Áreas brilhantes em Ceres sugerem atividade geológica

JPL-Caltech/UCLA/MPS/DLR/IDA / NASA

O solitário monte piramidal Ahuna fotografado pela sonda Dawn no planeta anão Ceres

Se pudéssemos viajar a bordo da sonda Dawn da NASA, a superfície do planeta anão Ceres teria um aspecto bastante escuro, mas com notáveis exceções. Estas exceções são as centenas de áreas brilhantes que se destacam em imagens que a Dawn já transmitiu.

Agora, os cientistas têm uma melhor perspectiva de como estas áreas refletivas se formaram e como mudaram ao longo do tempo – processos indicativos de um mundo ativo e em evolução.

“Os misteriosos pontos brilhantes em Ceres, que muito cativaram tanto a equipe científica da Dawn como o público, revelam evidências do oceano subsuperficial passado de Ceres e indicam que, longe de ser um mundo morto, Ceres é surpreendentemente ativo. Os processos geológicos criaram estas áreas brilhantes e podem ainda hoje mudar o rosto de Ceres”, comenta Carol Raymond, uma das cientistas principais da missão Dawn, no JPL da NASA em Pasadena, na Califórnia.

Raymond e seus colegas apresentaram os últimos resultados sobre as áreas brilhantes na reunião da União Geofísica Americana no passado dia 12 de dezembro em Nova Orleans.

Tipos Diferentes de Áreas Brilhantes

Desde que a Dawn alcançou a órbita em torno de Ceres em março de 2015 que os cientistas localizaram mais de 300 áreas brilhantes no planeta anão. Um novo estudo publicado na revista Icarus, liderado por Nathan Stein, cientista no Caltech em Pasadena, divide as características de Ceres em quatro categorias.

O primeiro grupo de áreas brilhantes contém o material mais refletivo em Ceres, que é encontrado no chão de crateras. Os exemplos mais icônicos estão na Cratera Occator, que hospeda duas proeminentes áreas brilhantes.

Cerealia Facula, no centro da cratera, é composta por material brilhante que cobre um poço com 10 quilômetros de diâmetro, dentro do qual fica uma pequena cúpula. À leste do centro está uma coleção de características ligeiramente menos refletivas e mais difusas de nome Vinalia Faculae.

Todo o material brilhante na Cratera Occator é feito de material rico em sal, que provavelmente já esteve misturado em água. Embora Cerealia Facula seja a área mais brilhante de Ceres, seria semelhante à neve suja para o olho humano.

Mais comumente, na segunda categoria, material brilhante é encontrado nas orlas das crateras, criando riscas em direção à base. Os corpos de impacto provavelmente expuseram o material brilhante que já estava na subsuperfície ou que já tinha se formado durante um evento de impacto prévio.

Separadamente, na terceira categoria, o material brilhante pode ser encontrado no que foi expelido quando as crateras foram formadas.

A montanha Ahuna Mons obtém sua própria quarta categoria – a única instância em Ceres onde o material brilhante não está relacionado com qualquer cratera de impacto. Formado pela acumulação gradual de materiais gelados, espessos e que fluem lentamente, este provável criovulcão tem proeminentes linhas brilhantes nos seus flancos.

Ao longo de centenas de milhões de anos, o material brilhante se misturou com o material escuro que forma a maior parte da superfície de Ceres, bem como com os detritos expelidos durante os impactos.

Isto significa que há milhares de milhões de anos, quando Ceres sofreu mais impactos, a superfície do planeta anão era provavelmente salpicada por milhares de áreas brilhantes.

“Pesquisas anteriores mostraram que o material brilhante é composto por sais e nós pensamos que a atividade do fluido subterrâneo os transportaram até a superfície para formar algumas das zonas brilhantes”, explica Stein.

O Caso de Occator

Por que as diferentes áreas brilhantes de Occator parecem tão distintas entre si? Lynnae Quick, geóloga planetária do Instituto Smithsonian em Washington, se debruça sobre esta questão.

A principal explicação para o que aconteceu em Occator é que poderia ter tido, pelo menos no passado recente, um reservatório de água salgada por baixo.

Vinalia Faculae, a região brilhante e difusa para nordeste da cúpula central da cratera, poderia ter se formado a partir de um fluido conduzido à superfície por uma pequena quantidade de gás, semelhante a champanhe que sai da garrafa quando a rolha salta.

No caso de Vinalia Faculae, o gás dissolvido pode ter sido uma substância volátil como vapor de água, dióxido de carbono, metano ou amônia. A água salgada rica em voláteis pode ter sido trazida para perto da superfície de Ceres através de fraturas que se ligavam ao reservatório salgado por baixo de Occator.

A pressão mais baixa na superfície de Ceres teria feito com que o fluído fervesse como vapor. Onde as fraturas atingiram a superfície, o vapor podia escapar energeticamente, transportando com ele gelo e partículas de sal e depositando-as na superfície.

Cerealia Facula pode ter se formado em um processo ligeiramente diferente, dado que é mais elevada e mais brilhante do que Vinalia Faculae. O material em Cerealia pode ter sido mais como uma lava gelada, penetrando as fraturas e inundando a área para formar uma cúpula.

Fases intermitentes de ebulição, semelhantes ao que aconteceu no momento da formação de Vinalia Faculae, podem ter ocorrido durante este processo, espalhando na superfície gelo e partículas de sal que formaram a zona brilhante de Cerealia.

As análises de Quick não dependem do impacto inicial que formou Occator. No entanto, o pensamento atual entre os cientistas da Dawn é que quando um grande corpo colidiu com Ceres, escavando a cratera com 92 quilômetros de diâmetro, o impacto poderia também ter produzido fraturas através das quais o líquido surgiu mais tarde.

“Nós também vemos fraturas em outros corpos do Sistema Solar, como em Europa, a lua gelada de Júpiter”, acrescenta Quick. “Estas fraturas em Europa são mais abrangentes do que as que vemos em Occator. No entanto, os processos relacionados com reservatórios líquidos que podem existir sob as fraturas de Europa, hoje, podem ser usadas como uma comparação para o que pode ter acontecido em Occator no passado”.

À medida que a Dawn continua a fase final da sua missão, em que desce a altitudes mais baixas do que nunca, os cientistas vão continuar a aprender mais sobre as origens deste material brilhante em Ceres e sobre as origens das características enigmáticas em Occator.

Ciberia // CCVAlg / ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Tesla supera expectativas e apresenta quinto trimestre consecutivo de lucros

A Tesla divulgou nesta quarta-feira (21) seus resultados financeiros relativos ao terceiro trimestre de 2020. E as notícias foram boas: além de apresentar lucros pelo quinto trimestre consecutivo, a montadora elétrica apresentou os três meses …

Bitcoin alcança valor máximo anual após anúncio do PayPal

Nesta quarta-feira (21), o PayPal anunciou que vai lançar um sistema que permite efetuar compras e vendas em moedas digitais. Nesta quarta-feira (21), o bitcoin alcançou seu valor máximo neste ano, acima de US$ 13.200 (R$ …

Papa Francisco defende união civil homossexual

Pela primeira vez desde que assumiu a liderança da Igreja Católica, pontífice se manifesta a favor da união civil entre pessoas do mesmo sexo. "Gays têm direito a ter família, são filhos de Deus", diz …

Obama faz campanha para Biden e tenta ganhar votos republicanos com evento drive-in na Pensilvânia

Em seu primeiro evento presencial do ano, o ex-presidente Barack Obama vai participar de uma campanha drive-in na noite desta quarta-feira (21) na Pensilvânia. A expectativa é que Obama conquiste eleitores negros no sul …

Cientistas acabam de descobrir um órgão misterioso escondido no centro da cabeça humana

Cientistas fizeram uma descoberta anatômica surpreendente, encontrando o que parece ser um misterioso conjunto de glândulas salivares escondidas dentro da cabeça humana que de alguma forma passaram despercebidas até agora. Essa “entidade misteriosa” foi identificada acidentalmente …

Estudo revela por que formigas são excepcionalmente fortes

Neste trabalho, os pesquisadores conseguiram obter imagens detalhadas do que ocorre no tórax de uma formiga, tirando raios-X e criando modelos 3D para analisar os músculos e o esqueleto interno. Pesquisadores de universidades do Japão e …

Hackers russos são acusados de planejarem ataques contra as Olímpiadas do Japão

Hackers russos estariam planejando uma nova onda de ataques contra a organização das Olímpiadas de 2020, que aconteceriam neste ano, no Japão, e foram transferidas para 2021 devido à pandemia do novo coronavírus. Mais uma …

Pais de 545 crianças separadas na fronteira dos EUA não foram localizados

Famílias foram separadas como parte da política anti-imigração de Trump a partir de 2017. Muitos dos pais podem ter sido deportados sem os filhos. Os pais de 545 crianças migrantes que foram separadas deles nos Estados …

ONG Repórteres Sem Fronteiras denuncia deterioração da liberdade de imprensa no Brasil

Um novo relatório publicado nesta terça-feira (20) pela ONG Repórteres sem Fronteiras (RSF) denuncia o aumento de ameaças a jornalistas e veículos de comunicação no Brasil em 2020. Para a organização civil, sediada em …

Empreendedor mineiro cria vassoura mágica que também é meio de transporte

A sensação de voar em uma vassoura mágica se tornou possível em Belo Horizonte, Minas Gerais, pelas mãos do empreendedor Alexandre Russo, de 28 anos. Fundador da empresa Nuvem Vassouras, o mineiro criou a “Real Flying …