Apple pode estar se preparando para comprar a Disney

matteoartizzu / Flickr

Sede da Apple, em Cupertino

Sede da Apple, em Cupertino

A gente já se acostumou a ver empresa comprando empresa dentro desse mundo da tecnologia e entretenimento. É algo relativamente comum. No entanto, a coisa muda um pouco de figura quando falamos de duas gigantes, como é o caso de Apple e Disney.

Segundo alguns novos rumores que surgiram nos últimos dias, a Maçã de Cupertino estaria cogitando adquirir nada menos do que a Casa do Mickey e todas as marcas embaixo de seu guarda-chuva.

O boato surgiu após o analista de mercado Steven Cahall enviar uma nota a seus clientes com a sugestão de que essa aquisição poderia acontecer. Ele não traz muitos detalhes de onde essa informação veio e nem o que podemos de fato esperar dela, mas foi o suficiente para deixar todo mundo em polvorosa com essa possibilidade.

Como explica o site Business Insider, o mercado de entretenimento está em uma constante guerra pela atenção (e pelo dinheiro) do usuário e vence quem tiver mais conteúdo que motive esse indivíduo a comprar produtos relacionados. E a Disney sempre foi referência nisso, seja com suas animações ou seu recém-adquirido universo Marvel e Star Wars.

Outros analistas apontam para o mesmo caminho. Samantha Greenberg, da Margarete Capital, afirmou em carta para investidores que a compra da Disney pela Apple seria a aquisição mais lógica para a Maçã fazer. Segundo ela, isso expandiria o valor da marca ainda mais.

John Malone, da Liberty Media, concorda com esse ponto de vista, sobretudo ao lembrar que ter controle sobre a ESPN — que também pertence à Disney — seria mais do que interessante aos negócios da Apple.

Apesar desse otimismo e empolgação do mercado, a verdade é que não há nenhum indicativo mais concreto que isso vá realmente acontecer. De fato, a junção dessas duas gigantes formaria um colosso do entretenimento e da tecnologia.

Como dito, a Disney detém os direitos de franquias muito valiosas, além de serviços e emissoras igualmente populares. Nas mãos da Apple, isso se tornaria um atrativo a mais para suas plataformas. Uma exclusividade dos filmes e conteúdos Disney no iTunes seria um golpe e tanto na Netflix, por exemplo.

Mas, de novo, tudo não passa de rumor.

Analistas de marcado acreditam que a receita de US$ 200 bilhões da Apple possa ser o suficiente para fazer essa compra, mas a gente sabe que há fatores que vão além da cifra dentro dessa questão.

No entanto, caso as duas marcas realmente se juntem, pode ter certeza de que a quantidade de dinheiro envolvida não será nada pequena. O cofre do Tio Patinhas — que também é da Disney — vai ser pouco para guardar tanta moeda assim.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …