Arcebispo nos EUA diz que Papa sabia de abusos e pede sua renúncia

catholicism / Flickr

Papa Francisco

O antigo núncio apostólico nos Estados Unidos, o arcebispo Carlo Maria Viganò, acusa o Papa Francisco de saber, desde junho de 2013, obre as acusações de abusos sexuais sobre o cardeal Theodore McCarrick, pedindo a ele que renuncie.

O arcebispo Viganò, de 77 anos, escreveu uma carta de 11 páginas, publicada no domingo (26), por alguns meios de cariz conservador em vários países, na qual o prelado acusa outros membros da Curia de formarem um lobby gay e de encobrirem as acusações contra o cardeal norte-americano. A carta se baseia em acusações pessoais e o prelado não aponta qualquer documentação ou prova.

O embaixador do Vaticano escreve que Francisco soube do caso em 23 de junho de 2013, porque o próprio o comunicou “e continuou a encobrir o cardeal ex-arcebispo de Washington, McCarrik”.

Em junho passado, McCarrik, de 88 anos, foi afastado do colégio cardinalício e o papa argentino “ordenou sua suspensão do exercício de qualquer ministério público, assim como a obrigação de permanecer em casa, que será destinada a ele para uma vida de oração e penitência”.

Viganò explica que em 2013 foi o mesmo pontífice quem perguntou: “Como é o cardeal McCarrick?”, ao que o informou que ele “corrompeu gerações de seminaristas e sacerdotes e que o Papa Bento XVI o mandou se retirar para uma vida de oração e penitência”. Informou também que havia informação de tudo na Congregação para os Bispos.

O Papa não considerou necessário comentar as acusações, que alegam que teria ignorado durante seu pontificado ações do cardeal norte-americano, acusado publicamente em julho de abuso sexual.

“Não vou dizer uma palavra sobre isso, acho que o comunicado fala por si”, declarou o Papa Francisco, quando questionado durante o retorno a Roma após a visita à Irlanda.

“Eu li o comunicado esta manhã”, disse o papa aos jornalistas, que o acompanharam no avião, referindo-se à carta. “Leiam o comunicado atentamente e façam o vosso próprio julgamento”, acrescentou.

“Têm capacidade jornalística suficiente para tirar conclusões. É um ato de confiança. Quando passar algum tempo e vocês tiverem tirado as conclusões, talvez eu fale, mas gostaria que a vossa maturidade profissional fizesse isso”, afirmou o pontífice.

Psiquiatria caso homossexualidade se “manifeste na infância”

O papa Francisco recomendou aos pais o recurso à psiquiatria assim que eles percebam tendências homossexuais dos filhos durante a infância, noticiou nesta segunda-feira (27) a agência de notícias France-Presse.

“Quando [a homossexualidade] se manifesta na infância, a psiquiatria pode desempenhar um papel importante para ajudar a perceber como as coisas são. Mas é outra coisa quando ocorre depois dos vinte anos”, respondeu o papa a um jornalista, a bordo do avião que o transportava da Irlanda para Roma.

Questionado sobre o que diria aos pais com filhos homossexuais, afirmou que lhes pediria “que rezem, que dialoguem e que entendam, mas que não condenem”.

Por fim, defendeu que o “silêncio nunca será uma cura” porque, destacou, “ignorar um filho ou uma filha com tendências homossexuais revela falta de paternidade ou maternidade”.

Entretanto, o Vaticano corrigiu o Papa Francisco no que diz respeito ao assunto. A palavra “psiquiatria” foi retirada do “verbatim” publicado pelo serviço de imprensa do Vaticano, “para não alterar o pensamento do Papa”, explicou à agência de notícias AFP uma porta-voz do Vaticano.

“Quando o Papa se refere à psiquiatria, é claro que ele faz isso como um exemplo que entra nas diferentes medidas que podem ser tomadas”, explicou a mesma fonte.

“Mas, com essa palavra, não tinha a intenção de dizer que se tratava de uma doença psiquiátrica, mas que talvez fosse necessário ver como são as coisas a nível psicológico”, acrescentou o porta-voz.

Papa implorou “o perdão do Senhor”

O Papa Francisco passou o fim de semana na Irlanda, onde visitou um famoso templo e rezou a missa no domingo, no segundo dia de visita ao país, depois de ter se encontrado com vítimas de abusos sexuais cometidos por membros do clero ou por autoridades e instituições católicas.

No domingo, durante uma visita ao Santuário de Knock, a cerca de 180 quilômetros de Dublin, o Papa Francisco “implorou o perdão do Senhor” pelas agressões sexuais cometidas na Irlanda por padres católicos.

“Eu imploro o perdão do Senhor por esses pecados, pelo escândalo e traição sentidos por muitos na família de Deus”, acrescentou.

Desde 2002, mais de 14.500 pessoas foram vítimas de abuso sexual por padres na Irlanda. A hierarquia da igreja irlandesa é acusada de ter encoberto centenas de sacerdotes. Várias investigações também revelaram práticas de adoções ilegais de crianças nascidas de mulheres solteiras, realizadas pelo Estado irlandês com a cumplicidade da Igreja Católica.

A magnitude dos escândalos explica em parte a perda de influência da igreja sobre a sociedade irlandesa, historicamente muito católica nos últimos anos.

“Nenhum de nós pode deixar de se sentir movido pelas histórias de menores que sofreram abusos, que foram roubados da inocência e que foram deixados para trás por lembranças dolorosas. Esta ferida aberta nos desafia a sermos firmes e determinados na busca da verdade e da justiça”, disse o pontífice citado pela AFP.

No sábado, Francisco falou com oito vítimas de abuso, incluindo duas que foram forçadamente doadas para adoção quando nasceram, porque as mães não eram casadas.

Uma das vítimas, Clodagh Malone, disse que Francisco ficou “chocado” com o que lhe contaram, mas “ouviu cada um com respeito e atenção”.

Os sobreviventes pediram a Francisco para falar na missa, para todas as mães saberem que não é um pecado — como a igreja disse — tentarem encontrar os filhos agora.

Ciberia, Lusa // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …