Alemanha pode fornecer dados de Navalny à Rússia, mas admite demorar um tempo

varfolomeev / Flickr

Manifestação de apoio a Alexei Navalny (ao centro)

Figura importante da oposição russa, Aleksei Navalny está atualmente em tratamento no hospital Charite em Berlim, Alemanha, após sofrer uma condição médica aguda na Rússia, no final de agosto.

Berlim pode transferir informações sobre o caso do russo Aleksei Navalny, principal opositor político de Vladimir Putin, para Moscou, mas é um longo processo, pois novos dados continuam aparecendo, afirmou no domingo (6) Heiko Maas, o ministro das Relações Exteriores da Alemanha, em resposta ao pedido da Procuradoria Geral da Rússia sobre Navalny.

“Concordamos com este pedido de assistência jurídica enviado pela Rússia. Isto significa que as informações que estão sendo solicitadas podem ser emitidas por nosso lado. Mas este é um processo, já que estão sendo constantemente recebidos novos dados, [e] Navalny continua sendo tratado. [Ele] está sendo verificado quanto [à quantidade de] veneno que permanece em seu corpo ou já sendo excretado”, explicou Maas.

O ministro acrescentou que o processo de consideração estava sendo realizado por vários departamentos.

“Ainda é necessário esclarecer este [pedido] com os trabalhadores médicos do Charité, com aqueles que examinaram as amostras. Nos resultados da pesquisa há dados pessoais, cuja permissão [de transferência] deve ser concedida por aqueles a quem pertencem. Portanto, existem inúmeros níveis [burocráticos], mas em relação ao que nos preocupa, demos todos os acordos sobre o que é necessário para implementar este processo”, acrescentou Maas.

Segundo relatou na segunda-feira (7) à Sputnik o hospital Charité, não há novas informações sobre o estado de saúde de Navalny, e não está agendado nenhum anúncio sobre o caso nos próximos dias. O hospital também se recusou a revelar se as regras de trabalho mudaram depois que Berlim confirmou o envenenamento do opositor pela substância tóxica Novichok.

Heiko Maas disse no sábado (5) que Berlim espera que Moscou aja em relação ao suposto envenenamento de Navalny o mais rápido possível, acrescentando que a Alemanha coordenará uma resposta com seus parceiros no caso de a Rússia não investigar. Maas assumiu que havia muitas indicações de que a Rússia estava por trás do incidente com a figura da oposição.

No domingo (6), a representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, declarou que Moscou está aberta ao diálogo com Berlim a respeito da situação em torno de Aleksei Navalny. Zakharova também lembrou que em 27 de agosto Moscou enviou um pedido do Ministério Público russo para trocar informações sobre a situação do opositor, e estava aguardando uma resposta de Berlim.

Influência no Nord Stream 2

Annegret Kramp-Karrenbauer, a ministra da Defesa alemã, afirmou no domingo (6) que a possibilidade de sanções contra o projeto do gasoduto Nord Stream 2 dependerá de como Moscou reagirá à situação com o opositor, e que a cooperação da Rússia determinará a resposta da Alemanha.

A ministra também admitiu não estar muito entusiasmada com o projeto, que uniu a Gazprom russa e numerosos gigantes europeus da energia, inclusive da Alemanha.

Eu sempre disse que não gosto muito do projeto Nord Stream 2. Para mim, sempre foi claro que os interesses de segurança dos Estados do Leste Europeu e da Ucrânia devem ser levados em consideração”, garantiu Kramp-Karrenbauer.

Que aconteceu com Navalny?

Em 20 de agosto, o político russo da oposição passou mal durante um voo doméstico da cidade siberiana de Tomsk para Moscou. Ele foi inicialmente tratado na cidade de Omsk, onde o avião fez um pouso de emergência. Dois dias depois, quando os médicos determinaram que ele estava apto para o transporte aéreo internacional, Navalny foi levado de avião para o hospital Charité, em Berlim, para tratamento adicional.

Os médicos alemães inicialmente afirmaram que encontraram vestígios de uma substância do grupo de inibidores de colinesterase em seu sistema, antes de declarar um envenenamento pela substância tóxica Novichok. Moscou respondeu apontando a falta de provas nas alegações de Berlim, e observando que os médicos russos não haviam encontrado substâncias tóxicas em Navalny.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Pessoas feias superestimam drasticamente suas aparências

Pessoas pouco atraentes parecem menos capazes de julgar com precisão sua própria atratividade, e tendem a superestimar sua aparência. Não faltam disparidades entre pessoas atraentes e pouco atraentes. Estudos mostram que os mais belos entre nós …

Noruega acusa Pequim de ciberataque contra serviços do governo

Pela primeira vez na história, o Serviço de Segurança Policial da Noruega (PST, na sigla em inglês) identificou a China como sendo responsável por um ataque hacker contra as autoridades do país nórdico. A agência de …

China supera marca de 1 bilhão de vacinas contra a covid-19 aplicadas

Quantia representa mais de um terço das doses aplicadas no mundo. Após início lento da imunização, autoridades chinesas querem vacinar completamente 40% da população até o final de junho. O número de doses de vacinas contra …

Brasileiros protestam no exterior contra Bolsonaro e gestão da epidemia

Dezenas de milhares de pessoas tomaram as ruas de várias capitais brasileiras neste sábado para protestar contra o presidente Jair Bolsonaro e sua gestão da pandemia, que já deixou mais de meio milhão de …

Relíquia do Jurássico: descoberto animal marinho cuja espécie vive há 180 milhões de anos

Um grupo de pesquisadores descreveu uma nova espécie de ofíuros – um animal marinho parecido com as estrelas-do-mar, que recebeu o nome de Ophiojura, informou nesta quinta-feira (17) Tim O’Hara, curador dos Museus Victoria (Austrália) …

Projeto de estrada cortando parque das cataratas de Iguaçu ameaça outras áreas de proteção pelo Brasil

Uma das paisagens naturais mais impressionantes do Brasil e reconhecida pela Unesco, o Parque Nacional do Iguaçu, que abriga as cataratas, no Paraná, pode ser cortado ao meio por uma rodovia asfaltada – em …

Por que a imunidade de rebanho está longe de ser realidade

Embora costume ser apresentada como simples cálculo matemático, alcançar a imunidade de rebanho não é tarefa fácil. Ela não só depende da infecciosidade das variantes, como da adoção de medidas sanitárias pela população. Apesar das campanhas …

Uso de maconha na adolescência pode atrapalhar o desenvolvimento do cérebro

O consumo de maconha pode ser prejudicial ao cérebro humano durante a adolescência, de acordo com estudo publicado na última quarta-feira (16). Segundo a pesquisa, realizada em regiões da Europa, o uso recreativo da planta pode …

EUA terão feriado para comemorar fim da escravidão

Data já celebrada na maioria dos estados vai se tornar feriado federal. O "Juneteenth" lembra dia em que os últimos escravos negros foram libertados no país, em 1865. Após aprovação pelo Congresso dos Estados Unidos na …

5 perguntas sobre os denisovanos, 'parentes' extintos dos humanos modernos que viveram na Terra há 50 mil anos

Desde que os primeiros vestígios dos denisovanos foram descobertos em 2008, os cientistas não descansaram tentando obter mais informações sobre eles. A tarefa, no entanto, não tem sido fácil, porque até agora só foram encontrados pequenos …