Cientistas descobrem “bomba relógio” debaixo do oceano Ártico

O Ártico não está apenas ameaçado pelo derretimento do gelo na sua superfície. Um novo estudo mostra que há também um reservatório de água aquecida que se acumula debaixo do oceano.

Segundo o Science Alert, uma nova pesquisa descobriu evidências de um vasto reservatório de água aquecida que se acumula debaixo do Oceano Ártico e penetra de forma profunda no coração da região polar, ameaçando derreter o gelo que se encontra no topo.

“Documentamos um aquecimento oceânico impressionante em uma das principais bacias do interior do Oceano Ártico, a Bacia do Canadá”, explica a oceanógrafa da Universidade de Yale Mary-Louise Timmermans.

A pesquisadora e o resto da equipe analisaram as temperaturas registradas nessa bacia nos últimos 30 anos e descobriram que a quantidade de calor na parte mais quente da água efetivamente duplicou no período entre 1987 e 2017.

Esta bacia, situada a norte do Alasca, nos Estados Unidos, é composta por camadas mistas de água oceânica, com água fria na superfície e água mais quente e salgada por baixo.

São as condições de aquecimento rápido do reservatório mais quente que deixam os cientistas refletindo. “Atualmente, esse calor está preso abaixo da camada superficial“, explica Timmermans. “Devia se misturar até a superfície, existe calor suficiente para derreter por completo o gelo que cobre a região durante a maior parte do ano”.

De acordo com os pesquisadores, cujo estudo foi publicado esta semana na revista científica Science Advances, as águas submersas mais quentes têm “arquivado” o calor devido ao “aquecimento solar anômalo” das águas superficiais no norte do Mar de Tchuktchi, que alimenta a Bacia do Canadá.

Basicamente, à medida que o gelo do mar derrete sazonalmente e cada vez mais no Mar de Tchuktchi, a água aberta é exposta ao calor da luz solar, aquece e é levada para o norte pelos ventos do Ártico – um fenômeno atual chamado de Beaufort Gyre.

(dr) Yale University

Enquanto a água aquecida viaja para o Ártico, as águas mais quentes descem abaixo da camada mais fria da Bacia do Canadá – mas a quantidade que aqueceu nas últimas três décadas pode representar “uma bomba relógio“, alertam os cientistas.

“Esse calor não vai desaparecer”, disse à CBC John Toole, um dos cientistas da equipe e pesquisador do Instituto Oceanográfico Woods Hole. “Eventualmente, terá que subir à superfície e bater contra o gelo”.

Os cientistas pensam que essa ainda não é uma ameaça imediata, no entanto, ventos fortes misturados com camadas de água mais frias e mais quentes – ou um aumento da salinidade, movendo a água mais quente para cima – podem afetar severamente o gelo do Ártico.

E mesmo que esses resultados não aconteçam, a trajetória de temperatura já vista poderia afetar a cobertura de gelo de forma mais sutil, embora ainda ninguém saiba as ramificações exatas.

“Resta ver como as perdas contínuas de gelo irão mudar fundamentalmente a estrutura e a dinâmica da coluna de água”, explicam os autores no estudo, embora notem que nos próximos anos o excesso de calor “dará origem a fluxos de calor ascendentes, criando efeitos compostos no sistema ao diminuir o crescimento do gelo marinho no inverno”.

É preciso mais pesquisa para calcular quão séria é a situação, porém, não há forma de negar que esses mecanismos fazem parte de um problema muito maior – e que não vai desaparecer.

“Estamos vendo cada vez mais águas abertas quando o gelo marinho recua no verão”, diz Timmermans à Canadian Press. “O Sol aquece o oceano diretamente, porque não está mais coberto pelo gelo do mar”.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Google está “criando Deus”, alerta ex executivo da Google

Segundo um ex-executivo do Google, a singularidade está chegando. E, segundo ele isso representa uma grande ameaça para a humanidade. Mo Gawdat, ex-diretor de negócios da organização moonshot do Google, que na época se chamava Google …

Pandemia causa a maior redução na expectativa de vida desde a Segunda Guerra

Desde a descoberta do coronavírus SARS-CoV-2, mais de 4,9 milhões de pessoas morreram oficialmente em consequência da infecção, segundo levantamento da Universidade Johns Hopkins. Nesse cenário, a pandemia da covid-19 reduziu a expectativa de vida …

Forças Armadas da Noruega assinam contrato bilionário de mísseis para caças F-35

Noruega tem sido um parceiro ativo no programa de caças dos EUA F-35, tendo em conta que 18 empresas deste país nórdico são parceiros diretos. Subsequentemente, a Noruega decidiu adquirir 52 caças F-35 para substituir …

Brasil fez lobby para mudar relatório climático, diz Greenpeace

Vários países, entre eles o Brasil, tentaram fazer mudanças em um crucial relatório da ONU sobre como combater o aquecimento global, afirmou o Greenpeace nesta quinta-feira (21/10), citando um grande vazamento de documentos. Os documentos aos …

Site da Coreia do Sul é usado para hospedar vírus e distribuí-lo via torrents

Uma campanha de distribuição de malwares na Coreia do Sul está disfarçando cavalos de troia de acesso remoto como um jogo para o público adulto, compartilhado via serviço de hospedagem de arquivos, como o WebHard, …

América Latina pode levar ‘muitos anos’ para superar impacto da pandemia, alerta FMI

Os efeitos negativos da pandemia de Covid-19 em termos de produtividade, emprego e capital humano na América Latina e Caribe podem "demorar muitos anos para serem revertidos". O alerta foi feito nesta quinta-feira (21) pelo …

Dinossauro “garça do inferno com cara de crocodilo” é descoberto

Dois dinossauros carnívoros de dentes pontiagudos com crânios de crocodilo apareceram uma vez nas margens do rio na Ilha de Wight, na Inglaterra, revelam novos fósseis. Os cientistas deram às criaturas nomes científicos que se traduzem …

As 9 acusações contra Bolsonaro no relatório da CPI - e a manobra governista para tentar blindá-lo

Após o relatório da CPI da Covid no Senado acusar o presidente Jair Bolsonaro de nove crimes durante a pandemia, um senador da bancada governista tentou uma manobra para "blindar" o chefe do Executivo e …

Nova onda de covid-19 atinge o Leste Europeu

Uma nova onda de covid-19 se alastra pela Europa, sobretudo em países do Centro e do Leste, onde as taxas de imunização se mantêm mais baixas. A alta nos casos em vários países faz com …

Ator Alec Baldwin mata acidentalmente cineasta e fere diretor em set de filmagem nos EUA

O ator Alec Baldwin disparou uma arma que não devia estar carregada, utilizada nas filmagens no Novo México (EUA), matando a cineasta Halyna Hutchins e ferindo o diretor Joel Souza, segundo as autoridades. O incidente se …