Imagens chocantes de animais em matadouros geram processo e debate na França

Foi aberto nesta segunda-feira (17), no sudoeste da França, um processo contra um abatedouro e seus empregados, acusados de “maus tratos sem necessidade a um animal”.

O procedimento jurídico, baseado em uma denúncia da associação francesa L214, de defesa dos animais, acontece ao mesmo tempo que um novo projeto de lei de Agricultura e Alimentação é examinado pelo Parlamento francês.

O processo foi instaurado dois anos depois da difusão das imagens chocantes, realizadas por câmeras escondidas, capturadas em março de 2016 no abatedouro de Mauléon, sudoeste do país, mostrando animais sendo abatidos sem atordoamento prévio, carneiros ensanguentados ainda conscientes e cabritos sendo cortados vivos.

Brigitte Gothier, porta-voz da associação L214, disse esperar que “os sofrimentos cruéis infringidos aos animais, pelos operários ou pelo material defeituoso” sejam reconhecidos durante o processo, que deve durar dois dias.

No Parlamento francês, nova legislação em debate prevê sanções em caso de maus tratos de animais em abatedouros ou durante seu transporte, assim como a imposição de uma vaga de responsável pela proteção animal em cada abatedouro.

Três funcionários do abatedouro de Mauléon, assim como o estabelecimento, são julgados por maus tratos a animais domésticos e pelo não cumprimento das regras de abate, como a ausência de insensibilização dos animais, um crime passível de multa no valor de 750 euros (cerca de R$ 3.500).

O abatedouro e seu diretor, Gérard Clement, atualmente aposentado, devem responder também por “falsificação sobre a natureza, qualidade, origem ou quantidade de uma mercadoria”, uma punição passível de dois anos de prisão, com multa de 300 mil euros (por volta de R$ 1,4 milhão).

Além da L214, outras dez associações de defesa animal, apoiaram o processo como partes civis, como a Sociedade Protetora dos Animais (SPA) e a Fundação Brigitte Bardot.

Os movimentos pelo bem-estar animal começam a provocar mudanças profundas na sociedade francesa. Mesmo se o veganismo, que proíbe o consumo de todo produto de origem animal, continua minoritário, seus militantes são cada vez mais respeitados no país.

A associação L214, que milita pela proteção de animais, mas também pela abolição do consumo de carne e qualquer uso de substância de origem animal, já revelou fatos semelhantes em matadouros de Alès e Vigan (sul da França).

Em abril de 2017, um ex-funcionário do matadouro da Vigan foi sentenciado a oito meses de prisão por atos de crueldade e maus-tratos em animais.

Ciberia // RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Todas as missões da NASA deveriam procurar vida extraterrestre

A procura por sinais de vida alienígena deve fazer parte de todas as missões futuras da NASA. A organização deve expandir seu leque sobre possíveis sinais extraterrestres, de forma a conseguir identificá-los, aponta um novo …

Espanhóis vão viver mais tempo que japoneses em 2040

A Espanha pode se tornar, em 2040, o país com a maior expectativa de vida do mundo, desbancando o Japão. A revelação foi feita nesta quarta-feira (17) pelo Instituto de Avaliação e Métricas de Saúde (IHME), …

Todas as abelhas deixaram de zumbir durante quase três minutos

Em agosto do ano passado, quando se noticiava o eclipse solar total e enquanto a lua cobria o Sol, as abelhas deixaram de zumbir durante cerca de três minutos. O fenômeno durou cerca de três minutos …

Cerveja pode ficar cinco vezes mais cara devido às mudanças climáticas

Más notícias para os amantes de cerveja. As mudanças climáticas, além de elevarem o nível médio do mar e causarem furacões mais fortes e incêndios mais intensos, podem também prejudicar a produção e, consequentemente, a …

Arqueólogos descobrem raro navio ritual viking na Noruega

Um grupo de arqueólogos descobriu um navio viking enterrado na Noruega. A enorme embarcação foi utilizada há mais de mil anos em uma cerimônia fúnebre, tendo servido como o local de descanso final para um rei ou …

Jeff Bezos quer turistas no espaço já em 2019

“Estou confiante.” O CEO da Amazon, Jeff Bezos, quer que o início das viagens turísticas ao espaço seja marcado já para 2019. Para Jeff Bezos não basta ser rei das vendas do comércio eletrônico. O presidente executivo …

Trump quer negociar acordos comerciais com União Europeia, Reino Unido e Japão

O governo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta quarta-feira (17) ao Congresso sua intenção de negociar acordos comerciais com a União Europeia (UE), o Reino Unido e o Japão, informou o Departamento …

Assange recebe ultimato do Equador para alimentar o gato e limpar o banheiro

A Embaixada do Equador em Londres, ameaça retirar o estatuto de asilo político a Julian Assange, o cofundador da WikiLeaks, caso ele não cumpra uma série de requisitos, entre os quais cuidar melhor do seu …

Houve "desinformação deliberada" em campanha política no Brasil

O relator especial para a Liberdade de Expressão da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), Edison Lanza, disse nesta terça-feira (16) à EFE que nas campanhas políticas desenvolvidas no Brasil entre diferentes candidatos à Presidência, …

Aos gritos de “Bolsonaro”, travesti é morta a facadas no centro de São Paulo

Aconteceu na madrugada desta terça-feira (16) em São Paulo mais uma agressão que pode ter motivações políticas, encampada por apoiadores do candidato Jair Bolsonaro (PSL). Por volta das 4h da manhã, a Polícia Militar foi acionada …