blindar" o chefe do Executivo e …