Arqueólogos descobrem anfiteatro perdido em local sagrado da Terra Santa

Abir Sultan / EPA

Local está totalmente preservado, apesar de ter sido criado há pelo menos 1,8 mil anos

Arqueólogos israelenses anunciaram uma descoberta histórica num dos lugares mais sagrados, emblemáticos e disputados da Terra Santa: um anfiteatro romano de mais de 1,8 mil anos de idade, oito metros abaixo do famoso Muro das Lamentações.

As escavações também expuseram mais um pedaço do Muro em si, que estava encoberto havia pelo menos 1,7 mil anos – soterrado provavelmente por um terremoto.

O Muro das Lamentações, visitado por mais de 3 milhões de pessoas por ano, na Cidade Velha de Jerusalém, é considerado o ponto mais sagrado para o judaísmo, mas também é reverenciado por cristãos e o terceiro local mais sagrado para os muçulmanos. Fica adjacente à Esplanada das Mesquitas, ou Monte do Templo, para os judeus.

As escavações israelenses na Cidade Velha são criticadas pelos palestinos, já que toda essa área esteve sob controle jordaniano até 1967, quando passou a mãos israelenses durante a Guerra dos Seis Dias.

A disputa por Jerusalém é um dos pontos nevrálgicos do conflito entre israelenses e palestinos.  Os palestinos afirmam que toda a parte Oriental de Jerusalém, onde fica a Cidade Velha, ocupada por Israel, pertence a eles como parte de um Estado palestino independente.

Para os israelenses, a Cidade Velha e Jerusalém Oriental são parte indivisível de Israel, tendo sido anexada por lei em 1980. Eles dizem que a cidade nunca fez parte de qualquer nação moderna, já que os jordanianos também haviam ocupado sua parte Oriental depois da Guerra de 1948-49, depois de três décadas sob administração britânica.

ingmar / Flickr

Escavações na Cidade Velha de Jerusalém causam polêmica com palestinos, que reivindicam a região como parte de seu Estado

Mistério finalmente solucionado

O Muro é que o restou da muralha de contenção da estrutura construída por Herodes, que reinou na Judeia de 37 a.C. até 4 d.C., para sustentar o Segundo Templo judaico, destruído pelos romanos em 70 d.C. Hoje, no mesmo ponto, está o Santuário da Rocha, ou Al-Haram Al-Sharif, com sua famosa cúpula dourada.

Oito níveis do Muro das Lamentações foram desenterrados pelos arqueólogos. Estavam totalmente preservados, apesar de terem passado milênios soterrados. O trecho fica abaixo do chamado “Arco de Wilson“, localizado no canto esquerdo do atual Muro conhecido pelos turistas.

O “Arco de Wilson” era uma das passagens pelas quais, na época de Jesus Cristo, há 2 mil anos, moradores de Jerusalém e visitantes podiam subir até o Monte do Templo. Originalmente, tinha 13 metros de altura.

O anfiteatro romano com 200 assentos, pequeno em comparação com outros da região, como em Cesareia, foi descoberto próximo ao Muro, confirmando os relatos de historiadores da época, como Flávio Josefo (37 d.C.-100 d.C.), de que havia uma construção como essa adjacente à muralha.

Também foram desencavados vasos de cerâmica, moedas e elementos arquitetônicos.

As primeiras escavações arqueológicas no local foram feitas no século 19 – em 1864, o arqueólogo britânico Charles William Wilson descobriu o arco que leva seu nome.

Mas Wilson não conseguiu revelar o anfiteatro que era descrito por historiadores como Flávio Josefo e por fontes do período pós-destruição do Segundo Templo, época em que os romanos trocaram o nome de Jerusalém para Aelia Capitolina.

Outro detalhe interessante é o fato de que, segundo os arqueólogos, o pequeno anfiteatro, do tipo que os romanos chamavam de “odeon”, nunca foi terminado, e a construção foi abandonada por algum motivo, talvez por causa da revolta judaica de Bar Kochba (132 a 135 d.C).

“Da perspectiva dos pesquisadores, é uma descoberta sensacional, uma verdadeira surpresa”, diz o arqueólogo Joe Uziel, da Autoridade de Antiguidades de Israel. “Nosso objetivo era datar o Arco de Wilson, mas não poderíamos imaginar que solucionaríamos um dos maiores mistérios de Jerusalém: o anfiteatro perdido.”

Ciberia // BBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Companhia aérea adota copos comestíveis para substituir descartáveis

A redução do uso de plástico como medida de combate à poluição é necessidade urgente e, ainda que cada um de nós seja parte desse destrutivo consumo, é sabido que a diferença se dá de …

Senado votará pacote anticrime nesta quarta-feira, diz Alcolumbre

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), disse que vai pautar para esta quarta-feira (11) a votação do pacote anticrime. O projeto foi aprovado na semana passada pela Câmara dos Deputados e passou nesta terça-feira (10) …

Vacina contra gastroenterite pode ser eficaz contra câncer, mostra pesquisa

O estudo, realizado por um grupo de cientistas franceses do Centro de Pesquisa em Cancerologia de Lyon, mostrou que a vacina usada para prevenir a gastroenterite em crianças pode provocar a morte de células cancerígenas …

Famosa na internet, a falecida gata Lil Bub terá suas cinzas enviadas ao espaço

Visitar pessoalmente o espaço sideral é uma oportunidade que pouquíssimas pessoas têm em vida, mas enviar suas cinzas ao espaço pode se tornar uma nova forma de passar a eternidade entre as estrelas. E, assim …

Câmara dos EUA formaliza acusações contra Trump

Democratas dizem ter provas suficientes para acusar o presidente americano de abuso de poder e obstrução do Congresso. Votação sobre o impeachment no plenário da Câmara deve ocorrer na próxima semana. Congressistas democratas na Câmara dos …

Cientistas criam pele artificial que é flexível se cura como a de verdade

Cientistas da Universidade Nacional da Austrália criaram um hidrogel que funciona como a pele de verdade, com a mesma força e durabilidade. “Com a química especial que desenvolvemos no hidrogel, ele pode se reparar após ser …

Putin e Zelenski anunciam cessar-fogo na Ucrânia

Em cúpula em Paris, presidentes concordam em retomar processo de paz e prometem troca de todos os prisioneiros até o fim deste ano. Apesar de avanços, divergências sobre eleições em regiões separatistas permanecem. Os presidentes ucraniano, …

Aung San Suu Kyi vai defender Mianmar na ONU de acusações de genocídio

A prêmio Nobel da Paz defenderá seu país das acusações de genocídio da minoria muçulmana rohingya no tribunal internacional da ONU, em Haia. A Corte Penal Internacional (CPI) autorizou em novembro que Mianmar, antiga Birmânia, seja …

Em meio a "emergência climática", UE aposta em Acordo Verde

Com a UE prestes a fracassar em suas metas de redução de CO2 até 2030, todos os olhos se voltam para os planos de longo prazo da Comissão Europeia para combater a mudança climática. A nova …

Kim Jong-un "tem tudo a perder" se agir de maneira hostil, diz Trump

O presidente americano Donald Trump também disse neste domingo (8) que a Coreia do Norte tem potencial econômico, mas deve manter "boas relações" com os Estados Unidos. A mensagem de Trump foi publicada no Twitter …