Agência da ONU desenvolve técnicas nucleares para produzir arroz resistente ao clima

A Agência da ONU para energia atómica e o Fundo da Organização dos Países Exportadores de Petróleo para o Desenvolvimento Internacional trabalham juntos para apoiar agricultores na Ásia.

A Agência Internacional de Energia Atômica, Aiea, anunciou que vai aplicar técnicas nucleares que ajudem países em desenvolvimento na Ásia a lidarem com os efeitos das mudanças climáticas. Um outro objetivo é diagnosticar, rapidamente, as doenças que afetam o gado como a febre aftosa.

A iniciativa, que visa à promoção das melhores práticas agrícolas, faz parte de uma parceria com o Fundo da Organização dos Países Exportadores de Petróleo para o Desenvolvimento Internacional, que recentemente disponibilizou US$ 600 mil para levar a cabo os dois programas.

Em nota, a Aiea refere que do montante desembolsado pela organização, US$ 400 mil, serão utilizados para ajudar agricultores do Bangladesh, Camboja, Laos e Nepal a cultivarem um modelo de arroz resistente aos efeitos das mudanças climáticas.

Nos últimos anos, os quatro países asiáticos, que produzem 90% do arroz do mundo, tiveram sua produção reduzida devido à praga de insetos, doenças de plantas, inundações e secas extremas, que são associadas ao aumento de temperaturas.

Segundo a agência nuclear das Nações Unidas, as mudanças de temperatura têm tido um efeito sobre a subida do nível do mar, o que aumenta a salinidade e reduz a fertilidade do solo nas áreas costeiras.

A agência da ONU pretende que os cientistas usem técnicas nucleares para ajudar os agricultores a melhorarem as práticas de gestão de água e otimizar o uso de fertilizantes para obter melhores rendimentos a baixo custo.

Essas técnicas também vão permitir reduzir as emissões de gases de efeito estufa provenientes da produção de arroz, o que poderá aumentar a segurança alimentar da população rural nos países asiáticos.

Os outros US$ 200 mil serão canalizados para desenvolver testes para o diagnóstico precoce da febre aftosa e outras doenças que afetam o gado no Camboja, em Laos, em Mianmar e Vietnã.

A Aiea irá também treinar veterinários dos quatro países no uso de técnicas nucleares para deteção rápida das doenças.

Suleiman Jasir Al-Herbish, diretor-geral do Fundo da Opep para o Desenvolvimento Internacional, mostrou-se satisfeito com a iniciativa.

“Os dois projetos vão ajudar a melhorar a segurança alimentar e, em última instância, o crescimento socioeconômico, dois elementos essenciais da Agenda 2030, de desenvolvimento sustentável”, definido pelas Nações Unidas”, disse Al-Herbish.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Após ser engolido, besouro consegue escapar do intestino dos sapos

Uma pesquisa mostrou que o besouro aquático Regimbartia attenuata tem a capacidade de sobreviver ser engolido por um sapo. Todos já ingerimos coisas que parecem querer sair correndo de dentro de nós, mas deve ser muito …

Disney+ chegará à América Latina em novembro

Ao divulgar que ultrapassou a marca de 60 milhões de assinantes, a Disney também reforçou uma informação que traz esperança a muita gente: o Disney+ deve mesmo chegar à América Latina em novembro. A informação foi …

China exorta Trump a não abrir 'caixa de Pandora' com aquisição do TikTok

China apela aos EUA que não abram a caixa de Pandora, exigindo vender a companhia TikTok, eles serão os próprios culpados pelas consequências, declarou o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Wang Wenbin. O presidente …

Twitter bloqueia conta oficial de campanha de Trump

O Twitter anunciou nesta quarta-feira (5) ter bloqueado temporariamente a conta oficial da campanha de reeleição do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, por conta de um tuíte que continha informação equivocada sobre a …

Líbano inicia luto nacional e recebe ajuda internacional

Diversos países enviam suprimentos médicos a Beirute. Presidente da França chega ao Líbano para avaliar situação. Megaexplosão deixou ao menos 137 mortos, incluindo diplomata alemão, e mais de 5 mil feridos. Beirute amanheceu nesta quinta-feira (06/08) …

StarShip finalmente levanta voo: a nave que um dia levará cem humanos para Marte e Lua

A SpaceX fez um lançamento de teste com sucesso do seu gigantesco protótipo do StarShip SN5 em Boca Chica, Texas (EUA), a uma altura planejada de 150 metros. A massiva torre de aço inoxidável flutuou no …

EUA conduzem lançamento de teste do míssil balístico Minuteman III

O projétil não tinha ogiva de combate, mas era equipado com três veículos recuperáveis que foram submetidos a testes. Militares dos EUA lançaram na manhã desta terça-feira (4) um míssil balístico Minuteman III a partir da …

Beirute soma mais de 100 mortos e 4000 feridos após explosões

O Líbano vive nesta quarta-feira (5) um dia de luto nacional, após as explosões na região portuária de Beirute, na tarde de ontem. A tragédia soma pelo menos 100 mortos, 4.000 feridos e 300.000 …

Mensagem na areia salva marinheiros desaparecidos no Oceano Pacífico

Trio de marinheiros que havia se desviado de rota e ficado sem combustível foi localizado numa pequena ilha da Micronésia após três dias. Aeronaves avistaram sinal gigante de SOS escrito na areia da praia. Três homens …

Problemas cardíacos duradouros se apresentam em 78% dos pacientes de coronavírus

O entusiastas do retorno da economia para a normalidade defendem suas opiniões geralmente com base no fato da maioria dos pacientes exibirem sintomas leves ou sequer ter qualquer sintoma de coronavírus, comparando negligentemente o Covid-19 …