A última inversão de polos magnéticos da Terra levou a 22 mil anos de esquisitices

NASA Goddard / Flickr

Conceito de artista do Campo Magnético da Terra

Um estudo da Universidade de Wisconsin (EUA) fez uma “linha do tempo” da mais recente inversão de polo magnético da Terra, que ocorreu cerca de 770.000 anos atrás.

Usando técnicas avançadas, os pesquisadores analisaram registros de mudanças magnéticas em amostras de lava encontradas no Chile e nas ilhas do Taiti (Polinésia Francesa), Guadalupe (Caribe), La Palma (Espanha) e Maui (Havaí). Um artigo sobre a nova pesquisa foi publicado na revista científica Science Advances.

Segundo a pesquisa, a lava “prende” cristais de magnetita quando se solidifica, pequenos fragmentos minerais que tendem a se orientar com o campo magnético da Terra.

As lavas de todos esses locais já haviam sido estudadas anteriormente, mas as técnicas de análise melhoraram o suficiente para que os pesquisadores decidissem atualizar seus dados.

As novas medidas são mais precisas e contêm uma margem de erro de apenas 5.000 anos em 780.000 anos de registros de lava.  Além da lava, os cientistas levaram em consideração sedimentos no fundo do mar e em núcleos de gelo.

O gelo só pode nos dizer quão forte o campo magnético era em determinada época, enquanto os sedimentos registram a localização dos polos – com menos precisão que a lava, mas com a vantagem de serem contínuos, ao invés dos “vômitos” ocasionais dos vulcões.

Enquanto alguns dos registros sugerem inversões de polo magnético super-rápidas, a figura maior mostra um processo mais complexo, se desenrolando ao longo de cerca de 22.000 anos.

Por exemplo, os pesquisadores detectaram um grande enfraquecimento do campo magnético 795 mil anos atrás, que ocorreu antes do polo “virar” do sul para o norte e se fortalecer um pouco.

No entanto, cerca de 784 mil anos atrás, o campo tornou-se instável novamente – fraco e com um polo variável favorecendo o sul. Essa fase durou até cerca de 773.000 anos atrás, quando o campo magnético recuperou sua força rapidamente e se mudou para o polo geográfico do norte de vez.

Esses resultados estão alinhados com um estudo de 2012 que propôs um padrão a todas as inversões de polo que inclui um movimento “intermediário” seguido por uma reversão completa.

Além disso, os pesquisadores apontam para uma simulação de 2011 que indicou um padrão de força de campo crescente e decrescente e de variabilidade de polo similares aos que foram vistos no novo estudo, embora aquele levasse cerca de 50.000 anos para fazer a transição.

Por conta dessa correspondência, o modelo “forneceria um excelente ponto de partida para projetar futuras simulações” capazes de explicar porque a reversão ocorre desta maneira.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …