Alemanha pode fornecer dados de Navalny à Rússia, mas admite demorar um tempo

varfolomeev / Flickr

Manifestação de apoio a Alexei Navalny (ao centro)

Figura importante da oposição russa, Aleksei Navalny está atualmente em tratamento no hospital Charite em Berlim, Alemanha, após sofrer uma condição médica aguda na Rússia, no final de agosto.

Berlim pode transferir informações sobre o caso do russo Aleksei Navalny, principal opositor político de Vladimir Putin, para Moscou, mas é um longo processo, pois novos dados continuam aparecendo, afirmou no domingo (6) Heiko Maas, o ministro das Relações Exteriores da Alemanha, em resposta ao pedido da Procuradoria Geral da Rússia sobre Navalny.

“Concordamos com este pedido de assistência jurídica enviado pela Rússia. Isto significa que as informações que estão sendo solicitadas podem ser emitidas por nosso lado. Mas este é um processo, já que estão sendo constantemente recebidos novos dados, [e] Navalny continua sendo tratado. [Ele] está sendo verificado quanto [à quantidade de] veneno que permanece em seu corpo ou já sendo excretado”, explicou Maas.

O ministro acrescentou que o processo de consideração estava sendo realizado por vários departamentos.

“Ainda é necessário esclarecer este [pedido] com os trabalhadores médicos do Charité, com aqueles que examinaram as amostras. Nos resultados da pesquisa há dados pessoais, cuja permissão [de transferência] deve ser concedida por aqueles a quem pertencem. Portanto, existem inúmeros níveis [burocráticos], mas em relação ao que nos preocupa, demos todos os acordos sobre o que é necessário para implementar este processo”, acrescentou Maas.

Segundo relatou na segunda-feira (7) à Sputnik o hospital Charité, não há novas informações sobre o estado de saúde de Navalny, e não está agendado nenhum anúncio sobre o caso nos próximos dias. O hospital também se recusou a revelar se as regras de trabalho mudaram depois que Berlim confirmou o envenenamento do opositor pela substância tóxica Novichok.

Heiko Maas disse no sábado (5) que Berlim espera que Moscou aja em relação ao suposto envenenamento de Navalny o mais rápido possível, acrescentando que a Alemanha coordenará uma resposta com seus parceiros no caso de a Rússia não investigar. Maas assumiu que havia muitas indicações de que a Rússia estava por trás do incidente com a figura da oposição.

No domingo (6), a representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, declarou que Moscou está aberta ao diálogo com Berlim a respeito da situação em torno de Aleksei Navalny. Zakharova também lembrou que em 27 de agosto Moscou enviou um pedido do Ministério Público russo para trocar informações sobre a situação do opositor, e estava aguardando uma resposta de Berlim.

Influência no Nord Stream 2

Annegret Kramp-Karrenbauer, a ministra da Defesa alemã, afirmou no domingo (6) que a possibilidade de sanções contra o projeto do gasoduto Nord Stream 2 dependerá de como Moscou reagirá à situação com o opositor, e que a cooperação da Rússia determinará a resposta da Alemanha.

A ministra também admitiu não estar muito entusiasmada com o projeto, que uniu a Gazprom russa e numerosos gigantes europeus da energia, inclusive da Alemanha.

Eu sempre disse que não gosto muito do projeto Nord Stream 2. Para mim, sempre foi claro que os interesses de segurança dos Estados do Leste Europeu e da Ucrânia devem ser levados em consideração”, garantiu Kramp-Karrenbauer.

Que aconteceu com Navalny?

Em 20 de agosto, o político russo da oposição passou mal durante um voo doméstico da cidade siberiana de Tomsk para Moscou. Ele foi inicialmente tratado na cidade de Omsk, onde o avião fez um pouso de emergência. Dois dias depois, quando os médicos determinaram que ele estava apto para o transporte aéreo internacional, Navalny foi levado de avião para o hospital Charité, em Berlim, para tratamento adicional.

Os médicos alemães inicialmente afirmaram que encontraram vestígios de uma substância do grupo de inibidores de colinesterase em seu sistema, antes de declarar um envenenamento pela substância tóxica Novichok. Moscou respondeu apontando a falta de provas nas alegações de Berlim, e observando que os médicos russos não haviam encontrado substâncias tóxicas em Navalny.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Funcionário de funerária é demitido após tirar selfie com corpo de Maradona

Foi demitido o funcionário da funerária responsável pelo velório do ex-jogador Diego Armando Maradona que tirou uma foto ao lado do caixão com o corpo do astro, enterrado nesta quinta-feira, dia 26, na Grande Buenos …

Museu de Londres reunirá relatos de sonhos de britânicos na pandemia

Projeto visa documentar mudanças no sono causadas pelo confinamento e pela crise gerada com a covid-19, além de coletar narrativas sobre o período para gerações futuras. Mudanças no sono aparentemente têm sido comuns durante a pandemia …

'O Gambito da Rainha': série da Netflix ignora sexismo no xadrez, diz ex-campeã

Existem várias cenas comoventes em O Gambito da Rainha, a série da Netflix que conta a história fictícia de Beth Harman, uma jovem prodígio do xadrez da década de 1960. Em uma delas, um jogador experiente …

Detectada "partícula fantasma" no Sol que confirma teoria da década de 1930

Uma equipe internacional de cientistas conseguiu, pela primeira vez, detectar diretamente a presença do ciclo carbono-nitrogênio-oxigênio (CNO) na fusão nuclear do Sol. Este ciclo representa uma das reações de fusão pelas quais as estrelas convertem hidrogênio …

Musk acertou? Tesla se aproxima dos US$ 500 bilhões de valor de mercado

Nesta segunda-feira (23), a Tesla atingiu o valor de mercado de US$ 498 bilhões. E isso em um momento em que não se sabe se a empresa vai conseguir atingir a sua meta de entregar …

Papai Noel é considerado 'trabalhador essencial' na Irlanda

Na mesma semana em que novas restrições de viagem foram colocadas em prática no Reino Unido e na Irlanda diante dos estragos causados pela segunda onda da pandemia de covid-19 na Europa, a Irlanda fez …

Especialistas da ONU advertem sobre viés racista em algoritmos

Os países devem fazer mais para combater o racismo, principalmente nos algoritmos de inteligência artificial utilizados para reconhecimento facial e controles policiais. Essas ferramentas podem reforçar discriminações, alertam especialistas da ONU. Segundo a especialista jamaicana …

Estudo de dentes de megalodonte revela segredos do tubarão de 18 metros

Especialistas em tubarões revelaram mais informações sobre um dos maiores predadores dos mares – o megalodonte. Nova pesquisa de dentes fossilizados da espécie Odotus megalodons, chamada também de megalodonte, sugere que os tubarões fêmeas desta espécie …

Escritor é alvo de censura e terá conta no Twitter suspensa por críticas contra Igreja Universal

O escritor J. P. Cuenca foi censurado por uma decisão judicial e terá sua conta do Twitter suspensa após o juiz da comarca de Campos dos Goytacazes (RJ), Ralph Machado Manhães Junior, acatar um pedido …

"Tesouro" espetacular de antigos artefatos de caça na Noruega é descoberto sob gelo derretido

Arqueólogos descobriram um “tesouro” de artefatos enquanto outra grande mancha de gelo derrete nas montanhas norueguesas, revelando um total de 68 flechas e muitos outros itens de um antigo local de caça de renas. As primeiras …