Agência europeia aprova vacina Pfizer/BioNtech; Europa quer começar vacinação no dia 27

PAHO / WHO

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) aprovou “sob condições” nesta segunda-feira a vacina contra a Covid-19 da Pfizer-BioNTech. Os países da União Europeia pretendem começar a imunização no dia 27 de dezembro.

“Eu estou feliz em anunciar que o comitê científico da EMA se reuniu hoje e foi favorável à autorização para a venda condicional na União Europeia da vacina desenvolvida pela Pfizer e BioNTech”, afirmou Emer Cooke, diretora geral da agência reguladora.

O anúncio da aprovação foi feito após uma reunião antecipada do Comitê de Medicamentos de Usos Humanos. O encontro estava previsto para 29 de dezembro, mas mudou de data após a pressão da Alemanha e de outros países europeus, que veem um aumento de casos de Covid-19 devido à chegada do inverno no Hemisfério Norte.

A Comissão Europeia deve agora aprovar esta decisão para dar início à campanha de vacinação em todo o bloco econômico, que conta quase 450 milhões de habitantes. A expectativa é de que as primeiras doses sejam aplicadas já no próximo domingo (27).

A vacina desenvolvida pela gigante americana Pfizer e a empresa alemã BioNTech demonstrou eficácia de 95% nos testes clínicos internacionais em que foram administradas duas doses com três semanas de intervalo.

O imunizante já está sendo administrado em outros países, como os Estados Unidos, Reino Unido e Israel, e centenas de milhares de pessoas já tomaram a vacina, com raros casos de reação alérgica.

Aprovação diante de nova linhagem do vírus

A aprovação é anunciada um dia após diversas nações europeias decidirem fechar suas fronteiras com o Reino Unido por conta da descoberta de uma nova linhagem de coronavírus que está circulando no país.

A variante do vírus poderia ser até 70% mais contagiosa, segundo afirmou o premiê britânico no último sábado.

A princípio, a vacina da Pfizer/BioNTech também funcionaria contra a Covid-19 desenvolvida a partir dessa nova mutação.

“Até o momento, não há qualquer prova sugerindo que a vacina não seja eficaz contra a nova linhagem”, garantiu a diretora da agência europeia Emer Cooke.

Demora para aprovação

Vários países reclamaram da lentidão do processo de decisão da agência europeia, incluindo Alemanha, Polônia e Hungria.

A agência europeia afirma ter feito uma “análise contínua” dos dados procedentes das análises dos laboratórios e testes clínicos à medida que eram enviados. Em um período normal, a agência só examina os dados após o envio de todas as informações.

A Pfizer/BioNTech apresentou no dia 1° de dezembro uma solicitação de autorização. Desde então, Reino Unido, Estados Unidos e Canadá aprovaram o uso emergencial e iniciaram campanhas de vacinação.

Após antecipar a decisão para a primeira vacina contra a Covid-19, a agência também deverá tomar uma decisão antecipada em relação à vacina do laboratório Moderna, já aprovada nos Estados Unidos. O Comitê europeu deve se pronunciar sobre o imunizante na primeira semana de janeiro.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Revelada consequência grave da COVID-19 mais frequente do que se acreditava

Novo estudo revelou que os pacientes com COVID-19 que foram internados em unidades de terapia intensiva (UTI) têm mais possibilidade de desenvolver deficiências cognitivas contínuas. O estudo de quase 150 pacientes internados no início da pandemia …

Fundo de Bill Gates investe US$ 50 milhões em robôs agricultores que poupam água

A startup norte-americana Iron Ox recebeu um aporte de US$ 53 milhões (R$ 280,5 milhões) para melhorar sua tecnologia de robôs usados na agricultura e que consomem 90% menos água que plantações tradicionais. O dinheiro veio …

Bolsonaro pede à população que tome banho frio e evite elevador

O presidente Jair Bolsonaro pediu nesta quinta-feira (23/09) à população que tome banho frio e evite usar o elevador para economizar energia elétrica. "Aqui são três andares. Quando tem que descer, mesmo que o elevador esteja …

A incrível descoberta que indica presença humana nas Américas muito antes do que se pensava

Novas descobertas científicas apontam que humanos chegaram às Américas pelo menos 7 mil anos antes do que se estimava anteriormente. As pesquisas em torno do momento em que o continente americano passou a ser povoado a …

Mianmar: Justiça americana ordena quebra de sigilo do Facebook para investigar ameaças contra rohingyas

Um juiz americano ordenou ao Facebook que divulgue os arquivos de contas ligadas de membros do exército birmanês e de milícias budistas que perseguiram a minoria Rohingya em Mianmar. A decisão, que encontra resistência …

Eduardo Bolsonaro está com covid-19

O deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, está com covid-19. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (24/09) por vários sites brasileiros de notícias. O próprio Eduardo teria confirmado seu diagnóstico ao portal …

Covid: o que alta em internação de idosos revela sobre efetividade da vacina e 3ª dose

As últimas estatísticas de casos, internações e mortes por covid-19 no Brasil trazem uma conclusão importante: as vacinas funcionam e protegem contra as formas graves da doença, mas algumas pessoas mais vulneráveis realmente precisam tomar …

Líder separatista catalão Carles Puigdemont é detido na Itália

Carles Puigdemont, que foi presidente do governo regional catalão durante a declaração de independência frustrada de 2017, foi detido na ilha italiana da Sardenha (oeste) nesta quinta-feira (23) após quatro anos foragido da justiça …

Por que as drogas psicodélicas estão mais perto do mercado convencional

O aumento da permissão de uso de psicodélicos como terapia promete transformar a forma como vemos o extraordinário. Foi em 1971 que Rick Doblin usou LSD pela primeira vez. Era uma tarde de sábado na Flórida, em …

Covid-19: EUA autorizam 3ª dose da vacina da Pfizer para idosos e grupos de risco

Os Estados Unidos autorizaram nesta quarta-feira a aplicação de uma terceira dose da vacina contra a covid-19 da Pfizer para maiores de 65 anos, pessoas com alto risco de contrair uma forma grave da …