Sobrevivente do Holocausto volta ao campo de concentração de onde foi libertada

jamesalmond / Flickr

Inscrição “Arbeit macht frei” no portão do campo de concentração de Dachau

Pouco depois da libertação do campo de concentração de Bergen-Belsen, em abril de 1945, Hetty Verolme, de 15 anos, deu uma entrevista à BBC. 70 anos depois voltou a fazê-lo.

70 anos depois, Hetty voltou ao local do antigo campo de concentração nazista para conversar novamente com a BBC. Hetty falou sobre os horrores que viveu e ouviu novamente a entrevista que deu dias depois de ganhar a liberdade.

“Se perdesse as esperanças, então morreria em dois dias. Acabamos nos habituando a coisas com as quais achamos que não podemos habituar. Estávamos sempre com fome, metade de uma fatia de pão pela manhã e outra metade à noite”, conta Herry.

Segundo a vítima do Holocausto, “90% das pessoas estava doente com febre de tifoide. Por isso, houve tantos mortos”. “No final, não víamos os cadáveres. Nem sentíamos seu cheiro. Éramos judeus, por isso fomos trazidos até aqui”, diz.

Hetty conta que a mãe foi retirada do convívio dela e dos irmãos. “Meus dois irmãos choravam muito e não queriam deixá-la. Mas tive que ser forte na frente deles”, recorda. “Sabíamos o significado de ficar vivos se houvesse perigo. Se pedíssemos para eles ficarem em silêncio, eles ficavam quietos. Eles não faziam um barulho sequer”, acrescenta.

A libertação do campo aconteceu em 15 de abril de 1945 pelos britânicos. “Ficamos muito felizes. Não podíamos acreditar. Eles disseram pelo alto-falante que íamos receber comida. E, no dia seguinte, nos entregaram chá com açúcar. E foi a coisa mais decente que tivemos em semanas”, diz.

Tivemos muita sorte. Meu pai, minha mãe, meus irmãos e eu voltamos de três campos de concentração diferentes”. Hetty diz ficar “surpresa que muitos jovens não sabem o que é o Holocausto”.

“Às vezes, fico surpreendida por os jovens não saberem o que é o Holocausto – e temos que explicar. Quando não estiver aqui, espero que alguém lembre ao mundo que isso aconteceu, pois aconteceu mesmo“.

“Não importa se as coisas estão más ou pareçam sombrias, temos que acreditar que amanhã será um dia melhor”, conclui.

O Holocausto foi o homicídio em massa de cerca de 6 milhões de judeus durante a 2ª Guerra Mundial, o maior genocídio do século XX, através de um programa sistemático de extermínio étnico patrocinado pelo Estado nazista liderado por Adolf Hitler.

Outras minorias, como gays, negros e ciganos, também foram alvos de perseguição e assassinadas.

Ciberia // BBC / ZAP

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Jamais se deve esquecer que muitos muçulmanos negam a existência do holocausto dizendo que tudo não passou de uma grande mentira, como por exemplo o psicopata ex-presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad.

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Opositor belarusso é achado morto na Ucrânia

Ativista Vitaly Shishov ajudava compatriotas a fugir da perseguição do regime de Alexander Lukashenko, considerado o último ditador da Europa. Polícia investiga possível assassinato encenado como suicídio. Um ativista de Belarus foi encontrado morto nesta terça-feira …

Polônia concede visto humanitário a atleta olímpica e alimenta tensões com Belarus

A Polônia concedeu nesta segunda-feira (2) um visto humanitário para a atleta olímpica bielorrussa Krystsina Tsimanuskaya. A jovem afirma que estava sendo obrigada a deixar o Japão após ter criticado sua equipe e temia …

EUA e Reino Unido teriam dado 'luz verde' a Israel para retaliar Irã após ataque a petroleiro

Irã rejeitou o envolvimento do país no ataque contra o petroleiro Mercer Street no mar Arábico que ocorreu na quinta-feira (29), condenando as acusações lançadas pelo governo israelense. Tel Aviv teria recebido "luz verde" de Washington …

Incêndios causam mortes e devastação no sul da Europa

A União Europeia EU) enviou ajuda para a Turquia nesta segunda-feira (02/08), e voluntários se juntaram a bombeiros na luta contra fortes incêndios que já duram seis dias e mataram oito pessoas no país. Em …

Golpe militar em Mianmar completa seis meses e já resultou em quase mil mortes de civis

Aterrorizados pela repressão da junta militar e pela propagação do coronavírus, poucos birmaneses se atreviam a ir às ruas para protestar neste domingo (1º), quando completam-se seis meses do golpe de Estado que mergulhou …

Governo italiano vende casas a 2 euros na região da Sicília

Mais uma vez o governo italiano está vendendo casas em áreas rurais da Itália, após o sucesso da campanha para repovoamento de áreas abandonadas. Além de promover a ocupação por meio de incentivos para jovens e …

Bolsonaro admite não ter provas de fraudes eleitorais

Em live para a qual convocou veículos de imprensa, Bolsonaro exibiu uma série de teorias falsas, cálculos equivocados e vídeos antigos, já verificados e desmentidos, mas que ainda circulam na internet, como supostas evidências de …

A incrível civilização antiga que mumificava os mortos 2 mil anos antes dos egípcios

"As mais antigas evidências arqueológicas conhecidas de mumificação artificial de corpos", segundo a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), estão presentes na América do Sul, na costa árida …

Delta pode causar covid-19 mais grave, alerta agência americana

Documento interno do órgão de prevenção de doenças dos EUA indica que a variante delta do coronavírus é tão contagiosa quanto a catapora e pode ser transmitida mesmo por indivíduos vacinados. "A guerra mudou", diz …

Vendas de vacinas anticovid impulsionam lucros de laboratórios

A empresa farmacêutica AstraZeneca anunciou nesta quinta-feira (28) que as vendas de sua vacina contra a Covid-19 alcançaram US $ 1,17 bilhão no primeiro semestre do ano. Este número corresponde à entrega de aproximadamente …